Hospital Municipal realiza primeira captação de órgãos de 2022

O Hospital Municipal Padre Germano Lauck, em Foz do Iguaçu, realizou na manhã de sábado (29) a primeira captação de órgãos do ano, por meio da Comissão Intra-Hospitalar de Doação de Órgãos e Tecidos para Transplantes (CIHDOTT) da instituição, em parceria com a equipe do Hospital do Câncer de Cascavel- Uopeccan.

O doador, vítima de um Acidente Vascular Cerebral (AVC) hemorrágico, teve a morte encefálica confirmada por meio de exames feitos seguindo todo o cumprimento de uma série de protocolos bastante criteriosos.

A equipe da comissão do hospital municipal, após entrevista com a família, obteve a autorização para que fosse feita a captação.

“A solidariedade das famílias que consentem em optar pela captação nos causa muita emoção, pois têm a consciência de que, apesar da perda, estarão transformando e dando esperanças à vida de outras pessoas”, disse a secretária da Comissão, enfermeira Daiane Sosa.

Protocolo

Após a autorização da família da vítima, é iniciado o protocolo junto à Central Estadual de Transplantes (CET/PR), que faz a busca do receptor compatível no estado, ou no país, caso não haja ninguém na fila no Paraná.

No sábado, foram captados do paciente o rim direito, coração – para válvulas, e fígado.

De acordo com o diretor-presidente da instituição, o médico Amon Mendes Franco de Sousa, “todo esse processo conta com a atuação qualificada da equipe multidisciplinar do hospital, porém nada seria possível sem o ‘sim’ da família, dando alento a tantas outras pessoas que dependem do transplante para viver”.

Captações em 2021

O Hospital Municipal Padre Germano Lauck realizou, em 2021, 12 captações de múltiplos órgãos, que beneficiaram dessa maneira a qualidade de vida de pessoas que estão na fila à espera de um transplante. Em 2020, foram realizadas 20 captações.

Fila de espera

Segundo dados da Associação Brasileira de Transplante de Órgãos (ABTO), em setembro de 2021 a fila de transplante no Brasil era de mais de 50 mil pessoas em busca de um órgão ou tecido.

O Ministério da Saúde aponta que as cirurgias de córnea e rins reúnem o maior numero de pacientes na espera.

Ainda de acordo com a ABTO, o número de doadores efetivos sofreu uma queda de 13% nos seis primeiros meses de 2021em relação ao mesmo período do ano de 2020, durante a pandemia da Covid-19. A associação aponta como principal motivo do declínio o aumento de 44% na taxa de contraindicação, pelo risco de transmissão do coronavírus.

No Paraná

O Paraná, segundo dados do Sistema Estadual de Transplantes do Paraná, possui, 1.933 pacientes cadastrados em lista de espera para um transplante dos seguintes órgãos: rim, fígado, coração, pulmão, pâncreas, pâncreas/rim e córnea. A maioria aguarda pela doação de um rim: 1.230 paranaenses. A segunda maior demanda é a de córnea, com 520 pacientes na lista de espera.

Para ser um doador

No Brasil, para ser doador, não é preciso deixar nada por escrito, e sim comunicar à família, pois somente os parentes podem autorizar a doação.

Há dois tipos de doador.

1 – O primeiro é o doador vivo. Pode ser qualquer pessoa que concorde com a doação, desde que não prejudique a sua própria saúde. O doador vivo pode doar um dos rins, parte do fígado, parte da medula óssea ou parte do pulmão. Pela lei, parentes até o quarto grau e cônjuges podem ser doadores. Não parentes, só com autorização judicial. Pessoas menores de 21 anos precisam de autorização dos responsáveis.

2 – O segundo tipo é o doador falecido. São pacientes com morte encefálica, geralmente vítimas de catástrofes cerebrais, como traumatismo craniano ou AVC (derrame cerebral).

Órgãos doados

Os órgãos doados são destinados a pacientes que necessitam de transplantes e estão aguardando em uma lista única de espera que é fiscalizada pelo Sistema Nacional de Transplantes do Ministério da Saúde e Centrais Estaduais de Transplantes.

A seleção de um paciente que aguarda por um transplante, ocorre com base na gravidade de sua doença, tempo de espera em lista, tipo sanguíneo, compatibilidade anatômica com o órgão doado e outras informações médicas.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp