Março Mês da Mulher: Sobre rodas ela é feliz, vencendo todos os obstáculos

Variedades
Typography

Como a maioria das mulheres, Cristiana Gianluppi da Silva se desdobra entre as várias atividades do dia a dia. Formada em Secretariado Executivo Trilíngue, pós-graduada em Gestão de Pessoas, ela tem um currículo bastante extenso e há cinco anos trabalha na Itaipu Binacional, na área de Segurança Empresarial, onde é concursada e atua na área de Recursos Humanos, enquanto cursa o oitavo período de Direito na UNIFOZ. 

Militante, abraça muitas causas, como a dos Direitos dos PCD’s. Cris tem AME – Atrofia  Muscular Espinhal - e há 12 anos usa cadeira de rodas, “Desde que decidi trabalhar, ainda adolescente, sempre tive muitas dificuldades de inclusão e acessibilidade, aliás desde os tempos da escola. Tenho os movimentos e sensibilidade, mas não tenho força muscular”, explica. Outra militância é a da proteção aos animais, “amo cachorros, tenho três vira-latas adotados da rua”, conta. 

Mas apesar das adaptações que foram necessárias ao longo da vida, a doença nunca foi motivo para ela ter medo ou encontrar desculpas para não realizar seus sonhos. Filha única e neta mais velha do lado materno, Cristiana foi incentivada desde muito cedo, pelos pais e avós, a ser um exemplo. 

E essa alegria toda vem da família e dos amigos, ou ainda da companhia de uma boa música, que a acompanha no trabalho, nos estudos, e em todo lugar! E como música combina com dança, já deu para entender qual é sua outra paixão, não é mesmo? 

Mas, quando não está embalando o coração ao ouvir alguma melodia, ela o coloca para bater bem forte nas aventuras e esportes radicais que pratica, “gosto muito de eco aventura, mas faço pouco porque não tem muita acessibilidade aqui na região. Fiz tirolesa de 140 metros de altura e 1km de extensão, fiz voo de Paratrike, e estou com muitos projetos de conhecer nossa cidade por diversos ângulos diferentes”, adianta, animada. E como ninguém é de ferro, uma hora ela também descansa e este é o momento dos seriados, “Sou viciada em seriados”, conta.

E para terminar essa delícia de exemplo para o mês em que comemoramos o Dia da Mulher, fica uma mensagem que ela faz questão de dividir com as outras mulheres, “Não crie limites para si mesma. Você deve ir tão longe quanto sua mente permitir e o que você mais quer pode ser conquistado. A decisão mais difícil é a de agir, então, tenha atitude!” 

Mais do que uma dica, fica aqui um grande exemplo.

Texto: Jornalista Daniela Pereira Mtb 8120/PR 

 

e-max.it: your social media marketing partner