A novela Haja Coração que estreia nesta terça-feira, no horário das 7 da Rede Globo terá muita ação na terra e no asfalto. Os protagonistas, Apolo, interpretado por Malvino Salvador, Tancinha (Mariana Ximenes) e Tamara (Cléo Pires), viverão boa parte da trama no mundo do automobilismo.

Logo nas primeiras semanas, Apolo irá acelerar os modelos Lancer Evolution X e Lancer RS, modelo de corrida desenvolvido pela Ralliart Brasil para a Lancer Cup. o veículo tem 340 cv e câmbio sequencial de competição. As gravações foram realizadas no Autódromo Velo Città, um dos mais modernos do País, homologado pela FIA e CBA.

Com o desenrolar da história, ele e Tamara irão encarar o off-road, desta vez a bordo do ASX RS, que disputa as provas da Mitsubishi Cup. Para levar toda a emoção de uma prova de rali para as telas, a produção utilizou recursos de alta tecnologia e até um helicóptero para aproveitar cada detalhe das cenas, que teve muita poeira e alta velocidade em uma fazenda em Mogi Guaçu, no interior de São Paulo.

Durante as gravações, a produção da novela utilizou toda a estrutura de competições da Mitsubishi Motors, além dos modelos de corrida e carros de apoio. Participaram das gravações os atores Malvino Salvador, Mariana Ximenez, José Loreto, Isabel Wilker, Jeronimo Martins e Giordano Becheleni, além de elenco de apoio e dezenas de figurantes.

A novela é escrita por Daniel Ortiz e faz uma releitura de Sassaricando, trama de Silvio de Abreu, exibida pela TV Globo em 1987. 

Veja:

Malvino Salvador acelera com Guiga Spinelli a bordo do Lancer Evolution X: https://globoplay.globo.com/v/5056726/

Sobre a Mitsubishi Cup

A Mitsubishi Cup é um rali cross-country de velocidade mais tradicional do Brasil, que está em sua 17ª temporada. São cinco categorias: ASX RS, ASX R, L200 Triton ER, Pajero TR4 ER e Pajero TR4 ER Master. Os competidores correm em busca do menor tempo em um circuito fechado, sempre disputando segundo a segundo, já que o evento conta com as melhores duplas do Brasil.

Os veículos da Mitsubishi Cup são produzidos pela Ralliart Brasil, na fábrica da Mitsubishi, em Catalão (GO), especialmente para o rali, e podem ser adquiridos ou locados de acordo com a categoria. No sistema de locação, chamado de Sit&Drive, os competidores se preocupam apenas em dirigir, sendo que toda preparação dos carros e manutenção é feita por uma equipe especializada da marca dos três diamantes, que proporciona todo o suporte necessário aos competidores antes, durante e depois de cada etapa.

Sobre a Lancer Cup

A Mitsubishi Lancer Cup é o primeiro campeonato exclusivo de Lancer Evolution no mundo e está em sua 4ª temporada. Em 2016, a prova será realizada nos autódromos Velo Città, em Mogi Guaçu, Interlago (SP) e Goiânia (GO). Através do sistema Sit&Drive, todos os carros tem mecânica e preparação idênticas, e a manutenção é feita pela Ralliart Brasil, divisão de alta performance da Mitsubishi Motors.

No dia da prova, os pilotos só precisam se preocupar com os equipamentos de segurança pessoal (capacete, macacão, bala clava, sapatilha e luvas), apertar o cinto e pisar fundo no acelerador. O carro estará pronto, revisado e abastecido para a disputa.

A Renault Sport Racing e a Red Bull Racing (RBR) comemoram a renovação da atual parceria para o fornecimento de grupos motopropulsores, que atualmente levam a marca Tag Heuer, para as temporadas de 2017 e 2018 da Fórmula 1. A Renault Sport Racing também vai renovar a colaboração com a Escuderia Toro Rosso para as temporadas de 2017 e 2018.

Durante este período, a Red Bull Racing e a Escuderia Toro Rosso contarão com o grupo motopropulsor V6 Turbo Renault, estando ambas livres para exibir neles a marca que quiserem.

