O diretor do conselho do Instituto Linux Professional e presidente da OptDyn, Jon “Maddog” Hall, reviveu o povo mongol, na pele do conquistador Genghis Khan, para divulgar a plataforma de armazenamento de conteúdo Subutai® v6.0. Maddog fez a palestra magna do 14º Congresso Latino-Americano de Software Livre e Tecnologias Abertas (Latinoware), na manhã desta quarta-feira (18), na Itaipu Binacional em Foz do Iguaçu.

No período da tarde, Maddog e outras autoridades participaram da solenidade de abertura do evento. O Congresso é promovido pela Itaipu Binacional e pela Fundação Parque Tecnológico Itaipu (PTI).

Na abertura do evento que reúne até sexta-feira (20) mais de 4 mil curiosos, professores, estudantes e interessados em novas tecnologias, vindos de várias partes do Brasil e dos países vizinhos, o diretor-superintendente da Fundação, Ramiro Wahrhaftig, disse que a juventude, uma das marcas do Latinoware, é também a “cara” do PTI. “É um evento que gera conhecimento e estimula novas ideias. É dinâmico, jovem e cheio de novidades”, considerou. “O PTI é um grande propulsor de conhecimento e, justamente por esse motivo, promove e continuará promovendo o Latinoware”, disse.

Até sexta-feira (20), serão mais de 200 atividades entre palestras, minicursos, mostras e bate-papos sobre temas como Segurança, Educação, Empreendedorismo e Negócios, Computação Forense, Software Livre, Design, Gráficos e Multimídia.

Divulgar

Para o diretor administrativo de Itaipu, Marcos Baumgartner, a defesa do software livre não deve se limitar aos três dias de Latinoware. “Não precisamos ficar dependendo de um software proprietário quando há opções livres, com tantos ou mais recursos. Esse evento busca incentivar a liberdade e, com a liberdade, a inclusão”, afirmou o diretor.

O superintendente de Informática da Itaipu, Daniel Ribeiro, acredita que o Latinoware é o momento para “reavivar o espírito livre nos mais experientes e acender a chama nos que estão iniciando”. E acrescentou: “É muito bom ver aqui tantos jovens em busca de conhecimento e informação. Nessa juventude depositamos a fé de um futuro melhor, baseado no conhecimento científico e na boa formação”.

“Esse evento é uma marca”, completou Carlos Araújo, gerente de Tecnologia, Informação e Comunicação do PTI.

Subutai

Criado pela OptDyn, o Subutai – cujo nome faz referência a um general do exército mongol amigo de Genghis Khan –  o Subutai é um software de nuvem descentralizado para armazenamento seguro de informações na internet. Nele, o usuário decide onde seus dados (como fotos, documentos, aplicativos, notas e contatos) serão armazenados. Na quinta-feira (19), profissionais do PTI e da Itaipu farão um treinamento sobre o uso do software. Os participantes do Latinoware também poderão testar o Subutai.

“É um software seguro. No [sistema da Apple] iCloud, por exemplo, as informações vão para um grande computador nos Estados Unidos, junto com informações de outras milhares de pessoas. E não há garantia de que estarão seguros, que não serão espionados”, afirma Maddog, citando a interceptação de e-mails enviados pela ex-presidente Dilma Rousseff, como um caso de espionagem. “No Subutai, é você quem instala, configura e tem domínio das informações”, acrescenta.

O software usa a lógica peer-to-peer (P2P ou ponto a ponto, em inglês), uma arquitetura computacional em que o conteúdo armazenado na rede se espalha pelos computadores de todos os usuários e não em um único servidor central, como nas nuvens convencionais iCloud, Google Drive, Dropbox, entre outras.

Além disso, pelo Subutai os usuários compartilham a capacidade de processamento de seus computadores pessoais para processar dados em rede. Cada usuário escolhe a quantidade de processamento e armazenamento que vai deixar disponível para o software. “Com o crescimento exponencial das informações na internet, este processamento compartilhado se torna cada vez mais fundamental”, defende Maddog.

