Grupo de brasileiros ‘cobra’ Apple por mudança que evitaria furtos de iPhone

Variedades
Typography

Um grupo de apaixonados por iPhone resolveu agir por conta própria para evitar os furtos do aparelho no Brasil. Uma postagem na Fan Page do Mundo Apple BR, conhecido por dar dicas sobre os iDevices e que tem quase 130 mil curtidores, já atingiu mais de 10 mil curtidas pedindo uma simples alteração de segurança no software dos celulares que transformaria o ato de furtar um iPhone em uma verdadeira máquina de rastreamento de bandidos.

“Enviei pessoalmente um e-mail para o Tim Cook (CEO da Apple), mas não fui respondido. Resolvi falar com o pessoal da Fan Page da qual faço parte como um dos moderadores para que a gente fizesse esse pedido de uma forma mais abrangente”, explica André Reis, que também é um dos fundadores do Hospital do iPhone, especializado em “salvar aparelhos” da marca norte-americana.  

A modificação de segurança consiste em algo bem simples. Segundo André, bastaria que a Apple impedisse os celulares de serem desligados sem que os aparelhos fossem destravados por seus próprios donos. “A única forma de desligar um aparelho furtado seria abri-lo com uma chave pentagonal. Após o crime isso demoraria ao menos 30 minutos em uma bancada. Tempo de sobra para que o aparelho fosse rastreado pelo sistema”, explica André.

Na prática, os aparelhos furtados podem ser bloqueados por seus donos após o crime, mas só isso não diminui o problema. “A Apple precisa entender a condição específica do Brasil. É algo simples. Os aparelhos furtados são comercializados no mercado negro em um esquema semelhante ao desmanche de carros roubados. O celular especificamente não pode ser mais usado, mas suas peças podem servir como insumo para consertar outros aparelhos”, lamenta Reis.

Os números comprovam a tese de André. Segundo levantamento da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo foram registrados mais de 865 mil furtos de celular no último ano. A expectativa dos moderadores do Mundo Apple BR é que a possível atualização diminua pela metade os números considerados alarmantes.

Fonte: Assessoria

 

 

 

e-max.it: your social media marketing partner