Turismo

Parque das Aves fecha suas portas por quinze dias a partir desta quarta, 18 de março

Nesta terça-feira, 17, o Parque das Aves, em Foz do Iguaçu, decidiu suspender sua operação por quinze dias, e reavaliar a situação depois desse período. A decisão foi tomada para assegurar que pessoas fiquem em suas cidades, impedindo a disseminação do Covid-19 no país e no mundo, proteger seus colaboradores e a comunidade local, além de garantir que a recuperação da indústria do turismo em Foz seja o mais assertiva possível.

“Atrativos turísticos são magnetos que chamam pessoas para uma região. Agora, pessoas deveriam permanecer em suas cidades, para todo mundo junto proteger uns aos outros. Esta é a decisão que consideramos mais ética neste momento, pensando em nossos colaboradores, na comunidade, e no turismo”, comenta Carmel Croukamp, diretora geral do Parque das Aves.

A decisão de fechar o atrativo por um tempo foi tomada visando a diminuição dos riscos a longo prazo para o município como um todo, em termos de saúde física e saúde econômica da região e do atrativo. Visando a iminente redução drástica de número de visitantes ao destino, o atrativo considera a recuperação pós-Covid-19 como prioridade mais alta.

“No momento atual, precisamos pensar na recuperação econômica da cidade como um todo. Fechar é uma decisão difícil, que envolve toda a comunidade, mas consideramos a decisão mais responsável e acertada neste momento. E apenas todos juntos, unidos, conseguiremos passar por mais esse desafio. Já foram tantos outros, e os iguaçuenses sempre os superam. Não vai ser diferente agora”, diz Carmel.

“Nossos agradecimentos aos nossos colaboradores, visitantes, órgãos públicos e à indústria do turismo de Foz. A nossa decisão visa contribuir para proteger a todos. Nós nos vemos logo”, finaliza Carmel.

Deixe uma resposta