Autos e Motos - Roberto Nunes

Ranger Black é o primeiro produto da fase importadora da Ford no Brasil

Após o anúncio de encerramento da produção de carros nas fábricas brasileiras, a Ford faz seu primeiro lançamento no país. Passando por uma fase de desconfiança dos consumidores e dúvidas por parte dos trabalhadores de unidades fabris como o complexo automotivo de Camaçari – que não produz mais EcoSport e Ka e mantém a linha de peças e acessórios -, a fabricante americana apresentou a Ranger Black, uma configuração com apetrechos visuais da picape média feita na Argentina.

A Ranger Black é o primeiro modelo desta fase de importadora da Ford no Brasil. Ainda pairam no ar uma série de situações financeiras, especialmente para a rede de concessionários em todo o país. Há rumores de que o número de pontos de vendas deve ficar entre 120 e 140 lojas no Brasil.

A picape Ranger tem boa aceitação na Bahia e surge na configuração para agradar ao consumidor urbano. O visual monocromático preto tanto no exterior como na cabine, com detalhes foscos e brilhantes e bancos de couro, realça a sofisticação e esportividade da Ranger Black. O motor 2.2 turbodiesel com 160 cavalos e 39,3 kgfm de torque, acoplado ao câmbio automático de seis velocidades e a tração 4×2. Sua suspensão tem ajuste especial.

A Ranger Black vem equipada com santantônio, rack de teto, estribo lateral, faróis com máscara escura, grade dianteira e rodas de liga leve de 18 polegadas. A lista de equipamentos inclui sete airbags, ar-condicionado de dupla zona, piloto automático, controle de tração e estabilidade, controle adaptativo de carga, sistema anticapotamento, sistema de controle de reboque e assistente de partida em rampa.

A segurança é um dos pilares que fazem da Ranger uma picape de verdade, a começar pela construção sobre chassi, com porte robusto e 235 mm de altura livre do solo, que coloca o motorista e os passageiros em posição elevada no trânsito.

A Ranger Black vem com sete airbags, freios ABS nas quatro rodas com EBD e também traz o conjunto mais completo de controle eletrônico de estabilidade e tração, o AdvanceTrac. Além dos controles anticapotamento, adaptativo de carga e de oscilação de reboque, ele inclui assistência de partida em rampa e de frenagem de emergência.

A capacidade de imersão de 800 mm – a maior da categoria – é outro diferencial da picape que pode ser extremamente útil numa condição de alagamento na cidade.

A picape tem ainda central multimídia com SYNC 3 e tela touch de 8 polegadas, comandos de voz e acesso a Apple CarPlay e Android Auto. O sistema de conectividade FordPassTM Connect, com modem embarcado, permite controlar pelo celular funções como travamento e destravamento, partida remota com climatização da cabine, agendamento de partida, odômetro, autonomia e localização do veículo, além de receber alertas de alarme e de funcionamento.

A Ranger Black chega com preço sugerido de R$ 179.900 e tem também um custo de posse atraente, incluindo consumo, manutenção, peças e seguro.