All for Joomla All for Webmasters

Etiquetagem de pneus avalia aderência, rolamento e nível de ruído

Tarcisio Dias - Mecânica Online
Typography

É cada vez maior a quantidade de brasileiros que observa a etiqueta de eficiência energética na hora de comprar um novo produto. Agora é a vez dos pneus receberem essa importante ferramenta para facilitar a decisão do consumidor.

O Programa Brasileiro de Etiquetagem (PBE) é coordenado pelo Inmetro e fornece informações sobre o desempenho dos produtos, considerando atributos como a eficiência energética, o ruído e outros critérios que podem influenciar a escolha dos consumidores que, assim, poderão tomar decisões de compra mais conscientes.

No caso dos pneus essa iniciativa permitirá que o consumidor tenha mais informações sobre um dos itens de segurança do pneu (frenagem no piso molhado) e o impacto sobre o meio ambiente (eficácia energética e ruído externo).

Ela também estimula a competitividade da indústria, que deverá fabricar produtos cada vez mais eficientes.

De forma geral, o PBE funciona da seguinte forma: os produtos são ensaiados em laboratórios e recebem etiquetas com faixas coloridas que os diferenciam.

No caso da eficiência energética, a classificação vai da mais eficiente (A) à menos eficiente (de C até G, dependendo do produto), onde se entende que os mais eficientes utilizam melhor a energia, têm menor impacto ambiental e custam menos para funcionar, pesando menos no bolso.

De posse dessa informação no momento da compra, os consumidores podem escolher os produtos mais econômicos e, consequentemente, favorecer a fabricação dos mais eficientes.

Depois dos eletrodomésticos e até mesmo do automóvel, de um modo geral, o PBE chega de forma definitiva aos pneus a partir de abril de 2018.

O objetivo é oferecer um padrão mínimo de desempenho dos pneus que rodam no Brasil, promovendo a melhoria da segurança viária, a redução da poluição ambiental e a eficiência energética.

A etiquetagem envolve os pneus radiais de passeio, caminhonete, ônibus e caminhão, produzidos aqui ou importados para o Brasil, e já estão recebendo essa etiqueta desde outubro de 2016 fornecendo transparência em três critérios de desempenho.

Quais são as performances avaliadas?

Eficiência energética

Medida indicativa de eficiência energética através de teste de resistência ao rolamento - Avalia a resistência exercida pela força oposta à rotação do pneu. Quanto menor essa resistência, o veículo demanda menos energia para se movimentar e, consequentemente, menor será o seu consumo de combustível. O teste é realizado em laboratório conforme a norma ISO 28580.

O coeficiente de resistência ao rolamento é medido em Kg/ton (Kilogramas/ Toneladas).

Segurança

Medida de segurança em frenagem de emergência através de teste de aderência em solo molhado - Avalia a distância de frenagem necessária para parar um veículo em uma frenagem emergencial em piso molhado. A medição é feita em metros.

Ruído

Medida de poluição sonora através de teste de ruído exterior emitido pelo pneu - Avalia o ruído exterior emitido pelo pneu de um veículo que passa com o motor desligado diante de um dispositivo de captação de som. A medição é feita em Db (Decibel).

Como ler os resultados?

Eficiência energética- São 7 os níveis de desempenho em eficiência energética na etiqueta, que vão do índice G (menos eficiente) até o índice A (mais eficiente).

Segurança- São 7 os níveis de desempenho em segurança indicados na etiqueta, que vão do índice G (maior distância de frenagem) até o índice A (menor distância de frenagem).

Ruído- Será avaliado também o nível de ruído dos pneus, com a indicação do número de decibéis. Quanto mais decibéis, mais ondas são marcadas em preto na etiqueta e pior é o desempenho de pneu. Consequentemente, quanto menos ondas, menos ruído e melhor é o desempenho do pneu neste quesito.

A etiqueta avalia todos os atributos dos pneus?

Infelizmente não. As performances indicadas nas etiquetas são importantes, mas existem outras necessidades do consumidor em relação aos pneus, em particular associadas à economia e à segurança, tais como: frenagem em piso seco, aderência em curvas sobre piso molhado, aderência em curvas sobre piso seco, durabilidade (treadwear) e robustez.

Apesar de ausente dos itens obrigatórios na etiquetagem, a durabilidade do pneu já é fornecida por muitos fabricantes. Na lateral externa é impressa a inscrição Treadwear e um número entre 60 a 700, que indica que os pneus foram submetidos a testes de durabilidade e cujo resultado maior indica sua maior vida útil.

 

Tarcisio Dias é profissional e técnico em Mecânica, além de Engenheiro Mecânico com habilitação em Mecatrônica e Radialista, desenvolve o site Mecânica Online® (www.mecanicaonline.com.br) que apresenta o único centro de treinamento online sobre mecânica na internet (www.cursosmecanicaonline.com.br), uma oportunidade para entender como as novas tecnologias são úteis para os automóveis cada vez mais eficientes.

Coluna Mecânica Online® - Aborda aspectos de manutenção, tecnologias e inovações mecânicas nos transportes em geral. Menção honrosa na categoria internet do 7º Prêmio SAE Brasil de Jornalismo, promovido pela Sociedade de Engenheiros da Mobilidade. Distribuída gratuitamente todos os dias 10, 20 e 30 do mês.

e-max.it: your social media marketing partner
Atlethica abril
UDC
Adriel Rodrigues
Arte Foz abril