Uns dizem que uma taça de vinho equivale a uma hora de academia. Outros que faz bem para o coração. Independente do benefício, o vinho é uma das bebidas mais antigas e saboreadas no mundo todo. Os amantes de vinho podem participar nesta sexta-feira (1) e sábado (2), às 18h30, da 3ª edição da Feira Oda al Vino, no Iguassu Urban Mall, em Puerto Iguazú, Argentina.

Os ingressos estão sendo vendidos nas duas lojas da Vinoteca Oda, em Puerto Iguazú em Foz do Iguaçu na Loumar Turismo (45) 3521-4000 ou através no disque-entrega, no telefone (45) 99980 7948. A entrada, no valor de R$ 200, é válida por um dia e dá direito a uma taça de cristal para provar todos os vinhos e espumantes em exposição e um vale-vinho de R$ 100,00 para ser trocado durante o evento ou até o dia 20 de setembro nas lojas Oda Vinoteca. 

Novidades

A terceira edição da feira está recheada de novidades, iniciando com um espaço maior do que as edições anteriores. Isso se deve ao aumento de estandes reservados parmais de 80 bodegas e a demonstração de mais de 650 rótulos de vinhos e espumantes aos participantes, incluindo lançamentos de novas marcas de vinhos de alta gama. 

Este ano os profissionais do setor de gastronomia das cidades que compõem as Três Fronteiras, poderão participar de uma degustação especial, que acontecerá no dia 1º de setembro, às 16h30 até às 18h, antes da abertura da feira ao público em geral.

A degustação deve atrair sommelières, garçons, maitres, gerentes de A&B, chefs e outros profissionais da área que queiram aprender e provar os produtos da vitivinicultura argentina. Eles serão atendidos exclusivamente por profissionais que representam as empresas, incluindo sommelières, enólogos, diretores e proprietários de marcas de vinhos. 

Além das famosas picadas (porções) de queijo, salame, presunto cru, pães finos, azeitonas eágua mineral premium, tudo à disposição do público, a feira terá um espaço gastronômico com três restaurantes para a venda de pratos regionais, incluindo o bife de chorizo.

Lembrando que o evento é direcionado a um público adulto, não sendo permitida a entrada de pessoas menores de 18 anos.  Para evitar problemas de álcool e direção, recomenda-se a utilização de serviços de vans e táxis para a locomoção entre os países da fronteira.   

A Feira Oda al Vino é uma realização da Oda Vinoteca e conta com o apoio de Águas de Misiones, Yvy Hotel de Selva, El Quincho del Tio Querido e Multimedios Cataratas.

Com assessoria 

 

 

A Universidade Federal da Integração Latino-Americana (UNILA) está com mais de 200 vagas em cursos de extensão com inscrições abertas. Entre os temas abordados pelos cursos estão matemática, dança, ensino e música. As atividades têm previsão de inicio para o próximo mês.

Música

O curso Preparatório de Violão é voltado para estudantes do ensino médio da Tríplice Fronteira - principalmente aos interessados em ingressar no curso de graduação em Música - e prevê aulas de teoria musical e de violão, individuais ou em grupo. As atividades serão realizadas aos sábados. Cada aluno terá 2 horas de aula, e os horários serão definidos em uma reunião inicial. As inscrições estão abertas até o dia 31, pelo Sistema SIGAA (goo.gl/HmI9yb). São 24 vagas.

Dança

Desenvolver atividades lúdicas e pedagógicas que possibilitem explorar a dança coral, a partir de práticas corporais, é o objetivo do curso “Movimento fronteiriço na dança coral”, que oferece 50 vagas. As aulas serão realizadas às terças e quintas-feiras, das 13h às 18h, na sala G107, da UNILA-Jardim Universitário (Avenida Tarquínio Joslin dos Santos, 1000). Inscrições também pelo Sistema SIGAA (goo.gl/HmI9yb).

