Autos e Motos - Roberto Nunes

Novo GLC ganha inédito motor diesel e tecnologia

O novo GLC surgiu inicialmente no Salão de Genebra (Suíça) em março deste ano e desembarca da Alemanha nas carrocerias SUV e cupê. A partir de agora, o GLC começa a ser comercializado na configuração SUV com o motor estreante 2.0 turbodiesel, com sistema de duplo compressor, 194 cavalos de potência e 400 Nm de torque, nas versões GLC 220d Off-road (R$ 294.900) e a mais completa GLC 220d Enduro (R$ 329.900).

Em novembro, o GLC Coupe de linhas arrojadas e esportivas com motor 2.0 turbo a gasolina, de 254 cavalos e 370 Nm de torque, chega ao mercado com valor estipulado de R$ 362.900.

Com isso, adiantou Dirlei Dias, gerente de vendas e marketing da empresa no Brasil, a fabricante alemã inicia um período de nove meses para o processo de renovação de toda a gama de SUV´s comercializados no mercado nacional. Entre eles, a marca já garantiu a importação das versões 43 e 63 AMG, ambas a gasolina.

O jornalista Roberto Nunes andou no modelo Enduro, o mais completo da carroceria SUV.  Toda mudança requer, sim, uma avaliação do consumidor. Há os que gostam e há também os que criticam e saem já falando que a grade ficou grande demais e o visual estranho. A Mercedes-Benz cuidou de mudar muito e destacou as melhorias nos quesitos design, pacote de equipamentos de segurança e tecnologia embarcada e, especialmente, a parte mecânica. Vamos lá começar pelo que empurra o GLC para novas estradas, especialmente as situações todo-terreno.

O novo GLC 200 d vem com tração 4Matic e câmbio automático 9G-Tronic. Este conjunto mecânico garante a vontade de andar do GLC, que aumentou assim sua capacidade de transpor obstáculos e andar em situações com terrenos mais acidentados. Para tanto, o carro com motor a diesel tem pegada para andar nas estradas pelo Brasil afora como também nas mais duras rodovias e terrenos acidentados do país. A suspensão ganhou ajustes e o GLC (Off-Road e Enduro) conta com câmera de ré que auxilia o condutor nas manobras em vagas e um pacote sistemas de estacionamento. Tem ainda faróis full led na versão Enduro e inclui câmera 360°, frisos com a inscrição “Mercedes-Benz” iluminados, acabamento interno em madeira preta fosca e som Burmester surround sound system.

Produzido na fábrica de Bremen, Alemanha, o novo GLC é sim um utiliário de luxo feito na plataforma do sedã Classe C, um dos mais icônicos modelos da Mercedes-Benz no mundo. O SUV GLC bebe na fonte da modernidade e a marca entrega um carro sofisticado, conectado e recheado de equipamentos de conforto e maior comodidade para motorista e demais passageiros. Na parte interna, o acabamento é primoroso e, entre as novidades, estão o novo volante, painel digital e uma tela maior do moderno multimídia.  O console central, por sua vez, traz elegantes elementos com acabamentos sofisticados.

O novo GLC vem equipado com a tecnologia MBUX, inédita na família de utilitários esportivos com a tela de 10,25 polegadas touchscreen. A nova geração de volante multifuncional esportivo é em couro e possui controle por toque. Com a chave no bolso, o motorista entra no GLC, que possui a tecnologia KEYLESS-GO. A partir da simples aproximação ao veículo, o condutor pode acionar o start/stop para ligar o motor sem que haja a necessidade da utilização da chave. O carro tem novo conjunto de faróis e lanternas traseiras de LED, para-choques remodelados e novas saídas de escapamento.

As melhorias no GLC estão em todas as partes. O motorista já percebe que o painel de instrumentos traz, sim, elementos inéditos, como o painel digital de 12,3 polegadas e a central multimídia 10,2”, dois dois dos principais destaques no utilitário da Mercedes. A nova central multimídia MBUX vem com assistente virtual Mercedes e você pode pedir, por exemplo, a melhor temperatura do ar-condicionado dual zone ou mesmo saber informações detalhadas do veículo e de roteiros para viagens. Além da tela do multimídia ser sensível ao toque, a marca oferece o touchpad no console para quem deseja usar também o sistema de maneira mais intuitiva.

Vamos lá enumerar outros pontos de melhoria no GLC. A fabricante inclui a tecnologia Blind Spot Assist, que alerta o condutor sobre a presença de outros veículos em regiões periféricas ao seu campo de visão, o Active Lane Keeping Assist, que avisa ao motorista quando ele deixa, acidentalmente, a faixa, a fim de evitar colisões laterais com outros veículos em trânsito e airbag para os joelhos do motorista, garantindo assim um pacote mais amplo na segurança de todos.

A suspensão é mais firme sem deixar de ser confortável e é agora 1,8 centímetro mais alta. Nos números frios ai você pode achar até pouco, mas faz uma diferença enorme nas situações de estrada. O GLC incorpora também tecnologias como controle de cruzeiro adaptativo (capaz de seguir o trânsito) e assistente de permanência de faixa. Além disso, tem um moderno sistema de imagens de auxílio de estacionamento com dispositivo de baliza 360 graus.

Todas as versões contam com tração integral 4Matic, que reparte a força automaticamente entre os eixos e atua com uma primeira curta capaz de fazer o papel de marcha reduzida. O sistema foi justamente o utilizado pelo antigo SUV Classe M para conseguir atender à legislação brasileira, que exige que utilitários a diesel tenham o recurso da reduzida.

Já o GLC 300 Coupé tem uma proposta mais esportiva e tem até toques da AMG para combinar. O GLC coupé traz linhas marcantes nas suas laterais que ressaltam a elegância do modelo e que, unidas ao acabamento sinuoso na sua traseira, garantem a sensualidade no design desta carroceria.

O jornalista viajou para São Paulo a convite da Mercedes-Benz do Brasil

Deixe uma resposta