Lançamentos

Jaguar produzirá o icônico XKSS, o primeiro superesportivo do mundo

 

A volta do XKSS é o mais novo projeto da Jaguar Land Rover Classic, divisão responsável por oferecer peças e serviços para veículos clássicos das marcas britânicas em todo o mundo, além de experiências inesquecíveis a bordo de veículos que entraram para a histórtia da indústria automobilística mundial.

Para Tim Hannig, Diretor da divisão Jaguar Land Rover Classic, declarou: “O XKSS marca uma página muito especial na história da Jaguar e é um veículo muito cobiçado por colecionadores de todo o mundo devido à sua exclusividade e design inconfundível.

Apenas 16 unidades do XKSS foram produzidas e deveriam ser exportadas para os Estados Unidos mas um incêndio na fábrica da marca em Browns Lane, em 1957 destruiu nove veículos que estavam praticamente prontos.

Agora, 59 anos depois, a Jaguar dispõem-se produzir essas mesmas unidades do XKSS, que serão destinadas a um grupo seleto de clientes e colecionadores.

Os veículos serão produzidos com as mesmas especificações das primeiras 16 unidades produzidas em 1957 e a Jaguar irá certificar-se de cada detalhe esteja idêntico.

Cada uma das nove unidades deverá ser vendida com preço que ultrapassa um milhão de libras esterlinas.

A história do XKSS começa com as três vitórias consecutivas da Jaguar em Le Mans em 1955, 1956 e 1957 com o impressionante D-Type.

Após o tricampeonato, em a 14 de janeiro de 1957, o fundador da Jaguar Sir Williams Lyons decidiu transformar os 25 veículos D-Type que já estavam produzidos para competição em versões de rua, com inúmeras adaptações externas. Nascia aí o XKSS, considerado o primeiro veículo superesportivo do mundo.

Entre estas alterações incluíram-se um para-brisas mais alto, uma porta adicional no lado do passageiro, a retirada da divisão entre condutor e passageiro, bem como a supressão do famoso spoiler atrás do banco do condutor.

Relembrando o XKSS

O XKSS é uma versão do Jaguar D-TYPE, tricampeão das 24 Horas de Le Mans, adaptada para as ruas. O modelo é equipado com motor de 3.4 litros e seis cilindros em linha, capaz de desenvolver 250 cv de potência e 325 Nm de torque.

Equipado com transmissão manual de 4 velocidades, o modelo era capaz de sair da imobilidade aos 100 km/h em apenas 5.5 segundos e alcançar os 230 km/h de velocidade final.

Fonte: Assessoria

Deixe uma resposta