Matemática

Os alunos do ensino médio também podem participar de aulas de reforço em Matemática. As inscrições poderão ser feitas até 3 de setembro, no Portal Inscreva (inscreva.unila.edu.br). As aulas começam no dia 4 de setembro e seguem até dezembro. Serão oferecidos cinco minicursos: geometria básica plana, trigonometria, funções, álgebra e sistemas de equações lineares e matrizes. O objetivo é melhorar o aproveitamento nas disciplinas que precisam de conhecimentos em matemática básica. O curso será oferecido às quartas-feiras, das 16h às 18h, na UNILA-PTI, e às quartas e sextas-feiras, das 16h às 18h, na UNILA-Jardim Universitário (Avenida Tarquínio Joslin dos Santos, 1000).

Para professores

Além de estudantes, os cursos de extensão oferecem oportunidades para professores da cidade e região. Um deles é o curso "Raça em três perspectivas: Kant, Foucault e Quijano", que recebe inscrições até 10 de setembro, pelo Sistema SIGAA (goo.gl/HmI9yb). O objetivo é preparar professores para o ensino de história e cultura afro-brasileira e indígena, cuja obrigatoriedade está disposta na Lei 11.645/08. Durante o curso, serão discutidos os conceitos de raça a partir das propostas teóricas dos filósofos Immanuel Kant e Michel Foucault e do sociólogo Aníbal Quijano. As aulas serão realizadas às sextas-feiras, na sala C307, da UNILA-Jardim Universitário (Avenida Tarquínio Joslin dos Santos, 1000), das 14h às 16h.

Outro curso voltado para professores do ensino médio é o que se propõe a compreender os fundamentos do método Paulo Freire e as possibilidades de sua aplicação nos sistemas pedagógicos atuais. Podem participar professores de qualquer disciplina. Haverá algumas vagas para interessados que não sejam professores. Serão 30 horas em sala de aula e outras 10 horas em atividades extras (seminários e debates). As inscrições podem ser realizadas pelo Sistema SIGAA (goo.gl/HmI9yb), até 31 de agosto.

Fonte: Assessoria 

 

Entre as mais de 200 atrações, os cantores-escritores Zeca Baeiro e Martinho da Vila serão atrações da 13ª edição da Feira Internacional do Livro que ocorrerá em Foz do Iguaçu entre os dias 7 e 17 de setembro. O lançamento do maior evento cultura da cidade ocorreu na manhã desta terça-feira, 29, no Complexo Bordin (novo endereço da feira) com a presença do prefeito Chico Brasileiro; do vice, Nilton Bobato; do diretor-presidente da Fundação Cultural, Juca Rodrigues; do assessor do diretor-geral da Itaipu, Alexandre Teixeira, secretários municipais, autoridades convidadas e imprensa.

No espaço, já estão montados os estandes da Itaipu Binacional e PTI. Esta semana inicia a montagem da estrutura no espaço que possui mais de 4 mil metros quadrados e vai abrigar a praça do livro com aproximadamente 50 estandes, arenas literárias, cozinha literária e todas as novidades desta edição. A entrada é franca.

Para o prefeito, a realização da feira representa a materialização de um dos grandes pilares da administração; fazer bem o que se gosta. “O que buscamos é fazer com planejamento e engajamento o que podemos oferecer à comunidade, nossa maior contribuição para engrandecer o conhecimento de quem vive aqui. Precisamos pensar em nossas próprias expressões, precisamos pensar em como construir nossa própria cultura, não só relacionada à leitura de livros, mas compreendê-lo, e sentir o estímulo que isso pode dar na vida de qualquer pessoa”.

Na plateia, representantes de pelo menos cinco secretarias estavam representados. “O engajamento e o trabalho coletivo também estão presentes nesse evento justamente para que possamos trabalhar juntos nessa construção”, disse o prefeito ao elogiar a presença das autoridades.

As parcerias também foram elogiadas pelo diretor presidente da Fundação Cultural, Juca Rodrigues. “Este ano a participação dos parceiros foi fundamental para a realização do evento, assim como já vem acontecendo há alguns anos. Mas esse apoio é ainda mais valioso se pensarmos que servirá para fomentar a elaboração de um a política pública de incentivo à leitura”.

