Variedades

Hospital Municipal é reconhecido pela gestão de indicadores de qualidade e desempenho nas UTIs

Os setores das UTI (Unidades de Terapia Intensiva) Geral e Covid-19 do Hospital Municipal Padre Germano Lauck, de Foz do Iguaçu, receberam o selo de Gestão da Qualidade e Desempenho, chancelado pela Associação de Medicina Intensiva Brasileira (AMIB).Os certificados foram entregues à direção executiva, em reconhecimento à contribuição da instituição ao renomado banco de dados de terapia intensiva, utilizado  pelos principais hospitais da América Latina e Europa.

O certificado atesta que o hospital gerencia seus indicadores de qualidade e desempenho em consonância com a Resolução da Diretoria Colegiada Nº 7 da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), de 24 de fevereiro de 2010, por meio do Sistema Epimed Monitor UTI Adulto, contribuindo para a melhoria da qualidade da medicina intensiva e segurança dos pacientes no Brasil.

Este sistema está presente em mais de 500 hospitais em todo o Brasil, com 1.000 UTIs e 13.000 leitos monitorados. No total, são mais 2,5 milhões de pacientes – é a maior base de dados clínicos e epidemiológicos da América Latina.

Para o diretor-presidente do Hospital Municipal, Amon Mendes Franco Sousa,“trata-se do reconhecimento a um trabalho sério e que valoriza a importância do uso dos indicadores, numa Unidade de Terapia Intensiva, tendo como resultado uma gestão eficaz”, ressaltou o diretor.

O objetivo dos indicadores é caracterizar o perfil epidemiológico das UTIs e compartilhar informações que possam ser úteis na orientação de políticas de saúde e estratégias para melhorar o cuidado dos pacientes críticos no Brasil.

Segundo o médico intensivista Roberto Almeida, coordenador da UTI da instituição, “o certificado ratifica o trabalho desenvolvido pela equipe multiprofissional e interdisciplinar, pois a certificação atesta que o setor atende aos mais altos padrões de atendimento e qualidade e segue rigorosamente as normas estabelecidas pela Anvisa”, explica.

Já para o diretor técnico do Hospital Municipal, André Fernandes Ribeiro Maia, “essa certificação tem um valor ainda maior, pois atesta a continuidade da assistência pelas equipes, mesmo em meio a uma crise sanitária, consolidando todo o trabalho que vem sendo realizado”.