Lançamentos

Na categoria entrada, Renault Kwid tem o melhor valor de revenda

O Renault Kwid foi eleito, mais uma vez, o vencedor do selo Maior Valor de Revenda – Autos, na categoria “Entrada”, com índice de valorização de 14,5% depois de um ano de uso. A 8ª edição da pesquisa considerou os 126 modelos zero km mais vendidos, de 20 marcas em 17 categorias.

“O Kwid é um carro inovador que agrada pelo seu design SUV, segurança, conectividade e baixo consumo de combustível. Sabemos que a valorização de um veículo depende de vários fatores, como a satisfação do cliente com o produto e com o atendimento dos concessionários na venda e no pós-venda”, explica Bruno Hohmann, vice-presidente comercial da Renault do Brasil.

Todos os modelos vencedores obtiveram índices positivos, diante da realidade atípica do mercado brasileiro, por conta da falta de veículos 0 km, provocada por desabastecimento de insumos, principalmente semicondutores, e na outra ponta, a supervalorização de veículos seminovos, devido à elevada demanda.

“Além de todos os vencedores das 17 categorias terem anotado índices positivos, dos 126 modelos pesquisados, 101 também registraram valorização e apenas 25 obtiveram índices de depreciação”, explica Joel Leite, idealizador da certificação, para quem, tão logo a indústria volte à normalidade produtiva, a depreciação veicular também retornará.

Sobre o Kwid 

Produzido no Complexo Industrial Ayrton Senna, em São José dos Pinhais (PR), o Kwid foi lançado no mercado brasileiro em 2017 e desde então é o líder do segmento. O modelo se destaca pela maior altura do solo (180 mm) da categoria e os ângulos de entrada (24°) e de saída (40°) dignos do segmento SUV. Somando-se às características SUV, o Kwid tem ainda o maior espaço interno e o maior porta-malas da categoria (290 litros). O Kwid é referência em segurança, trazendo, de série, quatro airbags (dois frontais e dois laterais) – algo inédito no segmento de entrada.

São quatro versões de acabamento: Life, Zen, Intense e Outsider. Todas com o eficiente e econômico motor 1.0 SCe com três cilindros, 12 válvulas, duplo comando de válvulas (DOHC) e bloco em alumínio. Com apenas 758 kg, o Kwid oferece a melhor relação peso/potência, para uma dirigibilidade ágil, com ótimas respostas. Com etanol no tanque, rende 70 cv de potência a 5.500 rpm e torque de 9,8 kgfm a 4.250 rpm. Com gasolina, são 66 cv a 5.500 rpm e 9,4 kgfm a 4.250 rpm.