Lançamentos

Fórum de Mobilidade Urbana define propostas para apresentação a candidatos

Encerrado na tarde de quarta-feira (10), no auditório da Fundação Cultural, após dois dias de discussões, o I Fórum de Mobilidade Urbana de Foz do Iguaçu (Mobi Foz 2016) compilou propostas elaboradas por representantes da sociedade, que serão entregues aos candidatos e partidos inscritos para as eleições municipais de outubro.

A carta-compromisso engloba diversos aspectos da mobilidade urbana, como transporte coletivo, ciclovias e melhoria da estrutura urbana, visando tornar Foz do Iguaçu uma cidade mais eficiente para quem nela vive ou visita. O objetivo é que os candidatos comprometam-se com a adoção de políticas para que o resultado possa ser alcançado.

“As propostas serão apresentadas aos cinco candidatos a prefeito, aos vices e aos 29 presidentes dos partidos que inscreveram nomes para a disputa da Câmara Municipal”, explica Fábio André Santos da Silva, coordenador do Mobi Foz 2016. “Após as eleições, apresentaremos o documento aos 15 vereadores eleitos, para esclarecer e engajar a futura legislatura no compromisso pela mobilidade”.

Entre as principais propostas resultantes do evento, estão a criação de um fórum permanente e de um comitê popular de mobilidade, com a participação ativa das universidades, para a realização de estudos e o monitoramento das ações previstas.

Outro ponto enfatizado é a necessidade de que a Prefeitura, como órgão gestor municipal, conte com uma repartição específica para a mobilidade urbana, com dotação orçamentária, para que iniciativas na área sejam desenvolvidas e implementadas.

Os participantes do Mobi Foz 2016 propuseram, também, a criação de uma unidade com foco no pedestre e no ciclista na estrutura do Instituto de Transportes e Trânsito de Foz do Iguaçu (Foztrans) e a elaboração de estudos para a revisão de itinerários e logística do transporte coletivo, tendo como base as necessidades dos usuários do sistema.

Outra proposta aprovada foi a realização de uma campanha para que empresas e instituições públicas instalem bicicletários (estacionamentos) nas regiões que concentram maior tráfego viário, como forma de incentivar o uso da bicicleta em trajetos de curta e média distâncias, reduzindo a circulação de automóveis.

Como documento à parte, os participantes do Mobi Foz 2016 aprovaram moção para audiências públicas de discussão dos planos Diretor e de Mobilidade Urbana, além da adoção de um Plano Cicloviário no município.

O Mobi Foz 2016 foi promovido pela Associação Ciclística Cataratas do Iguaçu (ACCI) e pelo Rotary Club de Foz do Iguaçu Harpia, tendo a Frontur como agência oficial e o apoio da Fundação Cultural de Foz do Iguaçu, Instituto de Transportes e Trânsito de Foz do Iguaçu (Foztrans), Secretaria de Estado do Meio Ambiente e Recursos Hídricos, Instituto de Políticas de Transporte e Desenvolvimento (ITDP), União de Ciclistas do Brasil (UCB), Recanto Cataratas Thermas,Resort & Convention, Mabu Interludium Iguassu Convention.

 Fonte: assessoria

 

Deixe uma resposta