Fiat encerra primeiro semestre de 2024 na liderança do mercado brasileiro

Em mais um mês, trimestre e semestre, a Fiat conquista a liderança do mercado brasileiro. A marca segue no topo há 42 meses consecutivos, o que significa 3 anos e meio sendo a número um no mercado nacional. No primeiro semestre de 2024 não foi diferente: a Fiat obteve 20,4% de market share e 220.457 emplacamentos, o que corresponde a 51.814 à frente da segunda colocada.

Além disso, nos primeiros seis meses do ano, a marca se destacou em diferentes segmentos, com a liderança em hatches com 71.888 unidades vendidas, correspondendo a 23,4% de participação de mercado; picapes com mais 80.839 unidades comercializadas e uma expressiva participação de 39% no mercado e em vans com 11.342 emplacamentos, representando 38,6% de segment share.

Quando o assunto é o segundo trimestre de 2024, a Fiat também fez bonito com 20% de participação e 118.945 mil emplacamentos. Um dos grandes destaques do período foi o Cronos, que aumentou o volume de vendas em torno de 60% em relação ao trimestre anterior. A Toro também seguiu essa tendência de crescimento, com um aumento de 27,1% no volume de vendas em comparação aos primeiros três meses do ano.

Em junho, a Fiat também manteve a liderança com mais de 38.163 emplacamentos e 18,9% de market share. A marca também foi a número um nos segmentos de hatches com 23,1% da fatia da categoria, picapes com 37% segment share e vans com 38,6% de participação de mercado.

“Temos muito a comemorar em 2024, mas os resultados poderiam ter sido ainda melhores se não fosse o impacto da falta de peças vindas do Rio Grande do Sul. Neste sentido, a Stellantis segue com o acompanhamento das consequências relacionadas à catástrofe sem precedentes que atingiu o estado. Como informado anteriormente, o sistema logístico de transporte e fornecimento de componentes foram afetados, o que impactou parte do processo produtivo do Polo Automotivo de Betim. A empresa já normalizou a produção e restabeleceu a entrega dos veículos à rede de concessionários, o que deve melhorar ainda mais os números da marca nos próximos meses”, comenta Herlander Zola, vice-presidente sênior de Operações Comerciais da Stellantis no Brasil e de Veículos Comerciais Leves (LCV) para América do Sul.

Compartilhe esse post:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest