Variedades

Nova vida: Foz espera vacinar 100% até agosto

A visita do ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, nesta terça-feira, 20, reforçou a perspectiva das autoridades sanitárias de que até o início de agosto Foz do Iguaçu estará com 100% da população adulta (com mais de 18 anos) vacinada com pelo menos a primeira dose. “Será um trabalho conjunto do Ministério da Saúde e das secretarias estadual e municipal de saúde. Esperamos até agosto a vacinação de 100% da população”, disse Queiroga.

“É necessário um controle sanitário para que consigamos ter uma promoção de saúde nos padrões que desejamos para o Brasil e para os demais países da América do Sul. A imunização na fronteira tem um papel de grande relevo na região, justamente pelo trânsito dos cidadãos dos países vizinhos que podem trazer doenças para o nosso País”, completou o ministro.

A projeção da vacinação em massa é compartilhada pelo secretário estadual de Saúde, Beto Preto, e pelo prefeito Chico Brasileiro, que acompanharam o ministro durante sua estadia em Foz. “Até 20 ou 25 de agosto, os municípios paranaenses terão conseguido chegar a 80% de cobertura vacinal da população acima de 18 anos. E até o dia 15 a 20 de setembro, vamos atingir os 100% da população acima de 18 anos vacinada”, disse Beto Preto.

“É uma parceria acertada entre o Estado e o Ministério da Saúde. Dessa vez houve prioridade para a imunização em locais com grande fluxo de pessoas para criar este escudo imunológico e barrar o trânsito livre de variantes mais contagiosas ao Paraná”, acrescentou sobre a remessa das vacinas extras para Foz do Iguaçu, Guaíra, Barracão e Santo Antônio do Sudoeste.

Mais vacinas

O ministro estima que a população adulta brasileira receba pelo menos uma dose, ou dose única, até o final de setembro. “Até setembro, todos os brasileiros com mais de 18 anos devem ter recebido ao menos uma dose de vacina contra a Covid-19, e concomitantemente, 50% da população já deve estar imunizada com as duas doses”, disse.

Há expectativa de distribuir 40 milhões de doses em julho em todo o País, o que vai ser reforçado com o anúncio desta segunda-feira (19) da Pfizer/BioNTech, de entrega de 13 milhões ao governo federal até 1º de agosto.