Lucas Di Grassi e Max Wilson fazem bonito na Stock Car em Londrina

Esporte
Typography

Rubens Barrichello e Daniel Serra também tiveram bons desempenhos na 4ª etapa da temporada

 

Lucas Di Grassi (#11) e Max Wilson (#65) foram os protagonistas da 4ª etapa da temporada 2018 da Stock Car, disputada hoje (6) em Londrina. Wilson venceu a primeira prova do dia, após largar em segundo e tomar a ponta de Rubens Barrichello (#111) logo na primeira curva. Di Grassi alcançou a segunda posição na corrida 2, após largar em quarto, e foi beneficiado pela punição a Átila Abreu (#51), que liderava a prova e acabou fora do top 10.

Barrichello e o líder do campeonato, Daniel Serra (#29), também não têm do que reclamar no fim de semana. O piloto da Full Times Sports terminou a corrida 1 na quarta colocação e a corrida 2 no segundo lugar do pódio. Serra, companheiro de equipe de Wilson na Eurofarma RC, ocupou o terceiro lugar nos dois pódios do dia.

Corrida 1

Na corrida 1, Barrichello e Wilson foram rápidos nas paradas nos boxes, cerca de 46 segundos cada, mas apenas o piloto da Eurofarma RC recuperou a posição. À Revista Sobre Rodas, o campeão revelou que economizou tempo nos boxes para manter a dianteira, mas que levou um susto no fim da prova.

"Tomei um susto, tinha óleo na pista, quase rodei na curva 3, achei que tivesse tido um problema no meu carro porque não vi o óleo. Na curva 6 a mesma coisa, quase entrei para o box, mas continuei até o final", contou.

Além da adrenalina nas pistas, Max contou com uma dose extra de emoção em virtude da presença da mãe, Maria de Lima, que assistiu a uma corrida do filho pela primeira vez.

Max Wilson no pódio com a mãe, Maria de Lima

Marcos Gomes (#80) e Daniel Serra completaram o pódio da corrida 1, com Barrichello na quarta colocação.

Corrida2

Para a segunda corrida do dia, o grid de largada foi invertido. Assim, Thiago Camilo (#21) largou na frente, seguido por Cacá Bueno (#0), Júlio Campos (#4), Lucas Di Grassi (#11), Átila Abreu (#51), Felipe Fraga (#88), Barrichello, Daniel Serra, Marcos Gomes e Max Wilson.

Na primeira posição, Camilo teve direito a um push extra (um acionamento a mais do botão de ultrapassagem), assim como Allam Khodair, Antonio Pizzonia, Julio Campos, Ricardo Zonta e Lucas Foresti. O Hero Push é dado pelo público aos pilotos mais votados no site oficial da Stock Car.

Átila Abreu, que começou a estadia em Londrina fazendo bonito e liderando os treinos livres, fez uma bela prova, no entanto, sofreu uma punição por sua parada no box. A punição com drive-through aconteceu porque seu carro foi levantado para a troca de pneus enquanto ainda era abastecido, o que é proibido.

Com isso, Di Grassi, que já vinha seguindo Abreu de perto, terminou na primeira posição.

Lucas Di Grassi comemora com fãs após a vitória

"Eu acreditava na vitória, mas teria sido bem mais difícil (sem a saída de Abreu), com certeza", declarou o campeão à Revista Sobre Rodas. Rubens Barrichello e Daniel Serra completaram o segundo pódio do dia em Londrina.

Serra, que estava acompanhado pela família, disse à nossa reportagem que chegou a se preocupar com o ajuste do carro nos primeiros treinos. "O carro não parecia estar tão bom, mas saí do sexto para o terceiro (na corrida 1) e do oitavo para o terceiro lugar (na corrida 2), então tivemos um bom desempenho", comemorou.

Texto e Foto: Cecília França

 

e-max.it: your social media marketing partner