Com isso, a colaboração entre a Renault e a Red Bull Racing se tornará uma das parcerias mais duradouras da F1 no âmbito de chassis e motores. Desde 2007, a parceria conquistou quatro títulos mundiais de construtores e pilotos, além de acumular 51 vitórias.

A Escuderia Toro Rosso e a Renault também já trabalharam em parceria em 2014 e 2015.

Jérôme Stoll, Presidente da Renault Sport Racing, comentou: “É muito bom trabalhar junto com duas equipes tão fortes como a Red Bull Racing e a Escuderia Toro Rosso. Ter parceiros competitivos demonstra que as duas equipes confiam tanto no grupo motopropulsor aperfeiçoado da Renault como em nossa estrutura como um todo”.

 

Estão abertas as inscrições para a nona edição da Maratona Internacional de Foz do Iguaçu Sesc PR, que será realizada no dia 25 de setembro.  A Maratona Internacional de Foz do Iguaçu Sesc PR abrange em uma única prova dois dos mais importantes cartões postais do Brasil. A largada ocorre ao lado do mirante do Vertedouro, com os primeiros 5,5km dentro da Itaipu Binacional e, os últimos 11,5km e a chegada, dentro do Parque Nacional do Iguaçu. Os outros 25.195m do percurso ocorrem nas ruas, avenidas e rodovias da cidade.

A prova é dividida em diversas categorias e nos três percursos é aberto para atletas de ambos os sexos, com idade mínima de 18 anos (no revezamento) e na maratona individual para atletas com mais de 20 anos.

As inscrições estão abertas até o dia 2 de setembro, ou até o momento em que for atingido número máximo de participantes e,  devem ser feitas pelo site www.sescpr.com.br/maratona, sendo obrigatória e indispensável a apresentação de atestado médico específico para a prática de atividades físicas aos atletas que participarão da prova

A novidade para este ano é o aumento no número de vagas. São limitadas 800 inscrições para a Maratona Individual, 250 duplas para a Maratona de Revezamento e 1.200 vagas para a corrida dos 11,5km.

Durante o percurso da prova, aferido pela Confederação Brasileira de Atletismo, os atletas terão à disposição postos de atendimento médico, distribuição de água, banheiros químicos, frutas e isotônicos, além de placas de sinalização e policiamento.

A 9ª Maratona Internacional de Foz do Iguaçu Sesc PR é uma iniciativa do Sesc PR, integrante do Sistema Fecomércio Sesc Senac PR, em parceria com a Itaipu Binacional e Prefeitura de Foz do Iguaçu, com apoio do Sindicato Patronal do Comércio Varejista de Foz do Iguaçu e da Câmara da Mulher Empreendedora e Gestora de Negócios de Foz do Iguaçu, com patrocínio da Caixa Econômica Federal e promoção da RPC.

Fonte: Assessoria

 

 

Depois de receber o Rally dos Sertões em 2015, Itaipu será sede também de uma espécie de "rally a pé". Em julho, a usina receberá pela primeira vez uma etapa do Campeonato Paranaense de Orientação, em 9 e 10 de julho. As inscrições com desconto vão até 29 de junho. Neste prazo, os valores são de R$ 21 a R$ 45 (clique aqui para saber como se inscrever).

A ideia da orientação é fazer um percurso visitando um número de ponto de controles em uma ordem pré-determinada, com ajuda de mapas e bússola. O atleta precisa estar atento às características do terreno, a fim de escolher o melhor percurso e completá-lo no menor tempo. A habilidade de navegação e a capacidade de tomar decisões rápidas são fundamentais – qualidades muito semelhantes às requeridas em duplas de rallies de carros e motos. Veja mais sobre as regras do esporte neste link.

"Será uma ótima oportunidade para o nosso público interno conhecer e participar dessa atividade tão bacana", disse o gerente do Departamento de Operação de Segurança (SEO.AD), Alexandre de Andrade Cardoso. O colega Matheus Sebastian Telles, da Divisão de Sistemas 1 (SID1.GG), é o relações públicas do evento.

O Campeonato

No sábado (9 de julho), haverá o percurso sprint, na área do Parque Tecnológico Itaipu (PTI). Os atletas partem às 15h. No domingo (dia 10), a partida será às 9h, no Canal da Piracema. O encerramento ocorre até as 12h. A cerimônia de premiação está prevista para as 14h, no PTI.

