Lançamentos

Renault garante até 19% de economia de combustível com novos motores

 

Após a apresentação, o grupo pode testar no trajeto urbano e estrada a potência, economia e o prazer de dirigir os carros com a nova motorização. É possível alcançar até 19% de economia de combustível, garante a montadora

Esses motores 12v de três cilindros chegaram para revolucionar o mercado e colaborar para que a montadora francesa com sede no Paraná mantenha o crescimento de 7% em 2017. 

Produzidos no Complexo Ayrton Senna, os motores foram desenvolvidos pela Renault Tecnologia Américas (RTA) com todo o “know-how” adquirido nas pistas da Fórmula 1, categoria na qual a marca já conquistou 12 títulos mundiais, para garantir a máxima eficiência de seus novos motores. Das pistas, veio a tecnologia ESM (Energy Smart Management) e a bomba de óleo com vazão variável, que reduzem o consumo de combustível. Outra novidade é a adoção da direção eletro-hidráulica em todas as versões, que melhora o consumo e aumenta e representa uma evolução em matéria de conforto. 

O motor 1.6 SCe traz ainda o sistema Stop&Start, que desliga o automóvel automaticamente em semáforo ou outras paradas. Este moderno sistema, muito comum em carros topo de gama, garante uma economia de até 5% de combustível e está disponível nos modelos Sandero e Logan. Os modelos equipados com o câmbio automatizado Easy’R passam a oferecer controle de estabilidade (ESP) e assistente de partida em rampas (HSA), proporcionando mais segurança.

O novo motor 1.0 SCe deixa Sandero e Logan até 19% mais econômicos. Com o 1.6 SCe, a economia chega até 21%. Hatch e sedã equipados com os novos motores e câmbio manual são destaques do Programa Brasileiro de Etiquetagem Veicular (PBEV) com nota “A”. Já Duster e Duster Oroch equipados com o 1.6 SCe estão até 18% e 16% mais eficientes, respectivamente.

“Equipamos Sandero e Logan, nossos best-sellers no Brasil, além de Duster e Duster Oroch com os novos motores 1.0 SCe e 1.6 SCe, que proporcionam baixo consumo de combustível e prazer ao dirigir. Esta é uma mudança importante e muito significativa, já que traz um grande pacote de benefícios para mais de 70% da nossa gama à venda no Brasil”, afirma Fabrice Cambolive, Presidente da Renault do Brasil.

Destaques do motor 1.0 SCe:

 Duplo comando de válvulas variável

– Prazer ao dirigir

– Mais torque em baixa rotação

– Redução de consumo de combustível

 Bloco do motor, cabeçote, pré-carter e cárter em alumínio

-Redução de peso (- 20kg)

 Comando de válvulas por corrente no lugar de correia

-Maior durabilidade

 Polias, tuchos e anéis de pistões com revestimento em DLC (Diamond Like Carbon)

– Menor atrito

– Redução de consumo de combustível 

 Tampa de cabeçote plástica com bolhas de ar 

– Redução de peso

Coletor de escapamento integrado ao cabeçote

– Motor mais compacto

– Tratamento mais rápido dos gases de escape

– Menor emissão de gases

 Bielas fraturadas

– Maior resistência

– Menor vibração

– Redução de consumo de combustível

 Bielas forjadas em aço 

– Maior resistência

 Virabrequim de aço forjado

– Maior resistência

 Bomba de óleo de vazão variável

– Redução de consumo de combustível

 

Destaques do motor 1.6 SCe:

 Bloco do motor, cabeçote, cárter e pré-carter em alumínio

– Redução de peso (-30 kg)

Duplo comando de válvulas variável na admissão

– Prazer ao dirigir

– Mais torque em baixa rotação

– Redução de consumo de combustível

 Comando de válvulas por corrente no lugar de correia

-Maior durabilidade

-Redução de manutenções 

 Injetores posicionados no cabeçote

-Melhor mistura do combustível 

– Melhor eficiência de combustão

  Pistões e anéis com baixo atrito 

– Menor atrito

– Redução de consumo de combustível

 Coletor de escapamento integrado ao cabeçote

– Maior velocidade e eficiência no tratamento dos gases

 Bielas forjadas em aço 

– Maior resistência

 Virabrequim de aço forjado

– Maior resistência 

 Sistema de acessórios com acionamento través de correia elástica

-Menos componentes no motor (não tem polia tensora)

-Redução de manutenções

 

Deixe uma resposta