Turismo

Vertimento de Itaipu chega ao fim

 

A usina abriu na sexta-feira, 16, o vertedouro por causa do excedente de água não usado para a geração. Em condições normais, isso ocorre quando a cota de operação passa de 220,30 metros acima do nível do mar. A medida é para controle operacional.  

O reservatório sofre um contraste em relação à maioria das regiões do País por receber volume de chuvas da Bacia do Paranapanema e também da precipitação sobre os rios como o Ivaí e Piquirí, que alimentam diretamente o lago de Itaipu.

Nesta madrugada, Itaipu chegou a parar de verter por duas horas, entre a meia-noite e 2h, mas voltou a abrir e continuou vertendo até as 11h. Durante o vertimento, uma das três calhas, a esquerda, com seis comportas, ficou aberta. A Itaipu continua operando normalmente e atendendo a demanda pedida pelos sistemas elétrico brasileiro e paraguaio.

O vertimento significa o escoamento de água não usada para a geração de energia. O espetáculo ocorre sem prejuízos para a geração de energia, já que a usina está produzindo tudo o que o setor pede. Se fosse possível, a água seria economizada.

Fonte: Assessoria

 

Deixe uma resposta