Será a primeira vez da 4ª Etapa do Paranaense de Orientação, mas a empresa está habituada a receber os "rallyzeros" do solo durante a Semana da Segurança Empresarial (Seseg). Neste ano, no entanto, a Seseg não terá a prova de orientação.

Fonte: Assessoria

A Copa Troller reuniu 100 carros no último fim de semana em Curitiba, aumentando a expectativa para a próxima etapa em Santa Catarina no dia 25 de junho. O campeonato engloba provas no Sul e no Sudeste na nova fórmula do certame brasileiro nesta temporada. O frio e a chuva em Curitiba não impediram um grande grid, muito peculiar no Paraná onde há uma longa tradição em corridas off-road.

A emoção do rali nas trilhas e região montanhosa pode ser vista no site www.troller.com.br. Não faltaram desafios para os participantes que percorreram a região de Bateias, passando por trilhas conhecidas por acumular muita água quando chove, ideais para a prática dessa competição. O clima chuvoso, a neblina e o frio criaram um verdadeiro "parque de diversões" para os apaixonados por essa modalidade de corrida.

Os vencedores

As duplas vencedoras da Copa Troller em Curitiba, na categoria Master, foram: 1º) Otávio Marreco e Jhonatan Ardigo, de Apucarana, PR; 2º) Leandro Moor e Cláudio Roberto Flores, de Apucarana, PR; e 3º) Renato Martins e Enedir da Silva Jr., de Belo Horizonte, MG. Na Graduados, os campeões foram: 1º) Marcelo Gouveia e  Igor de Carvalho, de Curitiba, PR; 2º) Gustavo Schmidt e Fernando Koerich, de São José, SC; e 3º) Vinicius Lustosa e Marcos Evangelista, de Curitiba, PR.

Na categoria Turismo, o pódio foi formado por: 1º) Adilson de Melo e Ivan Roberto Laidens, de Campo Magro, PR; 2º) Guilherme Barbosa e Liziane Graziele, de São José dos Campos, SP; e 3º) Matias Grazziotin e Maurício Gonçalves, de Passo Fundo, RS. Na Expedition, venceram: 1º) Elvis Ricardo Barbosa e Alexandre Pavão, de Sumaré, SP; 2º) Deonilson Salla e Emerson Coleti, de Curitiba, PR; e 3º) José Carlos Ferreira e Giuliano Magalhães, de São João da Boa Vista, SP.

A Renault é, pelo segundo ano consecutivo, patrocinadora das equipes Londrina Esporte Clube e Maringá Futebol Clube. Na temporada 2016, a marca irá acompanhar os clubes na disputa do Campeonato Brasileiro das séries B e D, respectivamente. O apoio às duas equipes integra a estratégia da Renault de intensificar sua presença no norte paranaense, destacada por sua importância econômica e social.

“O apoio ao Londrina e ao Maringá reforça nossa proximidade com a comunidade do norte paranaense. Somos uma empresa do Paraná e, por meio do nosso patrocínio, incentivamos os valores, a cultura e também as paixões dos cidadãos de Londrina e de Maringá”, afirma Fabrice Cambolive, presidente da Renault do Brasil.

O patrocínio também reforça a parceria da fabricante com a concessionária Fórmula Renault, que atende as regiões de Londrina e Maringá, abrindo possibilidades de ações promocionais nas duas cidades. Entre elas estão a exposição da marca no uniforme dos times, placas de publicidade nos jogos e nos treinos, distribuição de ingressos e ações de relacionamento nos estádios e nos centros de treinamento.

Equipes

O Londrina Esporte Clube é uma das forças esportivas da região norte do Paraná e uma das equipes com maior número de conquistas de títulos estaduais.  Fundada em 1956, a equipe venceu o campeonato paranaense pela última vez em 2014, após 22 anos. Neste ano, chegou às quartas-de-final da competição e agora se prepara para estrear na Série B do Campeonato Brasileiro.

O Maringá Futebol Clube, fundado em 2010, estreou na Terceira Divisão do Campeonato Paranaense e conquistou rapidamente a classificação para a Divisão de Acesso. Neste ano, irá disputar a série D do Campeonato Brasileiro.

