Variedades

Vida está voltando ao normal, diz prefeito

Foz do Iguaçu será a primeira grande cidade do Paraná e o primeiro grande destino turístico do país a vacinar contra a covid-19 a população com 20 anos ou mais. Nesta terça-feira, 10, Foz recebeu a remessa de mais de 20,5 mil doses do segundo lote extra de vacinas para quatro municípios paranaenses das regiões de fronteira com o Paraguai e Argentina.

Os imunizantes integram o lote extra articulado pelo prefeito Chico Brasileiro através da Frente Nacional de Prefeitos (FNP) e junto ao Ministério da Saúde. Brasileiro e a secretária municipal de Saúde, Rosa Jeronymo, participaram de reuniões e audiências desde fevereiro e mostraram às autoridades de Brasília a importância das vacinas para as cidades de fronteira.

“É uma grande vitória do povo de Foz do Iguaçu. Poderemos completar em breve a vacinação da população acima de 18 anos. Agradeço ao Ministério da Saúde, à Secretaria Estadual de Saúde e às equipes municipais de saúde que agilizam e atendem com rapidez assim que recebem as doses. As vacinas salvam vidas e a cidade já está voltando ao normal com todas as suas atividades”, disse Chico Brasileiro, vice-presidente da FNP.

Cidades

Além de Foz do Iguaçu, outras três cidades do Paraná vão receber as vacinas extra: Guaíra, Santo Antônio do Sudoeste e Barracão. As doses extras preveem 90 mil vacinas – o primeiro lote, com mais de 37 mil doses, chegou dia 16 de julho.

No país, 122 municípios estão recebendo os imunizantes extras, na fronteira brasileira com o Paraguai, Argentina, Uruguai, Bolívia, Peru, Colômbia, Venezuela e Guianas. “A proposta é a de criar um cordão de segurança e evitar, o máximo possível, a circulação de novas variantes do coronavírus através das cidades fronteiriças”, disse o prefeito.

Foz do Iguaçu, de acordo com Rosa Jeronymo, imunizou acima de 30 anos 100% da população. “Entre 25 e 29 anos, já passamos de 70%. Com a nova remessa acreditamos que passaremos dos 70% desta faixa etária acima de 20 anos”, disse a secretária.

“O Paraná está avançando na vacinação, o que é muito importante e Foz do Iguaçu, por ser fronteira, está avançando mais ainda”, afirmou Rosa Jeronymo. A vacinação completa não atende somente Foz, “mas o estado todo”.