Turismo

Com quase 50% da população vacinada, turismo de Foz aposta na retomada  

Com quase 50% da população adulta iguaçuense imunizada contra o coronavírus, o setor turístico de Foz do Iguaçu começa a vislumbrar uma retomada gradativa. A cidade é a quinta do Paraná em número de vacinados com a primeira dose. Em todo o estado, quase 38% dos adultos já receberam a dose.
O primeiro passo em prol do turismo será dado neste final de semana, 19 e 20. O município flexibilizou os horários das atividades e todos os atrativos turísticos, hotéis e restaurantes poderão atender até as 22h, respeitando 50% da capacidade de público.
“Para nós é um avanço, pois, há algumas semanas, além do toque de recolher às 20h, havia o lockdown aos domingos para os moradores”, disse Paula Haito, gerente Comercial do Dreams Park Show.
Para Giovana Salvatti, relações públicas do Grupo Capitão, a flexibilização do horário amplia o tempo de atendimento. “Quanto mais horas ficamos abertos, mas clientes conseguimos atender e mais empregos conseguimos gerar. A manutenção dos empregos tem sido uma das nossas maiores preocupações”, destacou.

Opinião semelhante é do gerente Comercial do Hotel Colonial, Alício Souza. “Acreditamos que no segundo semestre voltaremos a ter pelo menos 50% de ocupação. Hoje estamos variando entre 20% e 35%, mas é bem melhor que há um ano quando estávamos fechados”, afirmou. Para ele, é o momento de “sair da trincheira” e avançar com todo cuidado.
“Estamos muito confiantes. Acreditamos que no segundo semestre vamos decolar” completou Mchelli Santana, gerente Comercial do San Juan de Hotéis.

Estamos em uma crescente
Segundo o secretário municipal de Turismo e Projetos Estratégicos, Paulo Angeli, o turismo iguaçuense está em uma crescente. “Estamos confiantes. Os números estão nos mostrando um crescimento. O Parque Nacional, por exemplo, registrou um aumento de 23% de abril para maio. O mesmo tem acontecido com os demais atrativos”, explicou.  No Dreams Park Show, foi contabilizado um avanço de 20% de um mês para o outro.
Para Angeli, a medida que as pessoas forem se vacinando, o turismo voltará a ser mola propulsora da economia iguaçuense. “Acreditamos que em outubro já teremos uma boa ocupação tanto nos hotéis, como atrativos e restaurantes do destino”.
Temos vários motivos para acreditar: “Além da flexibilização dos horários, temos os voos que voltaram a operar em Foz do Iguaçu e a abertura com os países vizinhos”, disse. O Paraguai se mantém aberto desde o ano passado e a Argentina deve reabrir a fronteira para a entrada de brasileiros.
A flexibilização
A decisão pela abertura das atividades foi oficializada por decreto publicado no Diário Oficial do município, baseada no cenário epidemiológico, que demonstra uma estabilidade. E no número de iguaçuenses imunizados. Mesmo assim, a secretária municipal de Fazenda, Salete Horst, faz um alerta. “Precisamos da colaboração de toda a população para que possamos manter as atividades abertas e flexibilizar cada vez mais. Pedimos que sejam respeitadas as restrições atuais e que sejam mantidos todos os cuidados para evitar a transmissão do vírus”, complementou Salete.
Cuidados

O Complexo Dreams Park Show conta com seis atrações: Dreamland Museu de Cera, Vale dos Dinossauros, Maravilhas do Mundo, Dreams Motor Show (museu de motocicletas com restaurante), Dreams Ice Bar (bar de gelo) e Dino Adventure.
Todos eles seguem rigorosamente o “Plano de Prevenção e Combate à Covid-19” e incluem a obrigatoriedade do uso de máscara protetora, aferição da temperatura e disponibilidade de frascos de álcool 70% em spray e em gel, para higienização das mãos.
O complexo está localizado a menos de cinco minutos do Centro de Recepção do Parque Nacional do Iguaçu e funciona todos os dias, das 9h às 19h30, com atendimento na bilheteria até 18h30. Mais informações: www.dreamsparkshow.com.br