Turismo

Amaszonas inaugura voo de Foz do Iguaçu para Santa Cruz de la Sierra

A Amazonas chegou a Foz do Iguaçu. A companhia fez, na noite de domingo, 15,  seu voo inaugural da nova rota do Aeroporto de Viru Viru, em Santa Cruz de la Sierra, na Bolívia, para a Terra das Cataratas. A aeronave Embraer 195, com capacidade de até 124 passageiros, pousou pouco depois das 19h, no terminal iguaçuense.
Apesar de bastante chuva, o voo chegou no horário previsto. Ao pousar, a aeronave foi batizada com os tradicionais jatos d’água, na presença de representantes do trade turístico da cidade e convidados. O diretor regional da Amaszonas, Diego Urioste estava a bordo do voo, e foi o primeiro a descer com as bandeiras do Brasil e da Bolívia.
Os passageiros foram recepcionados com show musical do artista Tiago Rossato e Trio, champanhe e distribuição de vouchers com ingressos dos atrativos de Foz.
‘É  mais uma porta de entrada e saída do destino que se abre com a chegada da Amaszonas. Nos próximos dias teremos mais uma companhia aérea chegando com um novo voo internacional, ou seja, é o aeroporto de Foz do Iguaçu consolidando sua vocação para ser um hub regional’, afirmou o secretário de Turismo, Indústria, Comércio e Projetos Estratégicos Gilmar Piolla.
Mundo andino
Serão três frequências diárias com saída de Foz do Iguaçu nas segundas, quartas e sextas-feiras, a partir das 5h, com chegada prevista às 6h (horário da Bolívia) no aeroporto Viru Viru.  O retorno de Santa Cruz de la Sierra ocorre aos domingos, terças e quintas, a partir das 22h45 (horário local) e pouso previsto às 01h50 (horário brasileiro) no aeroporto de Foz.
Além do voo direto, ligando a Terra das Cataratas à Santa Cruz de la Sierra, na Bolívia, os passageiros poderão fazer conexões para Cusco, no Peru, Iquique, no Chile, e La Paz e Uyuni, também na Bolívia, com a Amaszonas.
‘ Faltava essa conexão entre essas duas maravilhas, as Cataratas do Iguaçu e Machu Pichu. São dois atrativos muito importantes para o turismo internacional. Temos conectividade via Santa Cruz de la Sierra para visitar quatro países bem próximos. A duração do voo até Santa Cruz de la Sierra é de duas horas’, destacou Patricia Duran, representante comercial da Amaszonas.
Presenças
Estiveram presentes no voo inaugural o presidente do Comtur, Carlos Silva, o vice-presidente do Fundo Iguaçu, Camilo Rorato, o vice- presidente da ABAV PR, Felipe Gonzalez, o presidente do Sindetur, Licério Santos, o diretor Executivo do Visit Iguassu, Basileu Tavares, Leopoldo Lucas, Presidente do Ente Municipal de Turismo de Iguazu (ITUREM), o superintendente do Aeroporto Internacional de Foz do Iguaçu, Joacir Araújo e  Fernanda Fedrigo, presidente do Instituto Polo Iguassu.
 
Foto: Christian Rizzi

Deixe uma resposta