Foz está plantando a boa semente da cultura e educação, diz prefeito, na Estação Cultural

Foz do Iguaçu está plantando a boa semente da cultura e os resultados serão um futuro melhor para sua gente. A afirmação é do prefeito Chico Brasileiro ao participar, na sexta-feira (25), dos três anos da Estação Cultural João Sampaio, equipamento que abriga o Foz Fazendo Arte, programa da Fundação Cultural que garante acesso à cultura para aproximadamente 200 crianças, jovens, adultos e idosos da Vila C, Cidade Nova e outras comunidades em uma das regiões mais populosas do município.

“Foz do Iguaçu será uma das cidades mais importantes do Brasil, porque estamos plantando sementes boas e a cultura, a educação, é uma grande semente que vai realmente espalhar o amor, o compartilhamento, a solidariedade, a arte que abraça, que é solidária e que envolve as pessoas”, ressaltou Chico Brasileiro. Que emendou: “Enquanto estamos envolvido com cultura, não estamos envolvidos com outras coisas negativas, acima de tudo, com violência”.

A Estação Cultural João Sampaio, nome do violonista Professor Mosquito que morou em Foz do Iguaçu de 1977 até sua morte, em 2008, foi inaugurada em 13 de agosto de 2020, após anos de abandono, como alternativa de propagação da política de equipamentos de cultura às várias regiões do município. No local, na Rua N, 56 – Vila C Nova, são ministradas gratuitamente oficinas de artesanato, violino, circo, violão, teclado, ballet, dança árabe, dança urbana e teatro de bonecos.

“Uma grande alegria aqui hoje”, disse Chico Brasileiro. O prefeito lembrou que, na época da inauguração do espaço, a administração municipal tinha um objetivo, que as pessoas aderissem à arte e aos programas de culturas que a Fundação estava implantando no local. “Hoje, o resultado fala por si só, o número de pessoas envolvidas nesse projeto e também os educadores e professoras. Aqui era uma antiga biblioteca, que era muito útil, mas infelizmente ficou muito tempo abandonada”.

“Foi transformada, entregue à comunidade e olha o resultado que estamos alcançando e é isso que a gente tem que fazer em nossa cidade”, ressaltou. O prefeito cumprimentou e deu parabéns a todos os envolvidos, mas principalmente as crianças, jovens, adultos e as famílias. “Quero dizer para vocês, Foz do Iguaçu está passando por muitas transformações, tanto em obras como a segunda ponte, a perimetral leste, duplicação da Rodovia das Cataratas, o aeroporto”.

Transformação

“Inauguramos outro dia o décimo segundo CMEI e diversos equipamentos esportivos por toda cidade, mas nada se compara à cultura e à educação”. De acordo com Chico Brasileiro, o papel de um governo é investir para que os recursos públicos possam chegar na transformação da vida da população, objetivo principal do Foz Fazendo Arte.

Foz do Iguaçu, de acordo com o prefeito, tem que ser grande, olhar para o futuro, acreditar nas criança e na juventude. “Por isso, o Foz Fazendo Arte, é a chance de termos uma cidade muito melhor lá no futuro. E teremos, com certeza”, completou.

Homenagem

A solenidade em homenagem aos três anos da Estação Cultural marcou o início da II Mostra Pedagógica do Programa Foz Fazendo Arte, que incluiu apresentações artísticas e exposições culturais e de peças de artesanatos produzidas pelos alunos das oficinas. O tema desta ano homenageou o Professor Mosquito, que dá nome ao espaço, por decisão dos arte-educadores e dos participantes, segundo explicou a coordenadora Ivana dos Santos Batista.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp