Variedades

Com mais de 80% da população vacinada, Paraná avalia flexibilizar uso de máscaras

A Secretaria de Saúde do Paraná confirmou que o Estado alcançou a marca de 80,2% da população adulta completamente imunizada contra a Covid-19 (vacinada com a primeira e segunda doses ou dose única). São 7.001.518 paranaenses com o esquema vacinal completo, segundo o Vacinômetro. A análise é baseada na estimativa do Ministério da Saúde, que aponta o Estado com uma população vacinável de 8.720.953 pessoas.

A expectativa da Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) é chegar em 85% da população acima de 18 anos com o esquema completo de vacinação até ao final deste mês. “Estima-se que até dezembro consigamos chegar na nova meta, permitindo, desta forma, novas flexibilizações, conforme orientação do Governo do Estado. Desde que não tenhamos crescimento de novos casos podemos modificar ainda mais algumas regras”, disse o secretário de Estado da Saúde, Beto Preto.

“O nosso foco é vacinar e manter as medidas não farmacológicas. Já estamos pensando como seria essa flexibilização, como por exemplo, nas áreas abertas, mas vamos ver ainda como será isso detalhadamente no futuro”, completou o secretário.

Em adolescentes a vacinação também avançou nas últimas semanas. Dos 936.296 jovens de 12 a 17 anos, 532.634 receberam a primeira dose, que corresponde a cerca de 57% desse público. “O número de adolescentes vacinados no Estado aumenta a cada dia. Mais da metade já está com a primeira dose. Esperamos novas remessas de vacinas para os nossos jovens”, disse Beto Preto.

No último fim de semana, o governador Ratinho Júnior disse em Londrina que se a marca de adolescentes imunizados atingir 80% até o fim do ano, não se descarta a possibilidade de flexibilizar o uso de máscaras até o Natal.

De acordo com o consórcio dos veículos de imprensa, o Paraná está perto de atingir 60% da população (adultos e crianças) com as duas doses ou a dose única. Os estados com maior porcentagem da população imunizada são São Paulo (69,46%), Mato Grosso do Sul (65,13%), Rio Grande do Sul (61,88%), Santa Catarina (59,79%) e Paraná (58,56%). A média nacional é de 56%.

Com informações da AEN