Turismo

Dia Mundial do Turismo: conheça pontos turísticos no Paraná com histórias da imigração holandesa

Arapoti, Carambeí e Castrolanda são exemplos de colônias que preservam a cultura e a história das famílias holandesas no Brasil. Estabelecidas no Sul do país, na região dos Campos Gerais (PR), as comunidades valorizam o patrimônio histórico, artístico e cultural deixado pelos imigrantes.

As três colônias holandesas cresceram no ramo da agropecuária em forma de cooperativas, sendo denominadas como Frísia, Castrolanda e Capal. Os trabalhos tiveram sucesso graças aos esforços dos pioneiros e à busca por técnicas e adaptações das produções. Com a união dos imigrantes em sistemas cooperativos foi possível alcançar o desenvolvimento dos municípios e de toda região.

Hoje em dia, essas localidades que acolheram os povos holandeses são pontos turísticos da região. “Esses lugares históricos possuem grande valor para o povo holandês. Recordam a nossa história, valorizam a nossa cultura que é tão interessante e, além de tudo, mostram a importância dos primeiros pecuaristas e agricultores holandeses que chegaram à região”, comenta o presidente da Associação Cultural Brasil – Holanda (ACBH), Koob Petter.

Confira abaixo alguns desses pontos turísticos:

Museu do Imigrante Holandês

Localizada em Arapoti (PR), a estrutura onde está o museu funcionou como estação de recebimento de leite e produção de manteiga da Cooperativa Central de Laticínios até 1979. Em 2005, a sede foi transformada em museu, abrigando um vasto acervo com objetos, fotografias, biblioteca e ambientes decorados com móveis trazidos pelos imigrantes holandeses, reproduzindo seu estilo de vida.

O museu possui uma sala que retrata a história das cooperativas na cidade.

Localização: Rua Geert Leffers, s/n – Vila Evangélica – Arapoti –  Paraná

Entrada: R$ 5

Parque Histórico de Carambeí

O maior museu histórico a céu aberto do Brasil fica em Carambeí (PR). O Parque Histórico é um complexo museal de caráter sociocultural e educativo que busca resgatar, preservar e difundir a história e a memória da colônia, as experiências que moldaram a cidade e sua gente.

Localização: Av. dos Pioneiros, 4050 – Carambeí – Paraná

Entrada: R$ 20 inteira, R$ 10 meia-entrada

Centro Cultural Castrolanda

Parte do Memorial de Imigração Holandesa, o Moinho “De Immigrant” é uma réplica, em tamanho original, do moinho Woldzigt, localizado no norte da Holanda. O Museu Histórico de Castrolanda, construído para representar as casas de fazenda típicas do Norte holandês, em que a residência é unida ao estábulo, conta com um acervo de móveis e objetos que foram doados pelas famílias dos pioneiros. O espaço do estábulo que originalmente era usado para animais, depósito e maquinários, hoje acomoda exposições que contam a história da imigração.

Localização: Rua do Moinho, 244 – Colônia Castrolanda –  Castro –  Paraná

Entrada:  R$ 15 inteira, R$ 7,50 meia-entrada

Devido à pandemia, as atrações precisam de agendamento antecipado e determinam limites de pessoas, respeitando todos os protocolos de prevenção à covid-19.