Alunos do Ensino Fundamental II e Médio do Colégio Educação Dinâmica já sabem que trabalhar o empreendedorismo e business em sala de aula é uma grande jogada! Prova disso é que nessa sexta-feira (27/10) realizarão mais uma Feira do Empreendedor Junior. O evento começa às 09 horas e segue até às 17h.  

Os trabalhos que envolvem empreendedorismo são realizados durante todo o ano no Colégio. A Feira do Empreendedor Junior acontece anualmente para que os alunos possam aplicar todo o conhecimento adquirido nas aulas. Cada edição da Feira tem mostrado quanto o conceito empreendedor tem se manifestado entre os estudantes. Uma das atividades anuais é a palestra sobre Educação Financeira. Neste ano os estudantes receberam dicas do Professor Doutorando Roberto Otuzi de Oliveira, que ministra aulas no Centro Universitário UDC.  

Os alunos montaram empresas fictícias durante as aulas de educação financeira e gestão. Todos os alunos são sócios das empresas, que foram divididas em setores: financeiro, executivo, marketing, produção e qualidade. Na Feira vão apresentar o resultado de todo o estudo, oferecendo aos visitantes os produtos que cada empresa decidiu comercializar. 

São 7 empresas no total, todas no ramo alimentício. Os alunos são sócios e investiram na abertura dos negócios, portanto os lucros serão divididos entre os mesmos.  

Fonte: Assessoria

Os estudantes da Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste) que desenvolvem protótipos de carros e aeromodelos para competições em todo o país com o apoio do Parque Tecnológico Itaipu (PTI) vão receber novas capacitações. Com o entendimento de que planejamento e gerenciamento são habilidades essenciais para um projeto bem sucedido, a formação será viabilizada a partir do próximo mês pelo Centro de Mobilidade Elétrica Inteligente (Mob-i) e o Escritório de Gerenciamento de Projetos (EGP). 

Os alunos são divididos em quatro grupos de trabalho: Equipe Aero, Grupo Cataratas de Eficiência Energética (GCEE), Equipe Baja e Fórmula SAE. Quando concluem os projetos de protótipos, estes são submetidos para a participação em competições de mobilidade que ocorrem em várias cidades do Brasil. A iniciativa para ofertar o curso veio por meio da experiência da engenheira mecânica do Centre of Engineering and Product Development (CEiiA), Laura Morgenstern, que também atua no Mob-i. 

Durante sua graduação, Laura participou de uma capacitação que auxiliou o grupo em que estava inserida na época a melhorar o desenvolvimento de projetos. Pensando nesta vantagem extra, sugeriu recuperar a ação para incentivar os novos acadêmicos e auxiliá-los a também trabalharem em seu desempenho. “A capacitação é muito importante para desenvolver competências técnicas que irão somar ao conhecimento teórico adquirido em sala de aula. Eles irão aprender a utilizar ferramentas de gestão para trabalhar dentro dos próprios grupos”, avaliou Laura.

 Para a analista de projetos do Mob-i, Ana Oliveira, participar da capacitação também pode agregar à experiência profissional dos jovens. “Os alunos possuem uma experiência teórica muito forte, proporcionada pelos professores dos cursos. No entanto, questões comportamentais como trabalhar em equipe, utilizar ferramentas de gestão, trabalhar com stakeholders e riscos, são importantes para levar adiante o projeto que estão executando, e aprimorar competências técnicas para depois serem utilizadas no mercado de trabalho”, ressaltou.

 O workshop foi recebido como uma oportunidade muito válida para todos os grupos, conforme comentou Eduardo Camilo Marques de Andrade, acadêmico do quarto ano de Engenharia Mecânica da Unioeste. “É importante para organizarmos nosso projeto, especialmente a longo prazo. Hoje temos nosso desempenho voltado apenas para a competição anual; com a proposta da capacitação, faremos não somente um planejamento mais certeiro para o próximo ano, mas visando também os próximos cinco”, completou.

Cronograma

 A oficina de capacitação será dividida em módulos. No dia 6 de novembro, os alunos ingressam o Módulo I, com o curso EAD (Educação à Distância) em Fundamentos de Gerenciamento de Projetos. Esta atividade, totalmente on-line, expõe fundamentos teóricos básicos de gerenciamento de projetos, e segue até o dia 6 de dezembro. "Com a formação, busca-se contribuir para a elevação da cultura de gerenciamento de projetos na região, pois acreditamos que, com a utilização de práticas consolidadas, as instituições podem melhorar o índice de sucesso de seus projetos”, aponta Andrea Pavei Schmoeller, gerente do EGP.

