Ford passa a fabricar motor 1.5 de 3-cilindros no Brasil para equipar Ka FreeStyle

Lançamentos
Typography

A Ford deu início hoje à produção local do motor 1.5 Ti-VCT Flex de 3 cilindros e da nova transmissão manual MX65. Com potência de 137/130 cv (com gasolina e etanol) e torque de 16,1/15,6 kgfm, o  o propulsor possui duplo comando de válvulas e selo A do Inmetro em consumo e eficiência energética. Os novos motor e transmissão vão equipar o Ka FreeStyle, novo utilitário compacto da marca que deve estrear no segundo semestre de 2018.

Atualmente, o motor 1.5 (primeiro 3-cilindros com esta cilindrada) equipa o EcoSport, mas vem importado da Índia. Com 91,5 cv/l, é o motor naturalmente aspirado com a maior potência específica do mercado. O Brasil foi o primeiro País a receber o propulsor global da marca e será um dos únicos a produzi-lo, ao lado da China, do México e da Índia.

A nova transmissão manual de 5 velocidades pesa 8 kg menos que a transmissão IB5 e promete mais eficiência e melhor dirigibilidade. Além do Brasil, é também fabricada na França e na Índia.

50 anos

Os anúncios foram feitos durante cerimônia que marcou os 50 anos de operação da fábrica da Ford em Taubaté (SP). Além do presidente da Ford América do Sul, Lyle Watters, o evento contou com a presença do governador do Estado de São Paulo, Márcio França, do prefeito de Taubaté, José Bernardo Ortiz Junior, e outras autoridades, executivos, sindicalistas e empregados.

“A produção local do novo motor e da nova transmissão é mais uma prova do foco da Ford em servir os consumidores com produtos versáteis, que oferecem grande economia de combustível sem comprometer a performance e o prazer de dirigir”, disse Lyle Watters. “Para isso, fizemos significativos investimentos em equipamentos, sistemas e melhoria de processos que estão totalmente alinhados com os conceitos da Indústria 4.0”

Indústria 4.0

Para a produção do novo motor e da nova transmissão em Taubaté, a Ford investiu em equipamentos e processos que seguem o conceito de Indústria 4.0, para garantir o alto nível de eficiência e qualidade da operação. Entre as novidades, estão a instalação de 30 robôs e uso da tecnologia de rastreamento QR Code na linha de motores, além de 19 robôs e solda a laser na unidade de transmissões.

Além de flexibilidade para a produção de motores de três e quatro cilindros na mesma linha, a fábrica tem 100% dos equipamentos conectados via wi-fi para monitoramento on-line da produção, da qualidade e da manutenção de máquinas e equipamentos.

“Nós atualizamos 100% do nosso parque fabril em Taubaté e melhoramos o fluxo de materiais, proporcionando eficiência nos processos e alta produtividade. Assim, estamos alinhados ao que existe de mais avançado na Ford no mundo", disse Rogelio Golfarb, vice-presidente de Assuntos Governamentais, Comunicação e Estratégia da Ford América do Sul.

 

Segundo Golfarb, a Ford tem uma grande tradição no desenvolvimento de motores, sendo um dos destaques o 1.0 Ti-VCT Flex de três cilindros que equipa o Ka e contribuiu para a marca exceder as metas de eficiência energética do programa Inovar-Auto.

e-max.it: your social media marketing partner