Autos e Motos - Roberto Nunes

Retrospectiva 2019: carros inéditos, híbridos e elétricos

O ano de 2020 será o período da retomada da indústria automotiva no Brasil. Depois da crise econômica que atingiu fortemente a venda de veículos no mercado nacional, o brasileiro ficou mais confiante com a volta do crédito e a avalanche de lançamentos de carros ao longo de 2019.
A chegada da opção de carros elétricos e híbridos e modelos inéditos somente reforçou a vontade da compra do carro zero km no país. O site Autos e Motos, parceiro do Portal Aratu On, elencou 10 carros, entre os veículos inéditos e reestilizados, na Retrospectiva 2019. Tem o novo SUV T-Cross e a inclusão de motor 1.0 turbo nos reestilizados hatches Onix e HB20.

1. Volkswagen T-Cross

Primeiro SUV produzido pela Volkswagen no Brasil, o T-Cross ganhou força no mercado. Lançado no começo deste ano, o modelo possui visual moderno, tecnologia embarcada e duas opções de motorização. O porta-malas tem capacidade variável entre 373 e 420 litros, dependendo do ajuste do encosto do banco traseiro.
O T-Cross terá duas opções de motorização: 1.0 TSI, com potência de 128 cavalos a 5.500 rpm e torque de 20,4 kgfm (o 200 TSI, o mesmo do Golf) e 1.4 TSI (250 TSI, que equipa o Jetta) capaz de entregar 150 cv a 4.500 rpm e torque de 25,5 kgfm.
Todas as versões são equipadas com  6 airbags (frontais, laterais e de cortina), controle de estabilidade, freio a disco nas 4 rodas, bloqueio eletrônico do diferencial, direção elétrica, volante com ajustes de altura e profundidade, assistente de partida em rampas, sensores de estacionamento traseiros e sistema de fixação de cadeirinhas infantis (Isofix). E tem ainda faróis de neblina, leds para condução diurna, banco dianteiro do passageiro com encosto rebatível, vidros e travas elétricos, além de volante multifuncional e suporte para smartphone com USB para recarga.

2. Novo Hyundai HB20
O novo HB20 inova com motor turbo. Seu visual está causando comentários. As versões sedã e aventureira seguem a mesma linha do  hatch. A Hyundai aposta no visual mais agressivo do novo HB20. O hatch reforça seu motor 1.0 de três cilindros. Tem tecnologia turbo TGDI com até 120 cavalos com etanol — torque de 17,5 kgfm chega já aos 1.500 giros. O antigo 1.6 16V permanece em linha, mas agora rende até 120 cv quando movido a etanol.
O HB20 vem com faróis triangulares e lanternas mais alongadas. São os pontos que mexem com o imaginário do consumidor. Entre os novos destaques, a Hyundai valoriza a oferta de equipamentos como alerta de mudança de faixa, assistente de partida em rampas, ar-condicionado digital, 4 airbags, central multimídia com tela tátil de 8 polegadas, controles de estabilidade e de tração, acendimento automático dos faróis, piloto automático e trocas de marcha por aletas atrás do volante.
3. Novo Chevrolet Onix
A Chevrolet renovou o Onix, o carro mais vendido no mercado brasileiro. De cara, enfrenta recall para a troca de uma peça no sistema do motor turbo – que causou incêndio em unidades do sedã.  O Onix é um modelo de visual bem moderno. Traz sofisficação, motor inédito, mais equipamentos de segurança e tecnologias de última geração.
O novo motor 1.0 é turboflex de até 116 cavalos de potência que, acoplado a um câmbio automático de 6 marchas, impressiona não só pela performance como também pelo consumo: abastecido apenas com gasolina, faz 12 km/litro na cidade e 15,7 km/litro na estrada; e abastecido somente com etanol, faz 8,6 km/litro na cidade e 10,9 km/litro na estrada. Também traz direção elétrica e piloto automático. Por dentro, bom acabamento  uma central multimídia que inclui câmera de ré e conecta 2 celulares via Bluetooth ao mesmo tempo, sendo possível através dela acessar mensagens, escolher rotas e ouvir playlists de música usando apenas a voz.
No quesito segurança, o Onix Plus, o sedã, tem 6 airbags (frontais, laterais e tipo cortina), carregador de celular sem fio, chave com sensor de presença, ignição por botão, faróis com acendimento automático, assistente de partida em subidas e controles de estabilidade e de tração, além de engates padrões Isofix e Top Tether para cadeirinhas infantis.

4. Toyota Corolla Hybrid

A briga entre os sedãs médios ganhou um forte capítulo com o lançamento da 12ª geração do Corolla no Brasil. O modelo da Toyota é o veículo mais vendido do mundo. Pela primeira vez na história, o Corolla ganha uma inédita versão híbrida com motor flex produzido na fábrica de Indaiatuba, São Paulo.