Paralelamente, tem início no dia 21 de novembro o Módulo II, sobre Planejamento Estratégico. Ministrado pelo administrador Haralan Mucellini, colaborador da Itaipu Binacional, a atividade será dividida em duas etapas: um encontro com lideranças dos grupos (alunos-chaves e professores), para apresentação de um panorama geral dos conceitos acerca do planejamento estratégico, e alinhamento das expectativas em relação à oficina de planejamento. No dia 24 de novembro, ocorre o workshop de planejamento estratégico com os grupos.

No dia 6 de dezembro ocorre o Módulo III – Estruturação do projeto em canvas. Organizado pela equipe do EGP, a oficina permitirá aos grupos de pesquisa que estruturem um canvas do projeto com base no que aprenderam nos módulos anteriores. Por fim, no dia 12 de dezembro, ocorre o Módulo IV – Orientação do Plano de Gerenciamento, para dar suporte aos grupos no detalhamento do canvas já estruturado e composição de um novo cronograma para o próximo ano, já dividindo as atividades entre os alunos.

Fonte: PTI

Faltando poucos  dias para o 28º Baile do Hawaii do Iate Clube Lago de Itaipu (ICLI),  os preparativos estão na reta final para encantar os sócios e convidados  em noite de lua cheia, à beira do Lago de Itaipu. A diretoria do ICLI promete que será a melhor festa de todos os anos com novidades na organização e atração musical com a banda Jair Supercap Show, reconhecida nacionalmente como uma das melhores Brasil. Jair Supercap Show tem tradição de mais de 40 anos de sucesso com mais de 70 discos, CDs e DVDs gravados com lançamento nacional. E também bailes e shows para grande público com o maior e melhor equipamento de som e luz do Brasil, superando alguns dos maiores músicos da atualidade. A criatividade, carisma, alta tecnologia e inovação nos shows fazem da banda a preferida da Festa do Peão de Barretos, onde há 16 anos é a banda oficial do maior rodeio da América Latina. 

O Baile do Hawaii começa às 21 horas e segue até o amanhecer do domingo (5) com serviço de gastronomia e bebidas, mesa de frutas, coco gelado e muito mais. O DJ Beto Gayer fará a abertura e o encerramento  da noite com um reportório diversificado dos sucessos das baladas.  Antecipe a compra de ingressos ou mesas porque a venda é limitada. Valores: mesa para 4 pessoas a partir de R$ 450,00 e ingresso a R$ 150,00.  Informações e venda na secretaria do clube. Telefone: (45) 3577-1315. O ICLI está aberto de terça a domingo.

Mais informações:  www.icli.com.br e Facebook@iclifoz. 

 

Eduarda, Liana e Andressa, tem um sonho comum: Ser médica. Elas se juntam a outros quase 16 mil brasileiros* que vieram de várias partes do Brasil para cursar Medicina no Paraguai, em uma das sete universidades de Ciudad del Este. E este sonho está mudando a rotina e a economia de Foz do Iguaçu, cidade vizinha. Os sotaques antes escutados apenas em pontos turísticos, agora, são sons comuns, nos restaurantes, salões de beleza, mercados, pontos de ônibus, bancos e praças.

Dos mais de 200 assuntos debatidos pelos mais de 4,5 mil professores, estudantes e interessados em novas tecnologias, vindos de várias partes do Brasil e dos países vizinhos, durante os três dias do 14º Congresso Latino-Americano de Software Livre e Tecnologias Abertas (Latinoware), realizado essa semana na Usina de Itaipu, em Foz do Iguaçu, um dos temas que mais chamou a atenção do público foi como as robótica livre pode melhorar a educação, sobretudo, da infantil.

O diretor do conselho do Instituto Linux Professional e presidente da OptDyn, Jon “Maddog” Hall, reviveu o povo mongol, na pele do conquistador Genghis Khan, para divulgar a plataforma de armazenamento de conteúdo Subutai® v6.0. Maddog fez a palestra magna do 14º Congresso Latino-Americano de Software Livre e Tecnologias Abertas (Latinoware), na manhã desta quarta-feira (18), na Itaipu Binacional em Foz do Iguaçu.

No período da tarde, Maddog e outras autoridades participaram da solenidade de abertura do evento. O Congresso é promovido pela Itaipu Binacional e pela Fundação Parque Tecnológico Itaipu (PTI).

Na abertura do evento que reúne até sexta-feira (20) mais de 4 mil curiosos, professores, estudantes e interessados em novas tecnologias, vindos de várias partes do Brasil e dos países vizinhos, o diretor-superintendente da Fundação, Ramiro Wahrhaftig, disse que a juventude, uma das marcas do Latinoware, é também a “cara” do PTI. “É um evento que gera conhecimento e estimula novas ideias. É dinâmico, jovem e cheio de novidades”, considerou. “O PTI é um grande propulsor de conhecimento e, justamente por esse motivo, promove e continuará promovendo o Latinoware”, disse.

