Lançamentos

Aquecido: Volvo contrata 250 funcionários, abre segundo turno em caminhões e exporta mais ônibus

As recontratações ocorrem depois de um dos períodos mais difíceis da história do setor de transporte no Brasil, quando em seu auge chegou a atingir uma queda de 70% nas vendas de caminhões. A previsão do Grupo Volvo é que a economia se recupere lentamente e que as vendas de caminhões acompanhem esse ritmo, também numa elevação gradativa.

A Volvo terminou 2017 mais uma vez na liderança brasileira do segmento de caminhões pesados. Com 26,9% de participação, é a quarta vez consecutiva que a marca lidera este mercado, voltado principalmente para o transporte de longas distâncias.

Além da liderança de mercado, outro destaque da Volvo foi o desempenho do FH, o caminhão pesado mais vendido do país em 2017. Foram emplacadas 4.505 unidades do modelo, um crescimento de 27% em relação aos volumes registrados no ano anterior.

Exportações de ônibus

Em ônibus a Volvo também teve bons resultados, principalmente na exportação. As vendas externas já alcançam 75% do total dos negócios. Com grandes negócios fora do Brasil, principalmente na região hispânica da América Latina, a Volvo entregou lotes de ônibus para muitos países, com destaque para o Panamá e a Guatemala, que renovaram ou ampliaram suas frotas de veículos urbanos. Foram vendidos 1.055 chassis de ônibus no ano passado, 791 deles exportados. “Temos vocação exportadora”, diz Fabiano Todeschini, presidente da Volvo Buses Latin America.