Esporte

Equipe Renault partiu para o ataque durante o primeiríssimo Grande Prêmio da Europa disputado no circuito urbano de Baku

 Equipe Renault Sport de Fórmula 1 partiu para o ataque durante o primeiríssimo Grande Prêmio da Europa disputado no circuito urbano de Baku. As diferentes estratégias utilizadas produziram resultados semelhantes, com o 14º lugar para Kevin Magnussen, que largou dos boxes e fez apenas uma parada, e um lugar à frente para Jolyon Palmer, que fez duas paradas.

Após ter sido feita a troca da caixa de câmbio e regulagens no monoposto, Kevin largou da reta dos boxes, com um conjunto de pneus supermacios novos (vermelhos). Na volta de número seis, ele mudou para macios (amarelos), que foram mantidos até o término das 51 voltas.

Jolyon largou da 21ª fileira, com pneus supermacios novos, passando para macios novos na 11ª volta, antes de mudar para supermacios novos na volta de número 31.

Kevin Magnussen – R.S.16-01 n° 20 – Largada: 22º – Chegada: 14º.

“Acho que foi uma boa corrida em relação ao resultado que conseguimos. Fui quase o último classificado, larguei dos boxes e terminei em 14º. Nada mal. Aprendemos sobre o carro em situações de regulagem extrema, o que é uma boa coisa, mas a principal lição que levamos deste fim de semana é a forma como a equipe soube manter o sangue frio e se manter positiva.  São todos campeões, que já conquistaram vários títulos mundiais, por isso foi muito difícil para eles terem se classificado na penúltima posição. Mas, mesmo assim, eles mantiveram o ânimo”.

Jolyon Palmer – R.S.16-02 n°30 – Largada: 21º – Chegada: 15º.

“Novamente mostramos que nosso ritmo na corrida é bem melhor do que nos treinos classificatórios, e isso é muito bom! Um dos meus pneus macios foi parar literalmente no chão e, por isso, tive que trocar o conjunto, mas o ritmo foi muito bom até então. Os supermacios tiveram um bom comportamento também, mas ficou mais difícil recuperar o tempo perdido nos boxes. Junto com o erro cometido na largada, isso meio que definiu minha corrida. Esta é uma pista bem agradável de pilotar e é uma pena que não tenhamos tido o carro em condições para isso hoje”.

Frédéric Vasseur, Diretor de Competições

“Tendo em vista nossas posições na largada, foi um bom resultado. Os dois pilotos se mantiveram concentrados e conscientes da situação, para fazer o melhor possível. No sábado, alteramos as regulagens e a caixa de câmbio do Kevin, o que fez com que ele largasse da reta dos boxes. Por isso, definimos para ele a estratégia de uma parada e ele soube gerenciar a corrida de forma inteligente em função disso. Já Jolyon também largou com uma estratégia de uma parada em mente, mas tivemos que pará-lo novamente depois de um pneu murcho, mas também para que ele tentasse melhorar sua posição no final da corrida. O resultado de hoje demonstra a tenacidade da equipe. Independentemente da situação, não vamos abandonar e vamos continuar lutando incansavelmente”.

Fonte: Assessoria

Deixe uma resposta