Variedades

Codefoz elabora programa de saúde para Foz

O Codefoz (Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social de Foz do Iguaçu) deu um passo importante para a elaboração de um amplo programa iguaçuense de saúde pública. A proposta ganhou força com a oficialização da CT (Câmara Técnica) de Saúde, durante a plenária que reuniu cerca de 300 pessoas, entre profissionais de saúde, agentes públicos, lideranças comunitárias e representantes de organizações sociais, nesta quarta-feira, 19.

Previsto para ser apresentado em novembro, o programa definirá soluções e propostas técnicas voltadas à melhoria dos serviços públicos de saúde, resultado do debate público e da atuação colaborativa entre as representações da sociedade civil, a iniciativa privada e o poder público. As proposições abrangendo medidas de médio e longo prazo e ações imediatas deliberadas pela CT de Saúde serão encaminhadas para os gestores responsáveis pela execução das políticas públicas.

A Câmara Técnica de Saúde do Codefoz é composta por 40 instituições, eleitas por unanimidade durante a reunião do plenário do conselho. A mesa diretora da câmara é formada pelo administrador Anilton José Beal (Itaipu Binacional), pelo médico Ronei Rorato (Associação Médica de Foz do Iguaçu) e pelo odontólogo e servidor público Alexandre Kraemer (Prefeitura de Foz). Beal, que foi superintendente do Hospital Ministro Costa Cavalcanti, coordena a mesa.

“Precisamos mudar a fórmula utilizada no setor de saúde. A câmara técnica do Codefoz surge com o propósito de oferecer novas soluções, envolvendo toda a sociedade iguaçuense no debate e busca de resolução dos problemas”, explicou o presidente do Codefoz, Roni Temp. “Além de trabalhar em um programa para a saúde de Foz do Iguaçu, a câmara ainda irá contribuir para a captação de recursos, já que é um espaço de participação e de mobilização da comunidade”, completou.

O diretor-geral brasileiro da Itaipu Binacional, Jorge Samek, destacou a importância da criação da CT de Saúde e o cenário de potencialidades para o município. “O maior presente que Foz do Iguaçu recebeu em seu centenário foi o curso de Medicina. Estamos nos tornando uma referência no campo educacional, tecnológico e científico e vamos colher frutos extraordinários desse trabalho. Por isso, a importância de um fórum como o Codefoz e sua Câmara Técnica de Saúde e da população participar e dar a sua contribuição, juntamente com o poder público”, afirmou Samek.

A prefeita Ivone Barofaldi apontou a importância da atuação Codefoz na área de saúde. “Temos uma esperança muito grande nessa equipe da câmara técnica, que surgiu da necessidade de melhorias na saúde. Foz do Iguaçu possui profissionais de saúde capacitados, bons médicos e equipamentos. Com organização e participação de todos, vamos conseguir melhorar a qualidade dos serviços”, elencou a gestora, que é a presidente de honra do Codefoz.

Polo de referência em saúde

O coordenador da CT de Saúde do Codefoz, Anilton José Beal, disse que o colegiado foi formado para somar forças. “Não vamos interferir no trabalho dos entes constituídos. A Câmara de Saúde será complementar, terá função propositiva, unindo a sociedade em torno de um programa de saúde que será ofertado ao gestor público”, informou. “Vamos pensar a saúde grande, não apenas o cuidado e tratamento da doença. Nosso trabalho enfocará a qualidade de vida das pessoas”, ressaltou.

Conselheiro do Codefoz e um dos articuladores da Câmara Técnica de Saúde, Danilo Vendruscolo indicou as condições de Foz do Iguaçu para desenvolver o setor de saúde. “A cidade pode se tornar um polo de qualidade e ser referência para o Paraná se a sociedade iguaçuense assumir a construção desse projeto”, afirmou. “O programa que estamos elaborando envolverá os três níveis de governos, universidades, Itaipu, usuários de saúde e toda a comunidade. Visa atender principalmente os mais necessitados”, complementou.

 Fonte: Assessoria

Deixe uma resposta