A Toyota oferece o novo Corolla com duas opções de motores: 2.0L Dynamic Force flex, de 177 cavalos, com transmissão Direct Shift de 10 marchas e injeção direta, e o inédito sistema híbrido que combina três motores, dois elétricos e um a combustão Flex. A nova geração do Corolla traz o pacote de segurança ativa Toyota Safety Sense, que faz dele o sedã médio com mais itens de segurança do Brasil. A nova geração do Corolla chega em três versões diferentes e duas motorizações. O Corolla com motor 2.0L Dynamic Force estará disponível nas versões GLi, XEi e Altis, enquanto a exclusiva versão com sistema híbrido estará disponível apenas na versão topo de linha Altis.
Destaque para o painel de instrumentos nas versões com motor 2.0L Dynamic Force com com três mostradores, um circular, no centro, onde é possível visualizar o velocímetro e o nível de combustível; um semicircular do lado esquerdo, onde o motorista exibe o conta-giros e o termômetro do motor, e uma tela de TFT de 4,2” colorida do lado direito que mostra o computador de bordo, com informações como indicador de marcha, consumo de combustível, hodômetro, autonomia etc. Já a versão Altis híbrida possui uma tela TFT de 7” digital e colorida, no centro do painel, exibindo o velocímetro e informações do computador de bordo. Enquanto o semicírculo do lado esquerdo possui um indicador do sistema híbrido, no lado direito.

 

5. Ford Ranger (reestilização)

A picape Ranger ganhou melhorais no visual e mais equipamentos, como uma tecnologia de segurança inédita em picapes no Brasil.  A Ford Ranger 2020 dispensou a opção de motor flex e tem apenas duas opções de motor diesel. O maior é o  3.2, que equipa as versões de topo da linha, com cinco cilindros e potência de 200 cv  a 3.000 rpm e torque de 47,95 kgfm de torque na faixa de 1.750 a 2.500 rpm.

A Ford Ranger 2020 tem como versão inicial a XL cabine dupla, equipada com tração 4×4 e transmissão manual, que chega com o mesmo preço do modelo anterior, de R$ 132.320. Vem equipada com direção elétrica, ar-condicionado, trava elétrica das portas, computador de bordo, chave canivete com controle remoto de abertura e fechamento global e rádio com tela de 3,5 polegadas com conexão Bluetooth, USB e para iPod.
Nas versões mais caras, há tecnologia que identifica os sinais de trânsito e alerta o motorista quando ele excede o limite de velocidade. Por acompanhar as variações de velocidade em cada trecho da via, o sistema garante uma precisão maior que os aplicativos de navegação baseados em mapas.  O sistema de reconhecimento de sinais de trânsito da picape Ranger funciona com duas câmeras de alta resolução instaladas no para-brisa, uma voltada para o horizonte e outra para o terreno. Elas rastreiam o ambiente e interpretam as imagens por meio de algoritmos para a identificação de sinais. O último limite de velocidade visualizado é exibido como um ícone no painel e fica disponível para o motorista consultar quando precisar.

6. Suzuki Jimny

A Suzuki trouxe o Jimny Sierra como a versão mais cara. O modelo riá conviver com o Jminy que é produzido em Catalão, Goiás. O carrinho ganhou exterior moderno para expressar a funcionalidade off-road em todos os detalhes. Desde o formato mais quadrado da carroceria e sem muitos vincos até a variação de cores, o Jimny Sierra quer seu espaço.

O novo Jimny Sierra vem equipado com inédito motor 1.5L, de 108cv e 14,1 kgf.m de torque, e novíssima transmissão automática. Construído com chassi Heavy-Duty, o utilitário compacto possui bons ângulos de transposição, suspensão com eixo rígido 3-link com molas helicoidais. O novo utilitário tem ainda a tração AllGrip Pro com reduzida e função LSD, que torna a transposição de obstáculos ainda mais fácil.
A segurança inclui um pacote de itens como controle de estabilidade (ESP), Hill Hold (assistente de partida em rampas) e Hill Descent (assistente de descida). O LSD permite ao Jimny Sierra superar obstáculos em situações onde duas rodas na diagonal perdem tração. O sistema detecta automaticamente as rodas que não estão em contato com o solo, redistribuindo o torque para as rodas do lado oposto, proporcionando a máxima performance off-road.
7. Mercedes-Benz GLC (diesel)
O novo GLC surgiu inicialmente no Salão de Genebra (Suíça) em março deste ano e desembarca da Alemanha nas carrocerias SUV e cupê. O GLC chega na configuração SUV com o motor estreante 2.0 turbodiesel, com sistema de duplo compressor, 194 cavalos de potência e 400 Nm de torque, nas versões GLC 220d Off-road (R$ 294.900) e a mais completa GLC 220d Enduro (R$ 329.900).