Renault do Brasil

Produzindo no Paraná desde 1998, a Renault manteve sua ascensão no mercado de automóveis do Brasil em 2015, atingindo 7,3% de participação de mercado. O desempenho é resultado de uma estratégia de renovação e ampliação da gama de produtos, no design marcante dos veículos e na ampliação de serviços prestados ao cliente.

Foto: Christian Rizzi

Termina neste sábado, dia 30 de abril, o prazo de pagamento das inscrições para a 9ª Meia Maratona das Cataratas com o valor de R$ 90. A prova, que é uma das mais belas do Brasil e do mundo, será realizada no dia 5 de junho, às 8 horas, no Parque Nacional do Iguaçu, Patrimônio Natural da Humanidade. A nona edição da corrida marcará uma celebração ao Dia Mundial do Meio Ambiente, a ser comemorado na mesma data.

A corrida será realizada dentro do Parque Nacional do Iguaçu, unidade que resguarda uma das mais importantes biodiversidades do planeta. A 9ª Meia Maratona das Cataratas – “Prova Dia Mundial do Meio Ambiente” integra a programação ambiental que o parque irá realizar no mês de junho. Os participantes, além de correr neste lugar único, serão envolvidos por uma série de atividades voltadas à sensibilização ambiental.

Inscrições

O custo até dia 30 de abril é de R$ 90. A inscrição deve ser feita no site da competição. Os corredores que realizarem inscrição para a Meia Maratona das Cataratas terão direito a um ingresso para visitar o Parque Nacional do Iguaçu antes ou depois da corrida. A guia será entregue junto com okit do atleta, nos dias 3 e 4 de junho, no Complexo Turístico Marco das Américas, das 10h às 20h.

Os cinco melhores tempos de cada faixa etária (masculino e feminino) ganharão troféus. Todos os atletas concluintes receberão medalhas de participação. Todas as informações relacionadas à prova o participante encontra no site oficial do evento. Há também dicas para os corredores que desejam conhecer ou revisitar lugares turísticos em Foz do Iguaçu.

Realização

A Meia Maratona das Cataratas é uma realização do Parque Nacional do Iguaçu (ICMBio) e da Cataratas do Iguaçu S.A., com patrocínio da Itaipu Binacional e Fundo Iguaçu.

Inscrições

Até 30 de abril: R$ 90

De 1º a 20 de maio: R$ 120

De 21 a 30 de maio: R$ 150

www.meiamaratonadascataratas.com.br

Fonte: Assessoria

 

Foto: Marcos Labanca

O atleta Hallan Garcia, da equipe Adere Slack Foz, repetiu o desempenho da primeira etapa do Campeonato Paranaense de Slackline 2016, promovida em fevereiro em Guaíra, e venceu também a segunda fase da disputa realizada neste fim de semana em Santa Helena, Oeste do Estado.

As competições ocorreram no sábado e domingo (23 e 24), simultaneamente ao Festival Itaipu River Games. O evento ofereceu ao público oficinas gratuitas de slackline, stand-up paddle (SUP) e artes circenses na prainha de Santa Helena.

A segunda etapa do Campeonato Paranaense começou no sábado (23) com batalhas da categoria acesso (amador). Dos oito atletas, três passaram para a fase elite disputada no domingo (24). Cada competidor teve um minuto e meio para exibir sua melhor performance sobre a fita de 5 centímetros de largura. O grau de dificuldade das manobras, a amplitude, a diversidade e o estilo foram alguns dos critérios avaliados pelos árbitros.

Para Hallan Garcia, esta competição foi muito mais difícil em função do nível de evolução dos atletas. “As disputas foram muito acirradas. Foi bem difícil porque todos os atletas favoritos do Paraná estavam presentes e, para conquistar a competição, tive que passar por todos eles, que, além de tudo, são meus amigos”.

Anderson Pupo, conhecido como “Lagartixa”, de Apucarana (PR), melhorou seu desempenho nesta etapa, com a conquista da segunda colocação. Em Guaíra, ele havia ficado com o terceiro lugar.