Rodrigues salientou ainda que a feira deve iniciar uma nova fase na cultura local onde a colaboração dos parceiros é fundamental. “Ao longo do ano vamos continuar provocando esse diálogo com a comunidade através de projetos que motivem a leitura como a reativação do Roda Livro (dentro dos ônibus), e Estação Literatura (bibliotecas dentro de estações tubos), e muitos outros que serão possíveis graças à colaboração dos nossos parceiros”. Com as iniciativas, Rodrigues ainda revelou a principal intenção do movimento, de dar início a um a uma política eficaz para retomada  do projeto do Plano Municipal do Livro, Leitura e Literatura.

Para o vice-prefeito, Nilton Bobato que também é escritor, a realização e retomada do evento numa grande estrutura representa o início de grandes transformações na área. “A fera precisa ter o tamanho que a cidade merece”. Bobato também reforçou a necessidade de políticas públicas de cultura na cidade ganharem atenção e andamento nesta administração.

Um dos grandes parceiros na realização da feira é a Secretaria de Educação. “Este ano não teremos o Vale Livro, pois não estava previsto no orçamento, mas já estamos desenvolvendo trabalhos nas escolas com as obras da escritora homenageada da feira, Ana Maria Machado. A feira nos traz essa necessidade de renovação, por isso o trabalho de incentivo vem sendo feito constantemente nas escolas”, disse o secretário da pasta, Fernando Ferreira.

Ferreira também adiantou que durante o período, uma renovação dos acervos das bibliotecas nas escolas será realizado pelo município, com intuito de ampliar o interesse pela leitura. Outra da secretaria será durante feira, quando será disponibilizado transporte para as escolas. “As crianças já estão acostumadas à feira, esperam por ela. E nosso incentivo é que frequentem não somente na companha de professores, mas também de suas famílias”.

Visão

A feira, para muitos dos parceiros será uma oportunidade singular de contato com o público. Representando a Unila, Luca Mesquita, coordenador do Instituto Mercosul de Estudos Avançados da Unila sintetizou a importância da parceria para a difusão do conhecimento da universidade junto à comunidade.  “Este ano a nossa parceria ampliou e incluímos a participação de órgãos dentro da Unila; a reitoria, a editora, a pró-reitoria de extensão e o Instituto Mercosul de Estudos Avançados. Com isso vamos unir a produção de trabalhos e projetos para apresenta-los à comunidade. Será um espaço importante para debates, conversas sobre temas que envolvem tanto a universidade quanto a comunidade”.  

De acordo com o editor da editora da universidade, Marcelo Kunde, a Edunila levará pela primeira vez a experiência para a feira. “A editora foi criada há dois anos, fizemos nossos primeiros lançamentos  ano passado e agora vamos levar a experiência para a feira, mostrar esse processo, e atrair público para o debate”. 

 Com assessoria 

Mal estar. Tontura. Visão turva. Esses são os sintomas iniciais do portador da Esclerose Múltipla, uma doença silenciosa que 2,5 milhões de pessoas em todo o mundo, Federação Internacional de Esclerose Múltipla, na maioria mulheres, na faixa dos 20 aos 50 anos. Só no Brasil, são mais de 40 mil casos da doença, de acordo com a Associação Brasileira de Esclerose Múltipla (ABEM), mas grande parte nem sabe, pois confunde com labirintite, por exemplo.

Nesta quarta-feira, 30 de agosto, é celebrado o "Dia Nacional de Conscientização da Esclerose Múltipla". 

A governadora em exercício, Cida Borghetti, e o ministro da Saúde, Ricardo Barros, anunciaram, na manhã de domingo (27), a construção da nova sede do Hemonúcleo do Hospital Ministro Costa Cavalcanti (HMCC), de Foz do Iguaçu. O terreno de 2.700 m², onde será construído o prédio, foi doado pela Itaipu Binacional.

A nova sede terá área construída de 1.470 m² e ficará localizada em frente ao HMCC. De acordo com a governadora, a licitação já foi aberta. A expectativa é de que a obra comece em 60 dias e seja finalizada no prazo de um ano. O investimento previsto é de R$ 4 milhões.

