Março Mês da Mulher: Elas pagam até 15% menos por seguro de automóvel

Variedades
Typography

Na hora de contratar o seguro de um automóvel, muitos fatores podem influenciar no valor e um deles é o sexo do motorista. A apólice para mulheres pode custar até 15% menos do que para homens, segundo levantamento realizado pela ComparaOnline, marketplace de comparação de seguros e produtos financeiros.

 

Para se ter uma noção do cenário, um seguro auto para uma mulher de 35 anos de São Paulo pode custar R$ 1.924, enquanto para um homem no mesmo perfil, o preço sobe para R$ 2.126, um valor 9,5% mais alto. Já em Belo Horizonte, a variação é ainda maior: enquanto uma mulher pode desembolsar R$ 2.536, para um homem o valor sobe para R$ 3.002, um crescimento de 15,52%.

A Sobre Rodas fez a simulação no ComparaOnline para o seguro de um Renault Duster 2014 em Londrina, tendo uma mulher e um homem como motoristas principais, nas mesmas condições. A diferença de valores entre eles foi de 7,8%, sendo R$ 1.714 o valor mais baixo para a mulher e R$ 1.849 para o homem.

Segundo Paulo Marchetti, CEO da ComparaOnline no Brasil, o motivo é o comportamento das mulheres ao volante. "As mulheres são conhecidas, em sua maioria, por serem mais cautelosas na direção além de respeitarem mais as leis e, por isso, as seguradoras cobram um valor mais baixo. Internamente também temos essa percepção: em 2017, das solicitações para acionar o seguro recebidas pela Compara Online, apenas 30% foram feitas por mulheres", explica.

O fato é comprovado pelas estatísticas: o relatório Mulheres no Trânsito, da Seguradora Líder-DPVAT, aponta que as mulheres responderam por apenas 25% das indenizações pagas por acidentes em 2015, contra 75% dos homens. Enquanto isso, de acordo com o Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), apenas 11% dos acidentes de trânsito são causados por mulheres.

Cecília França (com assessoria)

e-max.it: your social media marketing partner