Desta vez, o terceiro colocado foi João Gabriel Teixeira, o John Nose (19), de Foz do Iguaçu. O iguaçuense conquistou o público na final do campeonato ao executar a manobra Double Butt Front Flip, que consiste em dois mortais para a frente em cima da fita. “Tive a chance de acertar a manobra dos meus sonhos e só tenho a agradecer”.

O título de “Atleta Revelação” foi para Dalva Machado (16), também de Foz, a única mulher entre 20 homens a participar da disputa deste fim de semana.

Próximos saltos

A terceira etapa do Paranaense de Slackline será em junho, em Santa Terezinha de Itaipu. A quarta e quinta etapas serão disputadas em setembro e novembro nas cidades de Londrina e Curitiba, respectivamente. O melhor colocado nas cinco fases garante uma vaga para o Mundial de Slackline, que será realizado nos dias 25, 26 e 27 de novembro em Foz.

Festival River Games

Durante o festival, atletas de BMX Dirt Jump de Foz do Iguaçu também animaram os visitantes com manobras radicais em uma pista montada especialmente para o evento. No sábado, shows com bandas de Foz do Iguaçu e Santa Helena reuniram um grande público no local até a madrugada.

Promoção

O Festival Itaipu River Games é uma realização da Adere  em parceria com a Itaipu Binacional, Prefeitura Municipal de Santa Helena, Secretaria Desenvolvimento Econômico e Associativismo e Agência de Desenvolvimento da Região Turística Cataratas do Iguaçu, Caminhos ao Lago de Itaipu (Adetur) e Conselho de Desenvolvimento dos Municípios Lindeiros ao Lago de Itaipu.

Fonte: Assessoria

A 9ª Meia Maratona das Cataratas, uma das provas mais belas do Brasil e do mundo, acontecerá no dia 5 de junho, a partir das 8h, no Parque Nacional do Iguaçu (PNI), com o apoio da Itaipu. A edição deste ano da corrida marcará uma celebração ao Dia Mundial do Meio Ambiente, comemorado na mesma data, e trará uma importante mudança no conceito da prova.

O caráter competitivo ficará em segundo plano, com o fim da premiação em dinheiro e, em função disso, da participação da elite do atletismo nacional. O foco, agora, é na ampliação da experiência única de correr em contato com a natureza – em um Patrimônio Natural da Humanidade, que resguarda uma das importantes biodiversidades do planeta, junto a uma das Sete Novas Maravilhas da Natureza – e na confraternização entre os amantes da corrida de rua.

A 9ª Meia Maratona das Cataratas – “Prova Dia Mundial do Meio Ambiente” será disputada totalmente dentro do PNI. Os participantes, além de correr neste lugar único, serão envolvidos por uma série de atividades voltadas à sensibilização ambiental. A prova é uma das ações da programação ambiental que a unidade de conservação promoverá no mês de junho.

O chefe do PNI, Ivan Baptiston, acredita que a Meia Maratona das Cataratas “é uma oportunidade para os participantes terem maior contato e aproximação com a natureza deste parque e promover com essa experiência a valorização dos parques nacionais e da vida selvagem", refletiu.

Para Adélio Demeterko, gerente-geral da Cataratas do Iguaçu S.A., o objetivo é realizar um grande evento e proporcionar aos corredores uma experiência inesquecível. “A 9ª Meia Maratona das Cataratas – Prova Dia Mundial do Meio Ambiente será uma grande festa do esporte celebrando a natureza.”

De acordo com Gilmar Piolla, superintendente de Comunicação Social da Itaipu Binacional, “a prova é obrigatória para quem participa do mundo das corridas. A Meia Maratona das Cataratas é um evento imprescindível para o esporte e o turismo”, destacou.

Percurso

A largada será dentro do PNI, e a chegada, nas proximidades do antigo portão de acesso à unidade. A prova é caracterizada por uma paisagem de floresta e natureza exuberante. Nos quilômetros 8 e 9, um grande espetáculo: a grandiosidade das Cataratas do Iguaçu, uma das Sete Novas Maravilhas da Natureza

Inscrições

O custo até dia 30 de abril é de R$ 90. A inscrição deve ser feita no site da competição: www.meiamaratonadascataratas.com.br. Os moradores de Foz do Iguaçu têm a oportunidade de inscrever-se também no ponto de inscrição conveniado, no Complexo Turístico Marco das Américas, ao valor de R$ 70, de 7 de abril a 20 de maio.

