Turismo

Prefeitura de Foz e Comtur iniciam a organização da 3ª Conferência de Turismo

A Secretaria Municipal de Turismo, Indústria, Comércio e Projetos Estratégicos (Setur) e o Conselho Municipal de Turismo (Comtur) promoveram a primeira reunião conjunta preparatória para a 3ª Conferência Municipal de Turismo. O encontro, nessa segunda-feira, 6, reuniu os membros do Comitê Gestor responsável pela organização da conferência.

Tendo como temário “Foz do Iguaçu 2030: um futuro melhor para todos” e cinco eixos de discussão, a Conferência de Turismo de Foz do Iguaçu será no dia 28 de setembro, a partir das 14h, no anfiteatro do Centro Universitário UDC. A plenária será precedida de cinco pré-conferências descentralizadas, em diferentes espaços da cidade.

Secretário de Turismo, Indústria, Comércio e Projetos Estratégicos, Gilmar Piolla explica que a realização da conferência está em sintonia com o planejamento das ações, uma das características principais da Gestão Integrada do Turismo de Foz do Iguaçu. A Conferência de Turismo fornecerá subsídios para a elaboração do Plano Municipal de Turismo.

“Com o modelo de governança da Gestão Integrada do Turismo conquistamos muitos resultados, mas é preciso evoluir mais”, reflete Gilmar Piolla. “A conferência, além de ser um espaço de divisão de papéis e responsabilidades, nos possibilitará elaborar o plano para o turismo iguaçuense, que terá como horizonte de aplicação o ano de 2030”, pontua.

Conforme o secretário, o esforço conjunto do poder público, da sociedade civil e da população na Conferência Municipal de Turismo será o de examinar os cenários e prever as demandas para uma década. “Vamos antecipar as nossas prioridades que deverão ser obtidas nesse prazo estendido que vai até 2030”, completa Piolla.

Diálogo e participação

Presidente do Comtur, Carlos Silva frisa que o trabalho busca garantir a ampla participação, na conferência, do trade turístico, dos trabalhadores do setor, das universidades, da sociedade civil e da população em geral. Ele enfatiza que essa abertura para o diálogo fará parte de todo o processo, desde as pré-conferências até a plenária final.

“Queremos envolver de forma ampla a comunidade iguaçuense nas discussões e decisões da Conferência de Turismo”, expõe Carlos Silva. “Entendemos que a cidade precisa vivenciar o turismo, por isso os debates irão mexer com esse sentimento de pertencimento do morador e serão voltados para as nossas raízes de vocação turística, para o lugar onde vivemos”, declara.

Diálogo aberto e efetividade nas decisões

A metodologia da 3ª Conferência Municipal de Turismo foi apresentada por Ana Cristina Rempel de Oliveira, técnica que integra a equipe da Secretaria de Turismo de Foz do Iguaçu. O formato final será debatido em nova reunião do Comitê Gestor e depois apreciado pelos conselheiros em sessão do Comtur.

Os eixos temáticos da conferência, bases para discussão e elaboração de propostas, são: 1) Desenvolvimento da indústria, colaboração e parceria; 2) Marketing e marca; 3) Experiência do visitante, desenvolvimento de produto e identificação urbanística (senso de lugar); 4) Infraestrutura, transporte, acesso, política e regulamentação; e 5) Destino inteligente.

As cinco pré-conferências preparatórias serão direcionadas para públicos distintos. Os encontros reunirão empresários do setor turístico; trabalhadores em turismo; acadêmicos e pesquisadores (professores e estudantes universitários); sociedade civil organizada (entidades e organizações); e associações de moradores.

(Assessoria Comtur)

Fotos: Marcos Labanca

Deixe uma resposta

dois × 3 =