Variedades

Câmara de Foz economiza cerca de R$ 500 mil no primeiro trimestre

Com base nos balancetes contábeis elaborados mensalmente pelo setor contábil dessa Casa de Leis e apresentado ao plenário da Câmara, ressalta-se que de acordo com um comparativo das despesas realizadas no 1º trimestre de 2016 e 2017 elaborado pelo setor financeiro do Poder Legislativo, denota-se que as despesas realizadas no mês de janeiro de 2016 foram de R$ 1.387.433,96 e em janeiro de 2017 foi de R$ 1.108.467,90, resultando em uma economia de 20,11%. 

“A economia deu-se pelo corte de 7 cargos da Mesa Diretora e não nomeação de assessores parlamentares, redução de gratificações, o que gerou grande economia”, ressaltou o Presidente Rogério Quadros (PTB). 

Retomando o Comparativo das despesas realizadas, a economia comparando fevereiro de 2016 a fevereiro de 2017 foi de 1,48%, devido ao fato de a Câmara ter pago as exonerações (os direitos trabalhistas/rescisão) dos assessores que exerciam cargos em comissão no ano anterior. 

Comparando março de 2016 em relação a março de 2017, respectivamente, os valores das despesas foram de R$1.660.182,93 e de R$ 1.472.043,64, resultando na economia de 11,33%. Considerando que em fevereiro de 2017 foram empossados os suplentes dos Vereadores reeleitos, contribuindo para o aumento da despesa com pessoal. 

O servidor Acácio Zeferino, da Diretoria Financeira e contábil, explica que “o balanço do mês de dezembro é o demonstrativo consolidado de todo o Exercício de 2016”, observando, também, que ali são apresentados valores operacionais, que seguem as regras da Lei 4.320/64 (Lei rege a Contabilidade Pública), não podendo ser utilizado como parâmetro gerencial. O comparativo (gerencial) realizado, está disponível em PDF, anexo, à matéria. 

Fonte: Assessoria

Deixe uma resposta