Premiação

Os cinco melhores tempos de cada faixa etária (masculino e feminino) ganharão troféus. Todos os atletas concluintes receberão medalhas de participação.

Serviço

9ª Meia Maratona das Cataratas do Iguaçu

Data: 5 de junho

Local: Parque Nacional do Iguaçu

Horário: 8 horas

Inscrições

Até 30 de abril: R$ 90

De 1º a 20 de maio: R$ 120

De 21 a 30 de maio: R$ 150

www.meiamaratonadascataratas.com.br

Fonte: Assessoria

 

A Renault terminou a primeira etapa do Campeonato Brasileiro de Marcas com dois pódios e o piloto Gabriel Casagrande na liderança do campeonato. O fim de semana no autódromo do Velopark, na região metropolitana de Porto Alegre, foi bastante proveitoso para as equipes C2 Team e Greco Renault, que correm com o Fluence de competição. Com carros rápidos e bem acertados, as equipes andaram sempre na frente e colocaram a Renault na segunda colocação entre as montadoras.

A primeira bateria, realizada no sábado (9), foi movimentada e repleta de disputas, especialmente entre os pilotos colocados entre o quarto e o oitavo lugar. Gabriel Casagrande, da C2 Team, fez uma excelente largada e saltou da sexta para a terceira posição logo na segunda curva. Após uma prova de regularidade, Gabriel garantiu o primeiro pódio da Renault na temporada.

Outro destaque da bateria foi o piloto Fábio Carbone, da Greco Renault, que fez uma prova de recuperação e conseguiu avançar cinco posições, terminando em quinto lugar. Guilherme Salas, seu companheiro de equipe, fazia uma prova excepcional e já havia avançado doze posições quando a suspensão de seu carro quebrou, levando a um abandono de prova. O carro de Willian Starostik, da C2 Team, levou um toque de um adversário e o piloto também não conseguiu terminar a prova.

Segunda bateria

Para a segunda bateria, realizada no domingo, os oito primeiros colocados de sábado largaram em grid invertido. Assim, Fábio Carbone saiu na quarta posição e Gabriel Casagrande largou em sexto novamente. Carbone começou a prova em bom ritmo e pressionou o terceiro colocado, mas após um toque do adversário o piloto foi obrigado a abandonar a prova por problemas técnicos. Com alto rendimento e belas ultrapassagens, Gabriel avançou para a segunda posição e segurou a pressão de quem vinha atrás. Com habilidade, o piloto paranaense terminou a prova no segundo lugar mais alto do pódio. Guilherme Salas fez boas ultrapassagens e, após oito posições conquistadas, recebeu a bandeira quadriculada em sexto lugar, marcando ainda a melhor volta da corrida, com o tempo de 1:00.158.

Ao fim da primeira etapa, Gabriel Casagrande lidera o campeonato ao lado de Nonô Figueiredo, amboa com 38 pontos. Na nona posição aparecem Fábio Carbone e Guilherme Salas empatados com 14 pontos. William Starostik, que foi obrigado a abandonar no domingo, ainda não pontuou. A próxima etapa do Campeonato Brasileiro de Marcas será realizada em Goiânia, nos dias 21 e 22 de maio.

Resultado - 1ª corrida*

1-) 43 Vicente Orige - JLM Sport - Honda Civic - 26 voltas em 26min18s598 (média de 135,0 km/h)

