Lançamentos

Ministro dos Transportes inaugura a revitalização da Ponte da Amizade, nesta sexta-feira (1)

A revitalização da Ponte Internacional da Amizade será inaugurada nesta sexta-feira (1º), por representantes do Brasil, Paraguai e Argentina. A solenidade terá a presença do ministro dos Transportes, Portos e Aviação Civil, Maurício Quintella Malta Lessa, do diretor-geral do DNIT (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes), Valter Casimiro Silveira, do superintendente regional do DNIT, José da Silva Tiago e de autoridades locais.

As obras entregues à população visam proteger a estrutura da ponte, aumentar a segurança e o conforto para os pedestres e melhorar das condições de tráfego de veículos.  A revitalização foi concluída após dezoito meses de trabalhos realizados por 80 profissionais. Em 51 anos, foi a única reforma promovida na Ponte Internacional da Amizade. Em 2002, a estrutura recebeu pintura e melhorias no sistema de dilatação.

De acordo com o supervisor do DNIT em Foz do Iguaçu, Vicente Veríssimo, a revitalização inclui a recuperação da pista, instalação de grades externas e cobertura dos passeios de pedestres e adequação das condições de acessibilidade. Foram realizados serviços de correção das juntas de dilatação, limpeza, tratamento e pintura da estrutura, instalação de grades metálicas entre a pista e os passeios de pedestres e sinalização da pista.

“Os pedestres terão mais segurança com as grades externas e conforto devido à cobertura. Os veículos transitarão em uma estrutura segura, mais bonita e confortável, com a reforma da pavimentação”, explica o engenheiro Vicente Veríssimo. “Além das melhorias para a população proporcionadas pela reforma da estrutura, os órgãos de segurança também terão mais condições de controle e fiscalização na área”, complementa o supervisor do DNIT.

O engenheiro relembra os momentos de desafio para as equipes de técnicos e trabalhadores, como o tratamento preventivo da estrutura, a uma altura de 70 metros. A recuperação da pista, que exigiu a interrupção do trânsito também requereu maior planejamento. “Quando interrompemos o tráfego e implantamos semáforos, o Codefoz contribuiu para os trabalhos, integrando os órgãos de segurança do Brasil e do Paraguai”, explica Vicente Veríssimo.

Conquista da comunidade

Para o presidente do Codefoz (Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social de Foz do Iguaçu), a revitalização integra o processo de ampliação da infraestrutura e de modificação da imagem da região. “A reforma da Ponte da Amizade faz parte de um ciclo de investimentos que estão transformando positivamente a imagem de Foz do Iguaçu e da região, fortalecendo o turismo, o comércio e a integração”, reflete Roni Temp.

Temp lembra que a obra é resultado da mobilização da comunidade. “A luta pela revitalização começou antes mesmo da criação do Codefoz. Quando o conselho foi criado, elegemos a obra como principal bandeira, no contexto do projeto Beira Foz. A reforma da Ponte da Amizade é o marco número 1 do Codefoz”, expõe. “Demonstramos mais uma vez que com união e boa vontade, os resultados acontecem”, complementa Roni Temp.

Fonte: Assessoria

Deixe uma resposta