Variedades

Segunda Ponte: Com 190 metros de altura, torre está concluída. Obras atingem 71,5%

O apoio principal brasileiro da Ponte da Integração Brasil-Paraguai foi concluído neste mês de outubro. Com 190 metros de altura, a torre será um dos dois apoios que sustentará a ponte de 760 metros de comprimento, próximo ao Marco das Três Fronteiras, unindo Foz do Iguaçu (BR) a Presidente Franco (PY). Do lado paraguaio, a torre deve chegar a 175 metros de altura até o fim deste mês.

As informações são do boletim divulgado pelo consórcio responsável pela obra. De acordo com o boletim, a Ponte chegou a quase três quartos de sua conclusão, ou 71,5%, no mês de outubro. Até o momento já foram investidos cerca de R$ 166 milhões, de um total previsto de R$ 323 milhões, recursos pagos pela margem brasileira da Itaipu Binacional. A expectativa é que a obra, iniciada em agosto de 2019, esteja concluída até setembro de 2022.

A nova estrutura está em construção sobre o Rio Paraná, próximo da confluência com o Rio Iguaçu e da fronteira com a Argentina. A iniciativa é do governo federal, por meio da Itaipu, com gestão do governo do Estado, por meio do Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná (DER/PR). Segundo o boletim, em outubro ocorreu o posicionamento da 4ª aduela metálica no vão livre da ponte. No total, 37 aduelas irão compor o vão central até o final da obra.

Quando concluída, a Ponte da Integração Brasil-Paraguai terá 760 metros de comprimento e vão-livre de 470 metros. Serão duas pistas simples com 3,6 metros de largura, acostamento de 3 metros e calçada de 1,70 metro nas laterais. A nova ponte permitirá que veículos pesados provenientes do Paraguai e da Argentina deixem de transitar pelo centro de Foz do Iguaçu, além de desafogar a Ponte Internacional da Amizade, hoje principal ligação entre Brasil e Paraguai.

Perimetral Leste

As obras da Perimetral Leste, rodovia de 15 quilômetros que vai conectar a nova ponte internacional à BR-277 chegaram a 4,33% no mês de outubro. O investimento executado é de cerca de R$ 4,51 milhões. A expectativa é que a Perimetral seja concluída em meados de 2023, com custo total de R$ 336 milhões, recursos também da margem brasileira de Itaipu.

A construção da ponte e da perimetral integram uma série de obras financiadas pela Itaipu Binacional e anunciadas nos últimos dois anos. Entre elas, a reforma e a ampliação do terminal e da pista de pouso e decolagem do Aeroporto Internacional de Foz do Iguaçu, a duplicação da BR-469 (Rodovia das Cataratas) e melhorias na infraestrutura de transmissão de energia. Os investimentos na região somam mais de R$ 2,5 bilhões.