2-) 11 Nonô Figueiredo - Onze Motorsports - Chevrolet Cruze - a 1s376

3-) 83 Gabriel Casagrande - C2 Team - Renault Fluence - a 3s702

4-) 0 Gustavo Martins - JLM Racing - Honda Civic - a 19s068

5-) 22 Fabio Carbone - Greco Competições - Renault Fluence - a 20s429

6-) 55 R.Braga/R.Guerra - Romera Sports - Chevrolet Cruze - a 20s993

7-) 1 Thiago Marques - RZ Motorsport Toyota - Toyota Corolla - a 32s844

8-) 199 Marcelo Rocha - Friato Racing Team - Ford Focus - a 47s991

9-) 28 Carlos Souza - JLM Sport - Honda Civic - a 53s998

10-) 555 Ayman Darwich - Romera Sports - Chevrolet Cruze - a 54s141

11-) 12 Marcio Basso - Onze Motorsports - Chevrolet Cruze - a 1 volta

12-) 33 R.Choate/R.Sperafico - RZ Motorsport - Toyota Corolla - a 1 volta

13-) 74 Odair dos Santos - Paraguay Racing Team - Toyota Corolla - a 1 volta

14-) 21 Guilherme Salas - Greco Competições - Renault Fluence - a 6 voltas

NÃO COMPLETOU

15-) 31 Willian Starostik - C2 Team - Renault Fluence - a 8 voltas

16-) 88 M.Romanini/T.Klein - Paraguay Racing - Toyota Corolla - a 17 voltas

17-) 17 Daniel Kaefer - JLM Racing - Honda Civic - a 22 voltas

18-) 99 Cesar Bonilha - Friato Racing Team - Ford Focus - a 25 voltas

MELHOR VOLTA: Vicente Orige, 59s924 (136,8 km/h)

 

Resultado Corrida 2*

1-) 1 Thiago Marques - RZ Motorsport Toyota - Toyota Corolla - 23 voltas em 26min49s471 (média de 117,1 km/h)

2-) 83 Gabriel Casagrande - C2 Team - Renault Fluence - a 1s584

3-) 11 Nonô Figueiredo - Onze Motorsports - Chevrolet Cruze - a 3s085

4-) 0 Gustavo Martins - JLM Racing - Honda Civic - 3s580

5-) 43 Vicente Orige - JLM Sport - Honda Civic - 4s248

6-) 21 Guilherme Salas - Greco Competições - Renault Fluence - 6s613

7-) 199 Marcelo Rocha - Friato Racing Team - Ford Focus - 8s289

8-) 28 Carlos Souza - JLM Sport Honda Civic - 8s589

9-) 17 Daniel Kaefer - JLM Racing - Honda Civic - 8s779

10-) 99 Cesar Bonilha - Friato Racing Team - Ford Focus - 10s106

11-) 33 R.Choate/R.Sperafico - RZ Motorsport Toyota - Toyota Corolla - 10s392

12-) 12 Marcio Basso - Onze Motorsports - Chevrolet Cruze - 20s177

13-) 55 R.Braga/R.Guerra - Romera Sports - Chevrolet Cruze - 20s655

14-) 555 Ayman Darwich - Romera Sports - Chevrolet Cruze - 34s923

NÃO COMPLETOU

15-) 88 M.Romanini/T.Klein - Paraguay Racing Team - Toyota Corolla - 8 voltas

16-) 22 Fabio Carbone - Greco Competições - Renault Fluence - a 14 voltas

17-) 31 Willian Starostik - C2 - Team Renault Fluence - a 19 voltas

18-) 74 Odair dos Santos - Paraguay Racing Team - Toyota Corolla - a 19 voltas

MELHOR VOLTA: Guilherme Salas (21), 1min00s158 (136,3km/h)

 

CLASSIFICAÇÃO:

 

1) Gabriel Casagrande – 38

2) Nonô Figueiredo – 38

3) Vicente Orige – 37

4) Thiago Marques – 33

5) Gustavo Martins – 32

6) Marcelo Rocha – 18

7) Carlos Souza – 15

8) R.Guerra / R.Braga – 15

9) Fabio Carbone – 14

10) Guilherme Salas – 14

11) R.Choate / R.Sperafico – 9

12) Marcio Basso – 9

13) Ayman Darwich – 8

14) Daniel Kaefer – 7

15) Cesar Bonilha – 6

16) Odair dos Santos – 3

17) William Starostik – 0

18) M.Romanini / T.Klein – 0

Carlos Cunha Filho é o primeiro vencedor da temporada 2016 da Fórmula 3 Brasil. Na tarde deste sábado (9) aconteceu a corrida inaugural do ano no Autódromo do Velopark (RS) e, após ver Matheus Iorio abandonar, o piloto da CF3 apenas manteve a diferença para trazer o triunfo para casa. Guilherme Samaia foi o segundo, com Artur Fortunato completando o pódio do dia. Pela F3 Light o paranaense Renan Pietrowski foi o destaque e venceu em sua estreia.

