Esporte

O iguaçuense Márcio Bortolini disputa título do Super Bike neste domingo (4)

O iguaçuense Márcio Bortolini, tem grandes chances de tornar-se campeão brasileiro de motovelocidade, na categoria 600 SuperSport ProAM, do Super Bike Brasil, neste final de semana, no autódromo Internacional de Interlagos, em São Paulo. Ele está apenas a 3 pontos do líder do campeonato. A disputa acontecerá em rodada dupla, neste domingo (4), às 11h20, e às 15h20. Haverá transmissão ao vivo pelo Youtube, no canal https://www.youtube.com/user/SuperBikeBrasil.  Mesmo sem pontuar, o piloto já terá garantido a terceira colocação.

Para ganhar o título, Bortolini precisa eliminar dois fortes concorrentes e terminar pelo menos uma das corridas entre os quatro primeiro colocados. A esperança de vitória é grande. O atual líder é o paulista Diego Viveiros, campeão da copa Kawasaki Ninja 600, em 2015, e campeão paulista, em 2016, da 600 SuperSport ProAM.

Na terceira colocação, o outro paulista Cristiano Nogueira também segue na disputa para levar a taça. Depois de um começo difícil na temporada, Bortolini, piloto da Granado Sport Team, que, na pior fase, ficou 38 pontos atrás do líder, vive sua melhor etapa. Chegou a somar quatro pontos em três provas.

Mas a situação se inverteu com uma sequência de bons resultado: cinco vitórias e a segunda colocação nas nove corridas disputadas até agora, entre elas, quatro consecutivas. Sem contar as últimas cinco pole-positions conquistadas. O iguaçuense está otimista.

“Espero continuar a desenvolver o trabalho que estamos fazendo ao longo da temporada. A moto é muito competitiva e confiável. Sinto que estou preparado tanto fisicamente quanto mentalmente para essa batalha. Vamos para a etapa final com muito foco e prontos para trazer mais três troféus para Foz do Iguaçu, das duas vitórias e do campeonato, se Deus quiser. Minha equipe e eu estamos trabalhando para isso”.

Rodada dupla

As disputas neste domingo deverão tem uma pitada a mais de emoção com a rodada dupla. As categorias 1000cc e 600cc terão duas provas. “Pilotar essas motos exige muita preparação física e mental. Alcançamos velocidades superiores aos 250 km por hora. As rodadas duplas exigem muito dos pilotos e o preparo, com certeza, fará toda a diferença para o sucesso do final de semana”, avalia.

Mesmo Interlagos, palco da disputa, sendo a casa dos concorrentes de Bortolini, o piloto não se intimida: “Minha pista preferida é Cascavel (PR). Eu a considero minha casa, mas sabemos que o piloto tem que andar bem em qualquer pista. Já tive um vitória em Interlagos esse ano; sei que sou rápido e consistente lá. Embora haja uma vantagem virtual dos pilotos da casa por treinarem lá, em uma final como essa, tudo fica zerado”.

Mesmo que Bortolini não pontue em nenhuma das provas, o piloto já tem garantida a terceira colocação no campeonato, o que em nada alivia a pressão: “Vamos para a pista com um único objetivo, que é vencer”.

Campeonato SuperBike Brasil

O SuperBike Brasil é o maior campeonato de Motovelocidade da América Latina. A organização do campeonato espera reunir cerca de 250 pilotos na etapa final, divididos em categorias que se iniciam nas 160cc até as máquinas mais potentes de 1000cc.

Patrocínio

Bortolini conta com o apoio da Honda, Mobil Super Moto, Itaipu Binacional, Giga Racing, APracing Brakes, Prefeitura de Foz do Iguaçu, Ohlins Brasil e One-X Racing Suits.

Deixe uma resposta