Autos e Motos - Roberto Nunes

Honda Accord mistura tradição com modernidade

O novo Honda Accord é um sedanzão para fazer frente aos rivais alemães da BMW, Audi e Mercedes-Benz. A fabricante japonesa aposta muito no conjunto mecânico comandado pelo inédito câmbio automático de 10 velocidades e motor 2.0 turbinado, de 256 cavalos, que substituiu o antigo V6 3.5 aspirado. O Accord perdeu em potência, sim, com 24 cavalos a menos e ganhou vontade de andar com mais 3,1 mkgf de torque, chegando aos 37,7 kg de força para deixar o carro nervosinho já nas arrancadas de saída

Mas, é bem verdade que o Accord é um sedã de executivo, o típico carro do patrão. Visual clássico e linhas muitos esportivas não combinam tanto para um carro japonês. Os nipônicos até tentam mas terminam indo mais pelos caminhos tradicionais do design externo. Nas soluções internas, o acabamento não beira o refinamento mas é possível notar detalhes sutis de cuidado extremo para agradar todos dentro do veículo.

A briga é contra modelos mais tradicionais no mercado premium. Assim, a 10ª geração do Accord quer tirar a atenção de possíveis clientes de Audi A4, BMW Série 3 e Mercedes Classe C. Para tanto, a Honda cobra hoje R$ 204.990 pelo Accord, que inclui na briga o Volkswagen Passat. O sedã japonês está maior – com 5,5 cm a mais no entre-eixos (com 2,83 metros). O porta-malas aumentou 68 litros e ficou com 574 litros.

O jornalista Roberto Nunes andou no Accord Touring com pacotaço de equipamentos. Tem sensores nas maçanetas das portas (motorista e passageiro) e chave-presencial. Ao sentar no banco do motorista, é bom olhar direitinho tudo e os vários dispositivos que podem ser acessados no console central, nos dois lados do painel de instrumentos e no volante multi-funcional. Está tudo às suas mãos e isto mostra o cuidado da equipe japonesa da Honda. No console central, o dispositivo do câmbio é bem legal com comandos por botões, bem diferenciado aos mais tradicionais. O dispositivo automático tem dez marchas – quatro mais que na última geração – e possui sistema de trocas por borboletas atrás do volante.

O Accord tem três modos de condução (Eco, Normal e Sport) que alteram peso do volante, vetorização de torque e gerenciamento do motor. Assim, tudo fica mais divertido com o motor turbo de 256 cavalos a 6.500 rpm e 37,7 kgfm entre 1.500 e 4.000 rpm.

Bem equipado

A Honda oferece pacote cheio no Accord Touring. A lista de equipamentos é bem recheada e inclui itens exigidos em um sedã de luxo, família. Entre os mais corriqueiros, estão o sistema de ajustes elétricos (motorista e passageiro) e ventilação nos bancos dianteiros, além de teto solar e ar-condicionado de duas zonas. Há também 8 airbags, faróis com luzes de rodagem diurna, farol de neblina e lanterna traseira em LED.

No dia-a-dia no trânsito e engarrafamentos, o motorista começa a usar alguns dispositivos e sistemas de condução semi-autônoma ofertados no Accord. A Honda inclui pacote tecnológico hoje essencial para os carros. Itens como assistente de permanência em faixa e sensores de obstáculos frontais são ofertados no sedã. O assistente de faixa age rapidamente, desde que as faixas estejam bem sinalizadas no asfalto. Tem horas que o sistema avisa desvio de trajetório, mas na maioria das vezes não indicou com alerta sonoro.
O Accord, é sim, um sedã tradicional e, podemos garantir, que é também moderninho. O pacote Honda Sensing deixa o carro mais tecnológico e, de série, o Accord traz um amplo pacote equipamentos de segurança também. Entre os itens, são ofertados sistema de frenagem de emergência, sensor de ponto cego, assistente de faixa, mitigação de evasão de pista e o controle de cruzeiro adaptativo.

O motorista tem à disposição controles de estabilidade e tração, além de um head-up display com diversas funções. Outro destaque é o sistema Lane Watch. Basta usar a seta para direita que a imagem é colocada na central multimídia, por meio de dispositivos ativos e uma câmera posicionada abaixo do retrovisor lateral direito.

A central multimídia é um ponto forte no Honda Accord. É possível parelhar celulares via Android Auto e Apple CarPlay. Conecta rápido e assim todos podem desfrutar do sistema de som de 452 watts de potência e 10 alto-falantes. O sedã da Honda vem equipado ainda com o sistema Active Sound Control, que emite sons na frequência contrária ao ruído detectado.

O Accord pesa 1.547 kg e vem com suspensão independente McPherson na dianteira e multilink na traseira. Seus pneus são 235/45 com rodas de liga leve aro 18. O sistema de freios possui discos ventilados na dianteira e sólidos na traseira, com ABS e ESP. É ofertado nas cores preto, prata e branco. A 10ª geração do Honda Accord é produzida na fábrica da Honda em Marysville, nos Estados Unidos.

O Accord foi cedido pela Honda do Brasil.

Deixe uma resposta