Há ainda GLC Coupe de linhas arrojadas e esportivas com motor 2.0 turbo a gasolina, de 254 cavalos e 370 Nm de torque, chega ao mercado com valor estipulado de R$ 362.900.  O novo GLC 200 d vem com tração 4Matic e câmbio automático 9G-Tronic. Este conjunto mecânico garante a vontade de andar do GLC, que aumentou assim sua capacidade de transpor obstáculos e andar em situações com terrenos mais acidentados. A suspensão ganhou ajustes e o GLC (Off-Road e Enduro) conta com câmera de ré que auxilia o condutor nas manobras em vagas e um pacote sistemas de estacionamento. Tem ainda faróis full led na versão Enduro e inclui câmera 360°, frisos com a inscrição “Mercedes-Benz” iluminados, acabamento interno em madeira preta fosca e som Burmester surround sound system.
8. Audi Q8

A Audi brinca com as letras no universo dos automóveis. A linha Q serve para os utilitários esportivos. Em 2018, a marca alemã anunciou a chegada do Q8, o suprasssumo dos SUV´s. O novo Audi Q8 desembarca de vez no mercado brasileiro. Sua primeira aparição ganhou destaque no Salão de SP 2018.

O modelo é completamente novo na linha de produtos da Audi e enaltece a elegância de um Coupé de quatro portas de luxo e a conveniente versatilidade de um SUV de grande porte. O carro tem capricho no visual esportivo e no acabamento interno com dimensões generosas e compartimento de bagagens variável. A Audi instalou um sistema operacional de última geração no Q8. Com o sistema de tração integral permanente quattro e uma altura livre do solo de até 220 milímetros, o SUV Coupé ganha todo tipo de terreno. Fabricado na planta de Bratislava, Eslováquia, o utilitário esportivo Q8 chega ao mercado brasileiro a partir de R$ 471.990.

9. Troller T4X
A Troller já oferece o TX4, novo modelo da sua linha equipado com transmissão automática e estilo exclusivo. Seu nome é uma abreviação de “Troller Extreme 4”, remetendo às características todo-terreno avançadas do utilitário. A carroceria em duas cores é um dos elementos que compõem a personalidade marcante e arrojada do TX4. Ele traz várias peças na tonalidade Azul Naval – incluindo grade dianteira, capô, teto, tampa traseira, para-choques, estribos e snorkel –, sempre combinada com uma das três opções de cores: Marrom Trancoso, Verde Maragogi ou Prata Geada.

Na parte mecânica, o modelo introduz como novidade o diferencial traseiro blocante com acionamento elétrico, que aumenta a performance em pisos irregulares, transmitindo torque contínuo para as rodas mesmo que uma perca a aderência, de modo a garantir máxima tração. É o mesmo motor diesel com 200 cv que equipa a Ranger. No pacote de acessórios, o TX4 inclui itens como para-choques dianteiros de aço e faróis auxiliares de LED. O interior também conta com acabamento personalizado e novos itens de conforto.10. Nissan Leaf

O Nissan Leaf é um dos carros elétricos que chegam ao mercado brasileiro. Tem preço na faixa dos R$ 170 mil e briga diretamente com Renault Zoe e Chevrolet Bolt, dois modelos de tamanhos distintos do carro da marca japonesa.  A Nissan equipa o Leaf com um motor totalmente elétrico.

Tem excelente rendimento energético e possui um design externo com linhas dinâmicas e inovadoras. Traz tecnologia avançada com assistência ao condutor e uma bateria de íons de lítio de 40 kW/h. Sua autonomia é de 389 km em ciclo urbano, de acordo com o ciclo WLTP* (270 km em ciclo combinado). Tem potência de 110 kW (147 cv) e torque de 32,6 kgf.m (320 Nm).
A marca japonesa oferece um carro tecnologia e-Pedal que, ao ser ativada, oferece um modo de condução que permite que o condutor acelere e freie com um único movimento, sem a necessidade de trocar de pedal. Com a maior capacidade de reação e autonomia oferecida por esta tecnologia, o condutor sente menos estresse e mais prazer de dirigir. Conta ainda com tecnologias avançadas, que oferecem mais segurança e comodidade, a exemplo do Alerta Inteligente de Mudança de Faixa, Sistema Inteligente de Prevenção de Mudança de Faixa, Assistente Inteligente de Frenagem de Emergência, Controle Inteligente de Velocidade, Sistema de Advertência de Ponto Cego, Visão 360° Inteligente com Detector de Movimento, Alerta Inteligente de Atenção do Motorista, Sistema de Monitoramento de Pressão dos Pneus e Alerta de Tráfego Cruzado Traseiro.

Deixe uma resposta