Esporte

Orgulhos da fronteira: cerca de 30 atletas iguaçuenses integram o ranking brasileiro de atletismo

O Instituto do Atletismo de Foz do Iguaçu de Foz do Iguaçu possui 27 atletas no ranking brasileiro, divulgado pela Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt) para o primeiro semestre de 2022. Os representantes estão nas categorias: adulto, sub23, sub20, sub18 e sub 16, tanto masculino como feminino.

As conquistas em grandes competições credenciaram os atletas a ocupar boas posições. Com o apoio da Prefeitura de Foz, por meio da Secretaria de Esporte e Lazer, e da Itaipu Binacional, o IAFI representou o município em torneios estaduais, nacionais e até mesmo internacionais.

“Esses resultados não começaram a aparecer hoje. Cada passo foi planejado e trabalhado por uma equipe que leva o esporte a sério e transformou crianças e adolescentes em grandes atletas. Temos o orgulho de apoiar e prestigiar as grandes conquistas”, celebrou o secretário de Esporte e Lazer, Antonio Sapia.

Destaques no ranking

Entre os destaques da lista, está Felipe Izidoro, que lidera o ranking do Salto Triplo Masculino na categoria sub20. Em 2021, o atleta disputou o Mundial da categoria e ficou entre os dez melhores do planeta. Outra importante marca atingida foi o recorde sul-americano sub-20, com 15.24m no salto triplo.

Beatriz Cristaldo, que também é uma das promessas do esporte nacional, ocupa o 2º lugar do ranking feminino sub20 do salto triplo. Maria Eduarda Pires atingiu o 2º no lançamento do martelo sub18.

Ainda no ranking, dessa vez no sub16, Renan Davi está em 3º lugar no lançamento do martelo e, na mesma modalidade, Rafaela Scheel garantiu o 3º lugar no feminino.

Na categoria adulto, três iguaçuenses estão entre os 10 melhores. Rallison Thomas é o 7º colocado no lançamento do martelo; Mauricio Brito é o 7º no lançamento do dardo e Graciely Pinzan ficou em 9º no lançamento do martelo.

“Os resultados refletem o esforço e dedicação que esses meninos e meninas empenham diariamente nos treinamentos, nos quais não se cansam de buscar marcas melhores e superar os desafios. Mente e corpo estão sempre alinhados, em busca da excelência esportiva que todos já possuem”, frisou Sérgio Muniz, o “Quick”, técnico da equipe.