Esporte

Corrida do PTI atrai número recorde de participantes

Em ritmos diferentes, mas inspirados pela mesma energia do cenário da barragem da usina de Itaipu, mais de 1.400 brasileiros, paraguaios e argentinos participaram da terceira edição da Corrida Noturna do Parque Tecnológico Itaipu (PTI), no sábado (10).

O número de atletas amadores e profissionais foi quase quatro vezes maior do que na edição anterior. Na corrida, dois veteranos, já conhecidos em Foz, venceram a prova.

No masculino, Sebastião Cordeiro, 30 anos, foi o grande campeão. No feminino, Nilma Rezende, 34 anos, conquistou o título, pela segunda vez, na Corrida Noturna do PTI.

“A Itaipu e o PTI têm aberto cada vez mais as portas para os eventos esportivos, como as caminhadas, corridas e ciclismo, incentivando as práticas saudáveis da comunidade de toda a fronteira”, diz o superintendente de Comunicação Social, Gilmar Piolla, responsável pela gestão do turismo da Itaipu.

Yuri Benitez, presidente da Cipa, do PTI, responsável pela organização da Volta Noturna, diz que o objetivo do evento foi exatamente esse: “Abrir ainda mais o Parque para toda a população. “Vieram muitas das pessoas que já circulam todos os dias por aqui (mais de 6 mil), mas também quem nunca tinha tido a oportunidade de conhecer o parque e a própria usina, além de ter informações sobre os projetos que desenvolvemos.”

A Iluminação da Barragem encerrou a 3ª Corrida Noturna do PTI.

Largada

A largada foi próxima às instalações do PTI e a chegada, no Mirante Central, onde até quem não ficou bem posicionado foi contemplado com iluminação da Barragem, seguida por um show de fogos de artifício.

Concentração

A concentração começou duas horas antes da Volta Noturna, marcada para as 20h. A postos, os atletas fizeram alongamento e aquecimento antes de encarar, cada um na sua modalidade, os oito quilômetros da corrida, seis para pessoas com deficiência, e quatro da caminhada.

Do começo ao fim do percurso, os atletas tiveram como incentivo muita música no meio do caminho. No fim da prova, a Banda Bob Kurupí se apresentou no Mirante Central.

Vencedores

Os primeiros a ultrapassar a linha de chegada da Volta Noturna foram os participantes da modalidade pessoa com deficiência. Valeriano Silveira Silva, que corre há quatro anos, foi o ganhador, pela segunda vez da mesma prova.

Na disputa do masculino, Sebastião Cordeiro concluiu os oito quilômetros em 27 minutos e foi para o primeiro lugar do pódio.  Já veterano nas corridas, com diversas medalhas e títulos, aprovou o percurso e quer voltar o ano que vem.

No feminino, a outra veterana dos eventos esportivos de Foz, Nilma Resende, 34 anos, fez o percurso em 34 minutos, e ganhou a prova pela segunda vez. Os participantes ganharam medalhas e os vencedores levaram troféus para casa. A quarta edição já está garantida. A data ainda não foi confirmada.

Fonte: Assessoria

Deixe uma resposta