Variedades

24ª edição do São Paulo Boat Show começa nesta quinta-feira (4)

De hoje até dia 9 , o São Paulo Boat Show 2021, grande fomentador do setor náutico, apresentará para os seus mais de 36 mil visitantes aguardados e milhares de seguidores virtuais a 6ª edição dos Destinos Náuticos. Trata-se de um espaço dentro da maior feira náutica indoor da América Latina, exclusivamente criado para promover localidades do país com vocação náutica, em parceria com estados e prefeituras. São lugares com atrativos para todos os gostos.

Neste ano, os destinos contemplados são: Angra dos ReisBahiaIlhabelaParanáRio de JaneiroSanta Catarina e São Paulo. Conheça abaixo as regiões e suas particularidades náuticas:

Angra dos Reis

Angra possui, em seu litoral, 365 ilhas com mar verde-água, areia branquinha e vegetação de Mata Atlântica – a mais ilustre delas é a Ilha Grande. Por causa disso, a cidade adaptou-se a uma vida insular, em que as ilhas são uma espécie de extensão dos bairros: a Gipoia é boa para badalação durante o dia, Itanhangá durante a noite, e por aí vai. Os principais atrativos não estão na cidade, mas no mar. Passeios de escuna percorrem suas ilhas belíssimas, cercadas de águas verdejantes. É só pegar um barco e escolher o trajeto – um dos programas preferidos dos turistas é passar o dia na Ilha da Gipoia.

Bahia

A Bahia é um estado do nordeste brasileiro com paisagens que variam da costa tropical até a aridez do sertão. A capital, Salvador, é conhecida por seu centro histórico, o Pelourinho, com uma rica arquitetura colonial do século XVII e assentado sobre a Baía de Todos-os-Santos. A paisagem natural é composta por 31 praias, cachoeiras, grutas, cavernas, paredões de rochas, vales, mata cerrada, 50 ilhas fluviais e ilhas marítimas. O turismo é um segmento de extrema importância na economia estadual, sua faixa litorânea é a mais extensa do Brasil. Atrai turistas do mundo todo em suas várias praias como as do Forte, Salvador, Itaparica, Morro de São Paulo, Ilhéus, Comandatuba, Porto Seguro, Arraial d’Ajuda, Trancoso, Lençóis, Prado, Alcobaça, Caravelas e o Parque Nacional Marinho de Abrolhos, que reúne a maior variedade de corais do país.

Ilhabela

O arquipélago é um dos pontos mais bonitos do litoral brasileiro. Com 83% de sua área preservada pelo Parque Estadual de Ilhabela, a cidade abriga a maior reserva de Mata Atlântica do planeta. Sinônimo de flora exuberante e fauna rica em diversidade, a beleza local é completada por suas 42 praias de diferentes estilos e cachoeiras abundantes. Ilhabela é reconhecida internacionalmente pelos seus eventos náuticos, como a Semana Internacional de Vela de Ilhabela, maior evento de vela da América Latina, e teve a chancela oficializada por meio da lei que confere a cidade o título de “Capital Nacional da Vela”.

Paraná

O Paraná ocupa uma área de 199 554 km², correspondente a 2,3% da superfície total do Brasil, e conta, atualmente, com 399 municípios instalados (2009). São cinco as zonas naturais do estado, ou seja: o Litoral, a Serra do Mar, o Primeiro, o Segundo e o Terceiro Planaltos, todos reservando agradáveis surpresas nos diversos segmentos do turismo.

O Paraná é subdividido em duas principais bacias hidrográficas: a do Rio Paraná e o complexo de rios da bacia de drenagem do Atlântico. No litoral, com 98 km de extensão, está localizada a baía de Paranaguá, com 300 km² de área, uma das mais importantes do Sul do Brasil, onde se destacam os portos de Paranaguá e Antonina. O Paraná afirma-se como um dos mais completos destinos turísticos do Brasil. Além da variedade étnica, o Paraná tem grande diversidade ambiental. No Litoral, ficam alguns famosos santuários ecológicos, como a Ilha do Mel, Guaraqueçaba e o Parque Nacional do Superagui. Há outros destinos, roteiros e produtos turísticos bem estruturados, balneários movimentados – como Caiobá, em Matinhos, e Guaratuba – e as cidades históricas de Paranaguá, Antonina e Morretes, no Litoral; a cidade histórica da Lapa e as cachoeiras de Prudentópolis.