A comitiva visitou a sede atual do Hemonúcleo na manhã de domingo. Na ocasião, a governadora parabenizou os diretores do HMCC e a Alessandra Ritt, que está no comando do Hemonúcleo há 17 anos. De acordo com Cida Borguetti, todos os envolvidos nos trabalhos do HMCC são pessoas que “com amor e dedicação colocam suas vidas de lado para salvar outras pessoas”.

O Hemonúcleo está localizado na Avenida Gramado, ao lado do Hospital Costa Cavalcanti. Atualmente é o responsável pelo abastecimento do banco de sangue de hospitais de Foz do Iguaçu, Santa Terezinha de Itaipu, São Miguel do Iguaçu, Missal, Medianeira e Matelândia. Desde o início do ano, as instituições fizeram mais de mil transfusões por mês.

Fonte: JIE

O guarda-roupa feminino é vasto, cheio de opções e tendências, mas existem algumas peças que são essenciais e que toda mulher deve ter no armário. São peças-chave que combinam com tudo. Maria Inês Borges da Silveira, consultora de Comportamento Profissional e de Etiqueta Social e professora do ISAE – Escola de Negócios, dá algumas dicas sobre em quais peças as mulheres devem investir.

Uma boa pashmina nunca sai de moda, por exemplo. Vale a pena investir em uma de qualidade para ter no guarda roupa. “As legítimas pashminas são as de cashmere de fina lã de cabra da região de Caxemira (entre Afeganistão, Paquistão e Índia). Com brilho ou sem, de lã ou seda, com franjas ou clássicas, sempre são elegantes”, comenta.

Camisas combinam com quase tudo, e também são ótimas aliadas para  uma rotina agitada. O importante é saber compor o look sempre observando suas cores, para que o conjunto fique harmonioso. Um bom blazer também não pode faltar, eles são clássicos, práticos e nunca saem de moda. “A peça pode ser combinada com jeans, saia reta ou lápis, calças compridas e com vestidos”, detalha Maria Inês.

Outra peça indispensável é um bom terninho. Ele pode ser preto, ou de outra cor de preferência. Acompanhados de calça e saia, é perfeito para encontros e reuniões de negócios e empresariais, ou eventos mais formais que possam surgir na sua agenda. Isso vale para aquele vestido preto básico, que também é indispensável. “Um vestido sóbrio, limpo, com comprimento no joelho com um casaquinho também é prático. Valorize-o com acessórios atraentes, entre elas joias ou uma bolsa estilo carteira”, completa Maria Inês.

Fotos: Lex Kozlik

As representações da “Morte”, da “Medusa” e de “Súcubo” feitas pela psicóloga Sonia Lyra fizeram com que os quase 400 psicólogos, médicos e psiquiatras que participaram da abertura da exposição fotográfica “Arquétipos”, na noite desta quinta-feira (24), entrassem por alguns segundos num mundo paralelo. Imaginário. Entre eles, dos sonhos, da alegria, da felicidade e do pavor. A mostra faz parte da programação cultural do 24º Congresso Nacional da Associação Junguiana do Brasil, que acontece até domingo (27), no Mabu Thermas e Resort, em Foz do Iguaçu. 

A 13ª edição da Feira Internacional do Livro de Foz do Iguaçu, que ocorrerá em entre dias 7 e 17 de setembro, será realizada em um novo espaço e também terá mais atrações, como a “Cozinha Literária”.

O lançamento oficial da semana mais cultural da cidade ocorrerá na próxima terça-feira (29), às 9h, no “Complexo Bordin”, na Avenida Juscelino Kubitscheck, novo endereço da Feira. Durante a solenidade que, contará com a presença de autoridades públicas, segmento literário e acadêmico, imprensa e comunidade, será divulgada a programação completa do evento. Serão mais de 200 atividades, divididas entre oficinas literárias, sessões de autógrafos, lançamentos de livros, palestras, contações de histórias, apresentações artísticas e musicais.

