Variedades

Chega de corrida de obstáculos. Prefeitura de Foz deve investir R$ 30 milhões em recapeamento do município

Quem circula pelas ruas de Foz parece estar numa prova de obstáculos. É preciso desviar a todo o momento dos buracos. Mas, parece que esse esporte urbano está perto do fim.  

O prefeito Chico Brasileiro solicitou a aprovação de um convênio com a Secretaria do Desenvolvimento Urbano (SEDU) para a liberação de R$ 30 milhões para serem investidos em recapeamento até dezembro. A secretaria municipal de planejamento e a secretaria de obras já fizeram um mapeamento das ruas que precisam de recape emergencial, totalizando 105 ruas.

Segundo o prefeito o convênio deve ser liberado em duas etapas, uma no mês de junho e outra até o final deste ano. A intenção é resolver o problema emergencial das ruas. “Esse valor é específico para recape, vamos aguardar a aprovação desse convênio, junto a Secretaria de Planejamento Urbano e na sequência abrir a licitação para começar a recuperação asfáltica do município”, informou Brasileiro.

A princípio, a secretaria de obras e de planejamento identificaram 105 ruas mais danificadas, que serão feitas com prioridade. O prefeito explica que para essas ruas, apenas o recape resolveria.  “O recape é a melhor solução, hoje o município só esta executando  o serviço de “tapa buraco”, mas essa é uma medida emergencial, queremos fazer o recape que vai contribuir por muitos anos na melhoria do município”, destaca. Paralelo aos serviços de recape, o tapa buraco continuará atendendo em toda a cidade. “O tapa buraco continuará sendo feito onde foz suficiente, mas em várias ruas a única solução mesmo é  recape. Estamos buscando recursos para melhorar a cidade com benefícios que durem por vinte anos ou mais”, acrescentou.  

O secretário de obras, Luiz Roberto Volpi, explica que algumas ruas foram asfaltadas e que ao longo dos anos nunca receberam melhorias, por isso muitas estão em situações que o tapa buracos não resolveria. “Nós definimos as ruas e apontamos com o prefeito quais receberão o recape na primeira etapa e quais na segunda etapa. Além da recuperação, também apontamos ruas que estão com trechos sem asfalto”, disse Volpi.

Retomada Felipe Wandscheer

Além do recapeamento, outra preocupação do atual governo é concluir a duplicação da Avenida Felipe Wanscheer e demais obras que foram suspensas devido às investigações da Polícia Federal. “Algumas obras foram paralisadas no ano passado, devido a empresas com problemas com a justiça, agora nós estamos estimando os valores que serão necessários para conclusão e nos próximos dias será montada uma auditoria para avaliar as obras e dar a sequência no processo”, acrescentou Volpi.

 

Deixe uma resposta