A etapa de abertura do campeonato de monopostos teve o titular do carro #34, Matheus Iorio, largando da pole-position e após 21 voltas a vitória não parecia distante. No entanto, após um problema de câmbio, o vice-campeão de 2015 se viu obrigado a abandonar precocemente a bateria 1 do final de semana.

As disputas ao longo da corrida deram um tom extra de emoção. Durante os quase 30 minutos de prova o piloto do carro #41, Artur Fortunato, se viu brigando com diversos pilotos dentro da pista. O primeiro foi Igor Fraga, e o titular da A. Fortunato F3 Racing acabou levando o melhor, assim como quando bateu roda contra Pedro Cardoso.

Quando o cronômetro marcava 11 minutos para a bandeira quadriculada, um carro de segurança foi necessário na pista para a retirada dos carros de Matheus Muniz e Leonardo Raucci, que ficaram parados em uma das áreas de escape do circuito.

Olhos voltados, no entanto, para os estreantes da categoria F3 A. Do top-10 da corrida, cinco estavam em sua primeira aparição. Igor Fraga, que ano passado correu na F3 Light, ficou com a quarta colocação, com o estreante Luis Felipe Branquinho em seu encalço. Yurik Carvalho foi o sexto, seguido por Pedro Cardoso, Thiago Vivacqua, Renan Pietrowski e Pedro Caland.

Foi a primeira vitória da carreira de Carlos Cunha na categoria. "Eu cometi um erro na classificação, e nossa meta era largar bem. O problema é que eu errei também na largada, caí para quarto ou quinto. Consegui recuperar, vinha chegando em um ritmo bom. Os retardatários atrapalharam um pouco, mas depois disso o ritmo voltou. No final eu estava com uma dor nas costas e eu não conseguia frear direito, o que atrapalhou um pouco, mas graças a Deus consegui aguentar e passar o (Thiago) Vivaqua e no final vencemos a corrida", disse.

Pietrowski, piloto da PropCar na classe Light, destacou o trabalho de recuperação rumo à vitória. "Eu errei um pouco na largada, mas aos poucos consegui recuperar terreno. Durante a aproximação eu percebi que meu adversário também havia cometido um erro e consegui chegar para ultrapassar. Batalhei ao máximo por esta vitória para mim e para a equipe", declarou.

A largada para a segunda bateria da Fórmula 3 Brasil no Velopark acontece neste domingo (10) às 8h45. Os seis primeiros da prova de hoje largam em ordem invertida - o que coloca Yurik Carvalho na posição de honra. A prova terá 30 minutos mais uma volta de duração.

Resultado Corrida 1*k:

1-) 54 - Carlos Cunha - CF3 - 32 voltas em 28min38s015 (média de 152,7 km/h)

2-) 77 - Guilherme Samaia - Cesario F3 - a 2s469

3-) 41 - Artur Fortunato - A Fortunato F3 Racing - a 6s197

4-) 55 - Igor Fraga - Prop Car Racing - a 11s241

5-) 10 - L. Felipe Branquinho - RR Racing - a 18s816

6-) 95 - Yurik Carvalho - Hitech Racing - a 20s238

7-) 43 - Pedro Cardoso - Hitech GP - a 29s497

8-) 36 - Thiago Vivacqua - Hitech Racing - a 1 volta

9-) 48 - Renan Pietrowski - Prop Car Racing (LIGHT) - 1 volta

10-) 52 - Pedro Caland - Hitech GP (LIGHT) - 1 volta

11-) 12 - Christian Hahn - CF3 - a 2 voltas

NÃO COMPLETOU

12-) 34 - Matheus Iorio - Cesario F3 - a 11 voltas

13-) 27 - Matheus Muniz - Prop Car Racing - a 14 voltas

14-) 87 - Leonardo Raucci - RR Racing - a 19 voltas

15-) 91 - Leonardo de Souza - Kemba Racing - a 31 voltas

16-) 3 - Leandro Guedes - RR Racing Light (LIGHT) - não largou

MELHOR VOLTA: Matheus Iorio, 48s984 (167,4 km/h)

fonte: Assessoria