Testamos. Classe E: um primor de tecnologia

Lançamentos
Typography

O novo Classe E esbanja tecnologia, conforto e performance. O sedã de luxo da Mercedes-Benz está em sua décima geração no mundo e surpreende ainda mais pelo pacote de dispositivos e sistemas de condução seminautônoma. O jornalista automotivo, Roberto Nunes, colaborador do portal, testou a versão mais cara, a Exclusive do sedã executivo Classe E, com motor 2.0 turbo de 211 cavalos de potência, transmissão automática de 9 velocidades e sistema start-stop, que desliga o motor em situação de paradas em engarrafamentos e cruzamentos.

 

Com quase cinco metros de comprimento (exatos 4,92 metros), o Classe E briga de frente com os rivais Audi A6, BMW Série 5 e Jaguar XF. Com valor entre R$ 309 mil e R$ 325 mil, o MB Classe E entrega conforto e requinte. Seu visual ainda é classudo. Por dentro, o sedã tem acabamento primoroso. A Mercedes destaca o sistema de multimídia totalmente digital. Mas há ainda elementos analógicos como o belo relógio localizado no centro do painel de instrumentos. O conjunto de botões mostra que o carro é, sim, moderno. O volante é multifuncional e em couro e há faróis com 84 LEDs controlados individualmente. O Classe E tem rodas de liga leve de 18 polegadas e oferece roda de 19 polegadas na versão Exclusive.

Por ser um sedã de padrão executivo, a engenharia da Mercedes-Benz instalou bancos revestidos em couro com ajuste eletrônico e de lombar na dianteira, acabamento interno com detalhes em alumínio e há câmera traseira e toda a parafernália das funções semiautônomas no Drive Pilot, sistema Pre-Safe para minimizar danos em colisões. O carro tem ainda teto-solar, uma enorme tela multimídia de 12,3 polegadas com “touchpad” e o ar-condicionado é digital e de 3 zonas; motorista e passageiros têm a opção de regular a temperatura no ambiente conforme o gosto e a necessidade.

O motorista tem à disposição o acesso e partida sem chave. O carro vem equipado com airbags dianteiros, laterais, de cabeça e de joelho para o condutor. Na parte da conectividade, o multimídia pode ser usado com os sistemas Apple CarPlay e Android Auto. Além de todos os itens de um carro alemão, a fabricante Mercedes-Benz destaca sistemas avançados de controle eletrônico de estabilidade e de tração em cada roda.

E a exclusividade no Mercedes-Benz Classe E fica por conta de um pacote de 64 opções de cores na iluminação interna e assistente automático de estacionamento. A versão E250 Exclusive tem detalhes em madeira no acabamento interno e revestimento dos bancos em couro do tipo “nappa”. Entre as duas versões ofertadas, há um diferencial na grade e na logomarca. O Classe E Avantgarde tem o símbolo da marca na grade do radiador. Na configuração do sedã testado pelo AUTOS&MOTOS, a clássica estrela está em pé no bico do capô.

Com conforto de sobra, a MB também valoriza o espaço no Classe E. Para viagens longas, o porta-malas tem capacidade para 540 litros. Com 1.615 kg espalhados nos 2,94 metros de entre-eixos, o sedã executivo Classe E é um carro generoso para todos. No banco traseiro, há bom espaço e conforto para três passageiros, e é possível até um rápida reunião de negócios no ambiente do sedã.

Roberto Nunes é jornalista automotivo e cobre desde 2002 os principais lançamentos nacionais e eventos internacionais como os salões de Paris, Frankfurt, Detroit, Tóquio, Pequim, Buenos Aires e São Paulo. Edita hoje o site autosemotos.com e apresenta o programa Autos e Motos TV (SBT Bahia)

e-max.it: your social media marketing partner