Variedades

Confira o valor do seguro para Polo, Gol e outros oito modelos em Londrina e Foz

A pedido da Sobre Rodas, corretora online Bidu levantou custo do seguro na nossa região para os 10 carros mais vendidos do País

Em Londrina e Foz do Iguaçu, o subcompacto Fiat Mobi tem o seguro mais barato, dentre os dez carros mais vendidos do País. Na região de Londrina, o custo médio da apólice para o modelo está em R$ 1.791; já na terra das Cataratas, R$ 2.245. Ao mesmo tempo, também é da Fiat o seguro mais caro na região de Foz, dentre os hatches. Trata-se do Argo, cujo valor médio da apólice está em R$ 2.598. Em Londrina o seguro mais caro fica com o VW Gol: R$ 2.732.

O levantamento dos valores dos seguros para as regiões de Londrina e Foz do Iguaçu foi feito pela corretora online Bidu exclusivamente para a Sobre Rodas, e levou em conta os dez veículos mais vendidos em janeiro (dados da Fenabrave). A corretora considerou o perfil de um homem de 35 anos, casado, sem filhos, com garagem em casa e no trabalho e que está contratando o seguro pela primeira vez.

Os modelos considerados na pesquisa foram Onix, Ka, HB20, Polo, Prisma, Gol, Argo, Mobi, Compass e Corolla – com os dois últimos apresentando sempre os valores mais altos, por serem veículos de categorias superiores. O Jeep Compass, por exemplo, tem valor médio de seguro de R$ 4.703 em Londrina e R$ 8.569 em Foz. Já para o Corolla, da Toyota, a apólice custa, em média, R$ 4.973 e R$ 4.749, nas duas regiões, respectivamente.

Pesquisa

Os valores levantados pela Bidu enfatizam a necessidade de pesquisa antes da contratação do seguro, uma vez que os valores para o mesmo veículo podem variar até R$ 8 mil – caso do Jeep Compass em Foz do Iguaçu. O menor valor apurado para o modelo foi de R$ 5.795 e o maior alcançou estrondosos R$ 13.962. Mesmo entre os hatches, os valores mínimo e máximo chegam a ter diferença de até R$ 2 mil, como no seguro cotado para o HB20 em Londrina, que varia de R$ 1.673 a R$ 3.710.

A Bidu esclarece que diversas variáveis impactam sob os valores dos seguros, como o perfil do motorista (idade, tempo de CNH, local onde mora) e as características do carro (modelo, quilometragem, onde pernoita). As seguradoras avaliam o risco de proteger tal condutor e determinado veículo e aí precificam o seguro.

Confira as tabelas completas:

Cecília França

Deixe uma resposta