Rio de Janeiro

Dono da “Cidade Maravilhosa”, o estado do Rio de Janeiro consiste no maior destino turístico internacional brasileiro. Motivos para isso não faltam, principalmente por abrigar uma das sete maravilhas do mundo moderno: o Cristo Redentor. A região ocupa uma área de 43 750,426 km² e seu litoral representa a terceira maior extensão do país — atrás da Bahia e do Maranhão. Com 92 municípios, o estado é marcado por intensa atividade turística — que vai desde visitas à museus de renome à intensa atividade gastronômica, experiências carnavalescas, conhecimento botânico e estádios de futebol, igualmente famosos. No quesito praia, o Rio de Janeiro tem ambientes para todos os gostos e apreciadores náuticos. O litoral do estado é tão grande, que precisou ser dividido em três porções diferentes: a Região Metropolitana, a Costa Verde e a Costa do Sol.

Santa Catarina

Com uma longa costa com o Atlântico e muitas ilhas, Santa Catarina é conhecido por suas praias e montanhas. Florianópolis, a capital, tem um mercado público tradicional com bares, restaurantes e barracas de comida, além de um museu histórico instalado em um palácio do governo colonial do século 19. Florianópolis está basicamente na ilha de Santa Catarina, que conta com resorts de praia na extremidade norte. No verão, os 500 quilômetros de praias, emoldurados por lagoas e a exuberante Mata Atlântica recebem visitantes do mundo todo. No inverno, a Serra é o destino de quem busca um retiro para aproveitar o frio. Há, ainda, opções como o Vale Europeu e o Caminho dos Príncipes, que resgatam as tradições dos primeiros imigrantes do estado, e rios e montanhas onde os mais corajosos podem se aventurar em esportes radicais. E, também, o Parque Beto Carrero World, o maior parque temático da América Latina. Em maio deste ano, de acordo com informações do portal NSC Total, Santa Catarina contava com cerca de 200 estaleiros, sendo o principal polo do setor no país.

São Paulo

Rico em atrações por naturais, São Paulo se destaca como destino náutico de grande diversidade, do litoral às estâncias do interior, do mar aos rios e represas. Somente a faixa do litorânea, ocupa mais de 700 km de extensão, com mais de 60% em faixa de areias. Atrativos não faltam para quem gosta de navegar, das praias do sul (Itanhaém, Peruíbe, Cananéia, Ilha Comprida) ao litoral Norte, passando por Santos e Guarujá. Ubatuba, por exemplo, tem nada menos que 83 praias, uma diferente da outra, e faz parte de um dos trechos de navegação preferidos dos brasileiros. É só sair navegando para achar uma ilha escondida, onde se pode tomar sol no mais completo sossego, ou uma pequena praia de águas calmas rodeada por uma opulenta vegetação de Mata Atlântica, de beleza de tirar o fôlego. Há dezenas delas assim no litoral paulista. Por outro lado, apontando a bússola para o interior, cidades banhadas por lagos e represas não são nenhuma raridade. Como o lago encantado de Rifaina, cujas águas, absolutamente limpas, são consideradas de excepcional qualidade. Ou a represa de Avaré, bem longe do mar, mas sempre com um barco na paisagem. Tem também um grande trecho navegável do Rio Tietê e as prainhas que se formam na beira dele, no interior de São Paulo. Sem valar da “Angra Doce”, na região oeste do Estado, e das represas Billings e de Guarapiranga, um marzão de água limpa e doce em meio ao concreto e ao asfalto da capital paulistana.

São Paulo Boat Show – Após o sucesso da edição inédita realizada na Raia Olímpica da USP, em 2020, que movimentou cerca de R$ 155 milhões e venda de 215 embarcações, neste ano são esperadas mais de 100 marcas expositoras de diversas frentes do mercado. Distribuídos pelo mais importante salão náutico latino, estarão, tanto para exibição quanto para venda, lanchas, jets, veleiros, infláveis, motores, equipamentos e uma série de produtos, acessórios e serviços relacionados ao segmento. Da compra ao compartilhamento de barcos, o São Paulo Boat Show oferece todas as possibilidades e opções para quem quer navegar nesse universo. Como uma das principais iniciativas de fomento ao setor náutico brasileiro, o Boat Show espera movimentar, em 2021, cerca de R$ 220 milhões.