IAT define programação de encontro em Foz do Iguaçu sobre turismo e meio ambiente

O 1º Encontro Nacional de Uso Público, Turismo e Meio Ambiente, Desafios e Oportunidades, organizado pelo IAT, vai acontecer em Foz do Iguaçu, paralelamente ao festival da cidade

O Instituto Água e Terra (IAT), por meio da Diretoria de Patrimônio Natural, fechou a programação do 1º Encontro Nacional de Uso Público, Turismo e Meio Ambiente, Desafios e Oportunidades. O evento vai ocorrer paralelamente ao Festival das Cataratas, entre os dias 31 de maio e 2 de junho, em Foz do Iguaçu, na região Oeste.

O objetivo é promover a conexão entre pessoas e empresas que desejam desenvolver negócios, serviços e produtos em Unidades de Conservação (UC). A iniciativa conta com o apoio do Instituto de Ciência e Tecnologia em Biodiversidade (ICTBio).

O governador em exercício Darci Piana vai participar do painel “O futuro do Uso Público no Brasil, o que esperar?”, no dia 1º. O debate contará ainda com integrantes do governo federal, do IAT, da Secretaria de Estado do Turismo, da Invest Paraná, da Organização das Nações Unidas (ONU) e do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), entre outras entidades.

“A programação foi estruturada com parceiros para que o congressista seja inserido nos principais eixos temáticos, com informações seguras sobre o Uso Público das Unidades de Conservação, além da oportunidade de realizar valiosas conexões”, afirmou o diretor de Patrimônio Natural do Instituto Água e Terra, Rafael Andreguetto.

Além das discussões técnico-científicas com a presença de agentes nacionais ligados ao meio ambiente e ao turismo, o evento contará com uma rodada de relacionamento e negócios no âmbito do Uso Público das Unidades de Conservação. A dinâmica será gerenciada pela equipe do Sebrae-PR.

A proposta busca conectar pessoas e empresas com interesse de devolver produtos e serviços turísticos a créditos de financiamento, formalização de atividades e a normas da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) necessárias para promover segurança e o bem-estar do turista.

“Queremos disseminar informação para criar um ambiente mais favorável à oferta de pródigos turísticos de experiência em Unidades de Conservação”, destacou a coordenadora estadual de Turismo do Sebrae-PR, Patrícia Albanez.

Fonte: AEN

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp