Autos e Motos

Cruze RS entrega a empolgação dos esportivos da Chevrolet

Por Roberto Nunes

A Chevrolet renovou a linha Cruze com as configurações Midnight e RS. A primeira exibe linhas mais urbanas em tom black e a segunda é a de visual esportivo.

AUTOS E MOTOS andou com exclusividade no Cruze RS, o hatch com pegada esportiva e cheio de detalhes que empolgam os amantes da velocidade. Seu conjunto frontal exibe grade com detalhes em cromo escurecido, gravata Chevrolet com fundo preto e faróis com LED e máscara negra. O logo RS em vermelho fica junto as entradas de ar e dá o pedigree que o Cruze é um hatchback com “alma para as pistas”.

A versão RS está disponível nas cores Branco Summit, Cinza Satin Steel e o Vermelho Chili, exclusivo para este modelo. Há ainda a opção em Preto Ouro Negro. O Cruze RS empolga pela traseira com aerofólio funcional escurecido e emblemas com o nome e a marca do veículo na tampa.

Para o interior do Cruze RS, a Chevrolet entrega uma pitada de exclusividade. Tem materiais de excelente acabamento, valorizando teto, assoalho, colunas, painéis e bancos – todos em preto, enquanto as costuras dos assentos possuem linhas vermelhas. A lista de equipamentos de série é enorme e traz, entre os itens, seis airbags, sistema de monitoramento da pressão dos pneus, câmera de ré de alta definição, sensor de estacionamento dianteiro e traseiro além de sistema de áudio premium, acendimento automático dos faróis através de sensor crepuscular, sensor de chuva, central de informação digital colorida, retrovisor interno eletrocrômico e retrovisores externos com rebatimento elétrico e aquecimento.

O pacote de conectividade também chama a atenção e nem poderia ser diferente. Afinal, a linha Cruze foi pioneira ao introduzir as mais inovadoras destas tecnologias no mercado. O Cruze RS oferece:

Projeção para Apple Car Play e Android Auto na tela de 8 polegadas do MyLink com pareamento via bluetooth simultâneo de até dois smartphones;

Wi-Fi nativo com antena amplificada e sinal de internet até 12 vezes mais estável com capacidade de conexão para até sete aparelhos simultâneos;

Aplicativo myChevrolet para smartphone e smartwatch que permite comandar funções do carro a distância, fazer diagnósticos remotos, consultas técnicas e agendar serviços na rede autorizada; OnStar é o sistema de telemática avançado da GM que oferece assistência 24 horas por dia, 7 dias por semana para serviços de emergência e segurança; OTA (over the air) é a tecnologia que permite atualizações de sistemas eletrônicos do veículo de maneira remota. Assim, o automóvel pode receber evoluções de programação e software sem precisar necessariamente ter que se deslocar para uma oficina. O processo é semelhante ao que já ocorre com celulares.

A Chevrolet equipa o Cruze RS com o motor 1.4 turboflex, de 153 cavalos e 24,5 kgfm de torque. Há tecnologias como injeção direta de combustível, cabeçote com coletor de escape integrado e comando variável de válvulas garantem agilidade ao veículo tanto em arrancadas como em manobras de ultrapassagem. O propulsor já oferece 90% da sua força numa faixa plana entre 1.500 rpm e 5.000 rpm. Já a potência máxima ocorre entre 5.600 rpm e 6.000 rpm. A transmissão automática é de seis velocidades, com precisão nas trocas de marcha.

Rodando pelas ruas de Salvador, o Cruze RS se mostrou um hatch bem discreto sem surpreender pelo visual. No entanto, a tocada forte e o bom desempenho do motor 1.4 turbinado jogam a sensação de expectativa do motorista para a empolgação de quem dirige carros esportivos. E é essa a pegada que a Chevrolet quis entregar ao dono do Cruze RS.

Agora em maio, as revendas Chevrolet comercializam o Cruze RS na faixa dos R$ 155 mil.