Mais informações sobre o 14ª Latinoware no site www.latinoware.org

 

 

O 14º Congresso Latino-Americano de Software Livre e Tecnologias Abertas (Latinoware) começa nesta quarta-feira (18), às 10h, dentro da Usina de Itaipu, em Foz do Iguaçu, tendo como uma das principais mensagens, a importância do Software Livre como “motor” da inovação tecnológica, seja em uma “startup”, ou em grandes empresas de serviço, agronegócio, educação, robótica e indústrias. A justificativa é a flexibilidade do uso e o baixo investimento. Esses programas podem ser utilizados e adaptados de acordo com a necessidade e, sem custo.

Marcos Piangers, o jornalista que virou pai e, depois de pai, se tornou escritor, fará uma sessão de autógrafos do livro “Papai é Pop”, no dia 31, em Foz do Iguaçu. O encontro com os fãs ocorrerá após palestra marcada para as 20h, no Mabu Thermas e Resort. 

Esqueça tudo o que você já ouviu falar sobre gerenciamento de projetos. O curso de introdução ao Dragon Dreaming vai além de qualquer expectativa no que diz respeito ao processo de criação e execução. Isso porque ele foge do ego da liderança e trabalha com o sonho das pessoas.

As quatro principais bandeiras defendidas pelo Programa Oeste em Desenvolvimento (POD) como essenciais para o crescimento sustentável da região foram ratificadas por cerca de 300 representantes de instituições públicas e privadas, durante o Fórum de Desenvolvimento Econômico do Território, nesta quarta-feira (11), no Centro Popular Cultural Arandurá, em Medianeira (PR). 

Pelo segundo ano consecutivo, o Congresso Latino-Americana de Software Livre – Latinoware, que ocorrerá entre os dias 18 e 20, no Parque Tecnológico Itaipu (PTI), unirá aprendizado com solidariedade. O evento, que já está com mais de 3,6 mil inscritos, vai arrecadar gelatinas para ser encaminhadas a pacientes em tratamento de câncer, em Foz do Iguaçu, Cascavel e Curitiba.

Para facilitar e estimular a doação, durante os três dias do Congresso, haverá pontos de arrecadação do produto. 

 “Não é obrigação, mas pedimos a todos os participantes que doem pelo menos duas caixinhas. Acreditamos que não será pesado para ninguém. É uma ação simples, mas que fará toda a diferença na vida das pessoas que estão fazendo quimioterapia e radioterapia”, diz Marcos Siriaco Martins, da comissão organizadora. 

Segundo o médico Olenir Dorigon, do Centro de Oncologia do Hospital Ministro Costa Cavalcanti, a gelatina é importante por ser o principal ou o único alimento ingerido por pacientes durante os processos de quimioterapia ou radioterapia. Pois, além da falta de apetite e náuseas, o tratamento pode provocar lesões nas mucosas, principalmente, na boca, dificultando a deglutição de alimentos sólidos, quentes e ácidos. Pessoas que passaram por cirurgias da boca e de pescoço também tem as mesmas dificuldades. Sendo assim, a gelatina é uma grande aliada para alimentar os pacientes.

Em 2016, em parceria com os programas Reviver e Força Voluntária da Itaipu, foram arrecadados, mais de 8 mil caixinhas de gelatina. 

Instituições

Este ano, as gelatinas arrecadas serão encaminhadas para a Casa de Apoio ao Paciente de Câncer (UOPECCAN), em Cascavel; Hospital Erasto Gaertner, em Curitiba e, Casa de Apoio Espaço Esperança, Centro de Oncologia do Hospital Ministro Costa Cavalcanti e Associação de Amparo aos Idosos de Foz do Iguaçu (Lar dos Velhinhos), em Foz do Iguaçu. 

Latinoware

O Latinoware ocorre há 14 anos por iniciativa da Itaipu Binacional e do Parque Tecnológico Itaipu (PTI). É considerado um dos mais importantes eventos do setor na América Latina, pela oportunidade de debate de conceitos e novas ideias, apresentação de ferramentas livres, geração de conhecimentos, integração do público entusiasta e disseminação de projetos inovadores em código aberto.