Assim como nas edições anteriores a feira reunirá os maiores nomes da literatura local, regional, nacional e internacional. Uma das presenças confirmadas para conversar com o público e a homenageada do evento será a escritora Ana Maria Machado, autora de mais de cem livros e 20 milhões de exemplares vendidos, em 26 idiomas. Também estarão presentes o cantor, compositor e escritor Martinho da Vila; o autor Miguel Sanches Neto e o jornalista, comentarista esportivo e escritor gaúcho, Fernando Baldasso.

Segundo o assistente do diretor-geral da Itaipu, Alexandre Teixeira, a Itaipu apoia o evento por acreditar que a cultura e a educação são as molas propulsoras para um país mais desenvolvido. “Investir em Cultura é investir no futuro. Numa sociedade mais igualitária, solidária e amiga. A feira é um evento de sucesso e a Itaipu estará ao lado sempre, fomentando a cultura na cidade”.

Novidades

De acordo com Juca Rodrigues, diretor-presidente da Fundação Cultural, este ano a Feira além de ganhar um novo endereço, também terá um espaço físico maior. Serão 4,100 metros. Serão três auditórios (dois com capacidade para 300 pessoas e um para mil pessoas) para palestras, salas para contação de história e a “Cozinha Literária”, onde serão apresentados  livros de gastronomia e cozinha experimental com chefes paranaenses e também de outros estados brasileiros.

A Fundação Cultural decidiu mudar o local porque no Complexo Bordin funcionam diversas secretarias da prefeitura municipal, em especial a Secretaria Municipal de Educação e por contar com um bom espaço físico tanto para montagem dos estandes como também para estacionamento. “Acreditamos que o local atenderá as nossas necessidades e também dos visitantes, pois integra o corredor turístico e possui fácil acesso, tanto para quem irá de carro como de ônibus”.

E também tem capacidade para atender os estudantes, pois estão programadas caravanas de alunos das redes municipal, estadual e particular de ensino. A expectativa é receber cerca de mil estudantes por dia.

A Feira Internacional do Livro é uma realização da Fundação Cultural de Foz do Iguaçu e conta com o apoio da Itaipu Binacional.

 

Fotografar sonhos, mitos e fantasias é possível? Para a psicóloga Sonia Lyra é. Ela traz a Foz do Iguaçu, a exposição fotográfica “Arquétipos”. 

A mostra será aberta nesta quinta-feira (24), às 21h, no Mabu Thermas e Resort onde permanecerá até domingo, dia 27 e faz parte da programação cultural do 24º Congresso Nacional da Associação Junguiana do Brasil, que acontece na cidade no mesmo período. 

Cuidar do bem-estar e, porque não, do visual, são práticas diárias que deveriam fazer parte da nossa rotina. Desde tratar da saúde até cogitar um corte de cabelo diferente, ou uma barba mais bonita. Pensando nisso, o barbeiro Jonathan, da curitibana GriloGringo (Street 444), preparou algumas dicas para auxiliar no cuidado individual da barba, e assim, fazer com que ela cresça e fique com uma ótima aparência.

Para manter a higiene e a boa aparência são necessários procedimentos bem simples. Lavar a barba com um shampoo próprio é um primeiro passo. Usar um pente de madeira e um secador ajudam a tirar a umidade e manter um aspecto mais arrumado. E para finalizar, passar óleo nos pelos para que a barba fique macia.

Quando o assunto é o crescimento da barba, é preciso ter paciência. O ideal é procurar um profissional que possa criar um desenho enquanto ela ainda está curta. Isso vai fazer com que ela já cresça com um formato interessante. A partir daí, frequentar o barbeiro a cada 20 ou 30 dias é importante para que a barba não fique com um aspecto de malcuidada.

Confira mais algumas dicas especiais para serem adotadas no dia-a-dia:

 

·        Evite enrolar a barba com os dedos, pois os pelos começam a ficar deformados;

·        Minancora é muito boa para evitar irritações na pele;

·        Torne comum a utilização de óleos para barba; 

·        Procure um profissional com certa frequência para ajudar a manter a barba bem alinhada.