No Eco Park, vacas brincam com bola para se divertir e manter o peso

As vacas abrigadas no Eco Park, em Foz do Iguaçu, ocupam o tempo brincando com bolas de pilates para se divertir e manter o peso. Já os cabritos e os mini pigs forrageiam seus alimentos, enquanto as lhamas adoram buscar pedacinhos de legumes espalhados pelo recinto. O ‘prato’ dos coelhos é uma bolinha repleta de folhas.

Essas atividades fazem parte do Programa de Bem-Estar Animal desenvolvido pela equipe especialmente para oferecer qualidade de vida aos animais do Eco Park.

O objetivo inicial do programa era devolver a qualidade de vida às aves que chegaram ao parque após serem recolhidas de situação de maus-tratos. Entretanto, com o bom resultado com as aves, a unidade passou a aplicar o programa de bem-estar em 100% dos animais da Mini Fazenda.

Segundo a bióloga Anna Cecília Leite, responsável pelo programa, a prioridade da equipe é garantir que os animais tenham qualidade de vida. “Os animais são nossos chefes”, afirma.

Toda a equipe

As atividades para que os animais vivam bem e tenham experiências boas sob cuidados humanos envolvem toda a equipe e cada funcionário contribui com o seu talento e habilidades.

A equipe veterinária, por exemplo, trabalha para que os animais tenham uma dieta balanceada e estejam em dia com a saúde. “Todos os animais abrigados têm uma ficha médica e passam por exames preventivos”, explica Anna.

Já a manutenção cria estruturas nos recintos para os animais terem um ambiente mais dinâmico.

“Nossa equipe está constantemente sendo capacitada para estimular os animais. O objetivo é que, mesmo vivendo em recintos, possam desenvolver seus comportamentos naturais. Tudo que fazemos aqui é em prol do bem-estar deles”, afirma Igor Morais, coordenador institucional do parque.

Carinho, pode

Graças a esses cuidados, os visitantes, principalmente as crianças, que vão ao Eco Park, conseguem fazer carinho e até alimentar os animais. Embora essas interações sejam positivas, os cuidadores avaliam diariamente o comportamento.

“Se um dos animais estiver incomodado com o toque, a interação é paralisada”, explica Anna. Assim como no ser humano, todo o carinho precisa ser respeitoso e com limite. Ninguém força.

Outra ação que faz parte do programa é o condicionamento dos animais, assim como já ocorre com as aves de rapina e cavalos. Os outros animais também são treinados para aceitar a aproximação e, inclusive, serem atendidos pela veterinária.

Horários

O Eco Park está aberto para visitação todos os dias. As apresentações das Aves de Rapina e do Cavalo Crioulo ocorrem em dois horários: às 10h e às 15h30 com duração aproximada de 1h30. Entre esses horários é possível conhecer a Mini Fazenda. O parque funciona das 9h às 17h30.

O Eco Park está localizado a menos de 15 minutos do centro da cidade e a cinco do Parque Nacional do Iguaçu, e ao lado do Dreams Park Show, onde estão: Museu de Cera, Maravilhas do Mundo, Vale dos Dinossauros, Bar de Gelo e o Dreams Motor Show.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp