Variedades

Mês da Mulher: Mulheres representam 91% dos servidores da Educação Municipal em Foz

De cada dez servidores da Secretaria Municipal de Educação (SMED) de Foz do Iguaçu, nove são mulheres. O levantamento foi feito esta semana pela assessoria de comunicação da prefeitura de Foz, a pedido do Sindicato dos Professores e Profissionais da Educação da Rede Pública Municipal de Foz do Iguaçu (SINPREFI) em referência ao Dia Internacional da Mulher. “A presença massiva de mulheres exige que levemos em consideração que essas trabalhadoras normalmente exercem jornada dupla ou tripla: atuam em um ou dois turnos nas escolas e CMEI´s, além de terem mais um turno de trabalho em casa, cuidando dos afazeres domésticos,” ressalta a presidente do SINPREFI, Marli M. de Queiroz.

A líder sindical destaca que essa realidade contribui para o direcionamento de ações em busca da garantia de direitos, como por exemplo, a licença maternidade de 6 meses – defendida pelo SINPREFI – e garantida com a Lei Municipal 4.137/2013, que prorroga a licença por mais 60 dias, além dos quatro meses iniciais. “Apesar disso, a luta sindical é em nome de toda a categoria, mulheres e homens,” defendeu Marli. Do total de 3.134 servidores da Educação, 266 são homens e 2.868 mulheres, das quais a maioria atua como professora.

Para a presidente do SINPREFI a principal característica das mulheres que compõem a categoria, no município, é o fato de serem batalhadoras. “Elas levam o espírito materno para as nossas escolas, defendem os alunos como se fossem filhos e isso é muito estimulante para o nosso trabalho sindical,” avaliou. Na opinião da secretária municipal de Educação, Maria Justina da Silva, no Dia Internacional da Mulher, além de se combater a violência contra a mulher também é importante ressaltar a capacidade feminina: “90% da educação do município está nas mãos de mulheres,” disse ela, “e essas mulheres conseguiram a melhor pontuação do Ideb [Índice de Desenvolvimento da Educação Básica] entre as 10 maiores cidades do Paraná”. Os dados foram divulgados pelo Ministério da Educação no ano passado.

Homenagem à professora Heley Batista

Este ano, o SINPREFI homenageia a professora Heley de Abreu Silva Batista no Dia Internacional da Mulher. Heley morreu enquanto tentava salvar os alunos, num incêndio criminoso na creche em que trabalhava em Janaúba, Minas Gerais, em 2017. Um CMEI inaugurado em fevereiro, na região de Três Lagoas, recebeu o nome da professora, considerada uma verdadeira heroína brasileira. “O que ela fez nos representa! Somos capazes de dar a vida por nossos alunos,” defendeu Marli M. de Queiroz.

Fonte: Asessoria

Deixe uma resposta