Variedades

Sábado tem dia “D” do Outubro Rosa nas unidades de saúde

Neste sábado (23), as unidades básicas de saúde de Foz do Iguaçu estarão abertas para o Dia “D” do Outubro Rosa, de prevenção ao câncer de mama e câncer do colo de útero. Durante todo o dia serão ofertados exames preventivos, orientações, consultas médicas e testes rápidos, além de palestras, rodas de conversa e agendamento para mamografias. Algumas unidades também vão oferecer um café da manhã para as mulheres.

“Sabemos que muitas mulheres não conseguem buscar as unidades de saúde durante a semana, e por conta da pandemia, muitas deixaram de realizar os exames preventivos. Por isso, neste sábado, as unidades estarão abertas das 8h às 17 horas para ofertar os exames e levar as informações necessárias sobre a prevenção do câncer de mama”, disse a secretária de saúde Rosa Maria Jerônymo.

A coleta do preventivo acontecerá em todas as unidades por demanda espontânea, sem a necessidade de agendamento; a mamografia será agendada para mulheres com mais de 50 anos, ou com histórico familiar, a partir dos 40 anos. O principal objetivo do Outubro Rosa é conscientizar as mulheres sobre a importância da prevenção e do diagnóstico precoce para combater os dois tipos de câncer.

De acordo com o Inca (Instituto Nacional do Câncer), cerca de 13% dos casos de câncer de mama em 2020 no Brasil (aproximadamente, 8 mil ocorrências) poderiam ser evitados pela redução de fatores de risco relacionados ao estilo de vida, em especial, da inatividade física.

Além disso, quase 13% dos gastos federais do SUS em 2018 com o tratamento de câncer de mama (R$102 milhões) seriam poupados pela redução de fatores de risco comportamentais, mais uma vez com atenção especial à atividade física, que detém a maior fração (5%) dos casos de câncer de mama evitáveis pela adoção da prática.

Os dados foram divulgados na pesquisa Número de casos e gastos com câncer de mama no Brasil atribuíveis à alimentação inadequada, excesso de peso e inatividade física, elaborada pela Coordenação de Prevenção e Vigilância (Conprev) do INCA. O levantamento faz parte de um estudo mais amplo que estimou o impacto da má alimentação, do consumo de álcool, do excesso de peso, da inatividade física e do não aleitamento materno, em 2008, nos casos de câncer de 2020, e nos gastos do SUS, em 2018.

Em 2019, os gastos diretos do SUS atribuídos ao câncer de mama foram de R$ 848 milhões (22,8% dos gastos diretos com o tratamento oncológico de todos os tipos de câncer). Nas próximas duas décadas, o número de casos deve crescer 47% e os gastos federais terão acréscimo de 100%.

As ações acontecerão em 27 das 29 unidades de saúde. Somente as UBS do Jardim Jupira e do Ouro Verde não terão atendimento no sábado.