Durante os três dias serão mais de 200 atividades. As inscrições ainda podem ser realizadas até sábado, dia 14, pela página: http://lapsi.latinoware.org/. 

Mais informações no site: http://latinoware.org/

 

O 14º Congresso Latino-Americano de Software Livre e Tecnologias Abertas (Latinoware) que, ocorrerá entre os dias 18 e 20 de outubro, no Parque Tecnológico Itaipu (PTI), em Foz do Iguaçu, já tem quase 3,6 mil inscritos vindos de várias partes do Brasil, bem como do Paraguai e da Argentina. Dentre eles, estão confirmadas 78 caravanas de estudantes e pesquisadores, vindos de estados como São Paulo, Espírito Santo, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Goiás. As inscrições encerram no sábado, dia 14. E podem ser feitas pelo link: http://lapsi.latinoware.org/.

A abertura está marcada para o dia 18, às 14h. E durante os três dias, o evento, considerado um dos mais importantes do setor na América Latina, contará com mais de 200 atividades entre palestras, minicursos, mostras e bate-papos divididos entre temas como Segurança, Educação, Empreendedorismo e Negócios, Computação Forense, Software Livre, Design, Gráficos e Multimídia.

“São temas atuais e que impactam diretamente na vida das pessoas. Mas também novas propostas de ferramentas livres e geração de conhecimentos”, explica Marcos Siriaco Martins, da comissão organizadora.

Segundo José Washington de Medeiros, superintendente de TI e Telecom, da Itaipu Binacional, é um privilegiado para a empresa sediar e apoiar mais uma vez o Latinoware. “Essa iniciativa tem se mostrado cada vez mais importante na busca pelo debate de boas ideias e na apresentação de ferramentas que facilitem cada vez mais o nosso dia a dia”.

O Latinoware é uma iniciativa da Itaipu Binacional e do PTI. 

Nudes?

Um dos assuntos que deve chamar a atenção do público será a palestra da Mestre em Engenharia da Computação, Christiane Borges sobre segurança e privacidade digital: “Como mandar Nudes em segurança? ”. 

“A privacidade parece não ser mais um direito, mas um privilégio. Precisamos ficar atentos aos hackers e grandes corporações que fazem de tudo para conseguir nossas informações”, explicou Christiane. Durante o bate-papo, ela mostrará como manter os dados pessoais em segurança e evitar o vazamento de informações e cyberbullying. “Apresentarei técnicas e soluções livres para ambientes de comunicação seguros, como e-mails e mensagens instantâneas, também, tecnologias existentes para segurança de comunicações.

Outro tema bastante atual que será debatido no Latinoware será “Baleia Azul”, jogo, que foi extremamente repercutido em 2017 pelos efeitos negativos causados na vida de milhares de jovens em todo o mundo. “Quero mostrar porque os jovens se envolvem nesse tipo de desafio. Também farei uma conexão com o “Setembro Amarelo”, mês de prevenção ao suicídio, pois o desafio final do Baleia Azul é tirar a própria vida”, explica a fundadora do projeto “Proteja seu filho na Internet”, Gracielle Torres. 

As inscrições podem ser realizadas até dia 14 pela página: http://lapsi.latinoware.org/

 

O Fórum de Desenvolvimento Econômico do Território Oeste do Paraná reunirá nesta quarta-feira (11), às 18h30, no Centro Popular Cultural Arandurá (CPC), em Medianeira, cerca 300 lideranças regionais e estaduais, entre empresários, presidentes de cooperativas, professores, deputados e prefeitos dos 54 municípios do Oeste. A vice-governadora do Paraná, Cida Borghetti; o secretário Estadual de Infraestrutura e Logística, Pepe Richa e o secretário Estadual de Agricultura e Abastecimento, Norberto Anacleto Ortigara, já confirmaram presença no evento.