Até sexta-feira (20), serão mais de 200 atividades entre palestras, minicursos, mostras e bate-papos sobre temas como Segurança, Educação, Empreendedorismo e Negócios, Computação Forense, Software Livre, Design, Gráficos e Multimídia.

Divulgar

Para o diretor administrativo de Itaipu, Marcos Baumgartner, a defesa do software livre não deve se limitar aos três dias de Latinoware. “Não precisamos ficar dependendo de um software proprietário quando há opções livres, com tantos ou mais recursos. Esse evento busca incentivar a liberdade e, com a liberdade, a inclusão”, afirmou o diretor.

O superintendente de Informática da Itaipu, Daniel Ribeiro, acredita que o Latinoware é o momento para “reavivar o espírito livre nos mais experientes e acender a chama nos que estão iniciando”. E acrescentou: “É muito bom ver aqui tantos jovens em busca de conhecimento e informação. Nessa juventude depositamos a fé de um futuro melhor, baseado no conhecimento científico e na boa formação”.

“Esse evento é uma marca”, completou Carlos Araújo, gerente de Tecnologia, Informação e Comunicação do PTI.

Subutai

Criado pela OptDyn, o Subutai – cujo nome faz referência a um general do exército mongol amigo de Genghis Khan –  o Subutai é um software de nuvem descentralizado para armazenamento seguro de informações na internet. Nele, o usuário decide onde seus dados (como fotos, documentos, aplicativos, notas e contatos) serão armazenados. Na quinta-feira (19), profissionais do PTI e da Itaipu farão um treinamento sobre o uso do software. Os participantes do Latinoware também poderão testar o Subutai.

“É um software seguro. No [sistema da Apple] iCloud, por exemplo, as informações vão para um grande computador nos Estados Unidos, junto com informações de outras milhares de pessoas. E não há garantia de que estarão seguros, que não serão espionados”, afirma Maddog, citando a interceptação de e-mails enviados pela ex-presidente Dilma Rousseff, como um caso de espionagem. “No Subutai, é você quem instala, configura e tem domínio das informações”, acrescenta.

O software usa a lógica peer-to-peer (P2P ou ponto a ponto, em inglês), uma arquitetura computacional em que o conteúdo armazenado na rede se espalha pelos computadores de todos os usuários e não em um único servidor central, como nas nuvens convencionais iCloud, Google Drive, Dropbox, entre outras.

Além disso, pelo Subutai os usuários compartilham a capacidade de processamento de seus computadores pessoais para processar dados em rede. Cada usuário escolhe a quantidade de processamento e armazenamento que vai deixar disponível para o software. “Com o crescimento exponencial das informações na internet, este processamento compartilhado se torna cada vez mais fundamental”, defende Maddog.

Mais informações sobre o 14ª Latinoware no site www.latinoware.org

 

 

O 14º Congresso Latino-Americano de Software Livre e Tecnologias Abertas (Latinoware) começa nesta quarta-feira (18), às 10h, dentro da Usina de Itaipu, em Foz do Iguaçu, tendo como uma das principais mensagens, a importância do Software Livre como “motor” da inovação tecnológica, seja em uma “startup”, ou em grandes empresas de serviço, agronegócio, educação, robótica e indústrias. A justificativa é a flexibilidade do uso e o baixo investimento. Esses programas podem ser utilizados e adaptados de acordo com a necessidade e, sem custo.

Marcos Piangers, o jornalista que virou pai e, depois de pai, se tornou escritor, fará uma sessão de autógrafos do livro “Papai é Pop”, no dia 31, em Foz do Iguaçu. O encontro com os fãs ocorrerá após palestra marcada para as 20h, no Mabu Thermas e Resort. 

Esqueça tudo o que você já ouviu falar sobre gerenciamento de projetos. O curso de introdução ao Dragon Dreaming vai além de qualquer expectativa no que diz respeito ao processo de criação e execução. Isso porque ele foge do ego da liderança e trabalha com o sonho das pessoas.

As quatro principais bandeiras defendidas pelo Programa Oeste em Desenvolvimento (POD) como essenciais para o crescimento sustentável da região foram ratificadas por cerca de 300 representantes de instituições públicas e privadas, durante o Fórum de Desenvolvimento Econômico do Território, nesta quarta-feira (11), no Centro Popular Cultural Arandurá, em Medianeira (PR).