Esporte

Milenar: Sipalki-Do volta a ter espaço para treinamento em Foz

Depois de quase 20 anos, o iguaçuense Érico Correia – o mais graduado na arte do Sipalki-Do (faixa preta 6º Dan) no Brasil -, volta a oferecer espaço para treinos da arte marcial e milenar, em Foz do Iguaçu. Haverá aulas no Centro e na Vila A.

Ele deixou a cidade em 2000 com o propósito de disseminar no país esta arte praticada há mais de 4 mil anos, principalmente por coreanos e mongóis. O mestre, como é chamado pelos seus alunos acredita ter cumprido a missão, mas sabe que ainda há muito espaço para esta arte de guerra crescer. Na época havia cerca de 1 mil adeptos da modalidade no Brasil, hoje, passam de 2 mil. “Precisava voltar para a minha cidade”, disse.

De acordo com o mestre, o Sipalki-Do não é muito conhecido por não ser considerado um esporte olímpico como judô, por exemplo, mas pode ser classificada como a elite das artes marciais. “É tradicional e milenar. Exige muita disciplina e resgata valores”, disse.

A grande vantagem é que pode ser praticada por homens, mulheres e crianças.

Segundo o mestre Correia, o Sipalki-Do é uma arte de defesa pessoal. “Ela foi utilizada na guerra, mas se encaixa perfeitamente nos dias de hoje. As pessoas não saem sozinhas com tranquilidade. Com as técnicas do Sipalki-Do é possível se defender utilizando um celular, um palito de cabelo e até mesmo uma caneta”, explicou.

Sipalki-Do

A palavra Sipalki-do significa “O Caminho das 18 Técnicas”, divididas em três fases. Na primeira, e para os iniciantes, utiliza-se chutes, rasteiras, tesouras, socos, saltos com chutes, projeções, torções e defesa pessoal.

Na 2ª fase, a luta é de um contra vários, sendo 50 % braço e pernas. Na terceira, o Sipalki-Do utiliza-se de defesa pessoal e luta com facas, bastões curtos, médios, longos, baionetes, espadas, lanças, chicotes, machado, corrente com faca na ponta, entre outras. Desta forma, totaliza as 18 técnicas.

Mestre Correia explicou que apesar do Sipalki-Do utilizar armas, ele segue três princípios: mente sã, corpo preparado e coração puro.

Mais informações pelo : https://www.instagram.com/mestre.erico.correia/

 

Abilene Rodrigues

Deixe uma resposta